Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Parte 1 (1/2) Isabelly Blanch 1855 18/06/2017 às 21:24:38
DCAT 5º ANO: AMIGA É PARA ESSAS COISAS… Lara Lynch 4707 17/07/2016 às 04:16:34
Passado? Parte 2 Steffano Di Facchini 4568 09/07/2016 às 20:29:55
Passado? Parte 1 Steffano Di Facchini 4552 09/07/2016 às 20:28:44
Chegando em Kosice Steffano Di Facchini 4611 09/07/2016 às 20:27:07

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: webmaster@zonkos.com.br

Escocia Eithan Bute Florenzza [ 16086 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Eithan Bute Florenzza

  • NOME COMPLETO

    Eithan Almerich Stuart Bute Florenzza

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,80m

  • PESO

    70kg

  • OLHOS

    Cor de Mel Claro

  • CABELOS

    Castanho Claro

  • SEXO

    Masculino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    23 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    13/07/1989

  • SIGNO

    Câncer

  • NOME DO PAI

    Pietro Di Venturi Florenzza

  • NOME DA MÃE

    Mary Catherine Stuart Bute

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Mundo Mágico

  • CIDADE/PAÍS

    Edimburgo/Escocia

  • RELACIONAMENTO

    Solteiro

  • NÍVEL

  • Animal de Estimação Animal de Estimação:

    Uma coruja negra chamada Dara.

  • Feitiços Aprendidos Feitiços Aprendidos por este Personagem:

    Um total de 201 magias...

  • Inventário Total de Itens no Inventário:

    16 diferentes itens


    • 1 uso(s) de Veneno
    • 1 un de Varinha de Marmeleiro, 28cm, Corda de Coração de Dragão, Porosa
    • 1 uso(s) de Poção do Ódio
    • 1 uso(s) de Poção do Morto-Vivo
    • 7 uso(s) de Poção de Acônito / Poção mata-cão
    • 1 uso(s) de Poção da Beleza
    • 1 uso(s) de Poção Eureka
    • 2 uso(s) de Poção Calmante
    • 10 uso(s) de Perfume Ferormônios
    • 1 uso(s) de Essência de Murtisco
    • 1 uso(s) de Esquelesce
    • 1 uso(s) de Elixir para Induzir Euforia
    • 1 uso(s) de Elixir Baruffio para o Cérebro
    • 1 uso(s) de Amortentia
    • 1 uso(s) de Veneno de Lobalug [Seringa]
    • 2 uso(s) de Essência de Ditamno
  • Dados do Jogador Dados do Jogador:

    Letícia Ferreira

  • Ajuda

    Abaixo você confere alguns links para tutoriais e textos importantes que vão te ajudar a entender melhor o funcionamento do nosso jogo!

    Em caso de dúvidas procure alguém da Staff ou algum jogador mais antigo para lhe auxiliar.


Eithan Almerich Stuart Bute Florenzza, tem o nome que era de seu avô, provavelmente seu primeiro filho homem também se chamará dessa forma. Não parecia forte ou atlético, aparentemente, mas, o corpo se manteve sempre bem definido, quase como se fosse esculpido. A pele é branca, cor-de-gelo para ser mais exato, e fica, mesmo que no sol, extremamente pálido. Disciplinado, sua personalidade reflete em tudo menos nos cabelos do rapaz. São curtos, porque Eithan insiste em mantê-los assim. Quando era menor, costumavam ser loiros, no entanto, há um tempo haviam ganhado uma intensa cor de castanho médio, tal como uma enorme avelã.Terrivelmente despenteados, of course; Por mais que ele tente, é muito difícil deixá-los uniformes. Os olhos também são castanhos, mas de um tom dourado que faz as orbes do rapaz se tornarem incrivelmente ferozes a um espectador desavisado. Quando quer alguma coisa, são os globos amarelos do filho do primeiro ministro escocês que, certamente, o fazem conseguir. Ou você os teme, ou os ama. Calado, frio e completamente polipolar. Se existe alguém que congelaria fogo em brasa com um único toque, esse alguém é, de fato, o jovem Florenzza. Uma máquina, eu diria. Ninguém fica em seu caminho. Uma vez que lhe seja ordenado matar, ele o faz, se tiver que ferir, ferirá. Teve que se virar sozinho desde a morte da mãe, por isso não se preocupa com nada ou qualquer pessoa. Também sofre atraques de raiva constantes e é depressivo. Inteligente e centrado, completamente racional. Independente e com um tom de humor ácido e único. É hábil e audacioso, porém tem grande sensatez, o que o impede de cometer loucuras. Imensamente gélido e indiferente. Incapaz de demonstrar emoções. É violento e possui um instinto assassino que se alastra por todo ele quando tem um de seus acessos de raiva.

Sim, a descrição mais parece bula de remédio ou uma receita detalhada do bolo da avó, um manual de instruções, talvez. Não era como ele queria que fosse, tampouco achou que um dia seria forçado a falar de si mesmo como num rótulo. O que, além da vasta descrição poderia adicionar, eu vos pergunto?! Após a renúncia do regente escocês, Alex Salmond, a centenária família Bute, adorada por todo o país, resolveu reivindicar o cargo de primeiro-ministro a um integrante digno de morar na fantástica Bute House. E quem diferente seria se não o marido da última dos Bute, o italiano Pietro. O homem já acostumado e bem situado no universo da política, soube manipular com destreza todas as peças do tabuleiro que precisou e, dois anos depois de o povo estar sofrendo com a ausência de um líder, o homem assumiu perante a soberana Rainha da Inglaterra. Ter um primogênito, um filho homem, foi a maior alegria que a família encontrou por muito tempo, uma vez que, a saúde fragilizada de Mary Catherine impedia que tanto o esposo, quanto a criança aproveitassem uma vida normal. A situação piorou ainda mais quando a mulher se descobriu grávida uma segunda vez, ato que causou a morte prematura dela ao dar a luz a uma doce menininha chamada Emalline.

Cada ano que passara o deixara mais frio e designado a atingir os objetivos do pai, se possível ter uma morte tão honrada quanto a dele. Sem falar que, além do condado, das pessoas e dos servos, Emalline era sua maior preocupação eminente. Quem cuidaria de sua irmãzinha quando ele próprio estivesse fora, defendendo Angus de seus inimigos? Quem lhe arrumaria um bom marido quando a hora chegasse? Bom, de certo isso não era um problema, uma vez que a menina ficava mais graciosa e bela a cada dia. Eithan não poderia mantê-la sob suas asas para sempre. Como se já não bastasse o sofrimento de ser um filho órfão de mãe aos dois anos apenas, fora obrigado a crescer mediante às obrigações do parlamento e a monótona rotina de estudos e cuidados. Quando conseguia se divertir, passava o tempo livre no escritório do pai que vivia resolvendo assuntos reais e nunca parava em casa.Foi em meio a tais dúvidas, lições de magia e regras sobre ética de governo que o menino completou seus dez anos. Num desses dias que, admirado com o brilho da pistola guardada na gaveta do pai, o pequeno Florenzza sentenciou a si mesmo para toda a eternidade. Naquele instante, a cólera o possuiu pela primeira vez, a arma já não parecia tão pesada e cada objeto, estante, livro ou vaso precioso e raro que estava em volta foram destruídos por um golpe desajeitado vindo de braços finos e punhos vermelhos. Ele não pararia, não importava o quanto suasse ou suas mãos calejassem, nada o faria não completar seu desejo de destruição. Ele não era inútil, não seria nem mais um minuto. Emalline o surpreendeu na porta e, assustado com a possibilidade de ser repreendido pelo pai que chegara de supetão na cabeça da criança, ele apertou o gatilho. O estouro o fez cair para trás com violência e uma poça de sangue inundou o carpete. Um gemido de dor e depois só o arrependimento. Ajoelhado ao lado do corpinho desfalecido da irmã, o garoto largou a pistola e manchou suas roupas com o líquido viscoso inocente enquanto agarrava Emma de uma forma tão torturante que qualquer espectador alheio à situação pensaria que a vida do rapaz estava sendo passada para substituir aquela que fora tirada.

Eithan fugiu, culpado. Um menininho aos prantos perdido na floresta. As vestes rubras e ainda molhadas com a vida que tirou e os olhos embaçados de tal forma que nada podia ser enxergado alem da ponta do nariz arrebitado. Haviam sons estranhos em volta, cantos guturais e tambores, o tilintar de uma adaga que era claramente amolada numa pedra e sem querer, Eithan foi levado até um ritual macabro o qual ele jamais pensara que pudesse existir, nem em seus piores pesadelos. Três homens estavam de pé, ambos vestidos com enormes capas pretas, o que escondia por completo seus semblantes. Certamente, bruxos das trevas. Ateado numa espécie de altar, um rapaz que deveria ter pouco menos de vinte anos chorava e implorava por piedade. Seja lá o que pudesse ter acontecido de ainda pior nessa história, felizmente não ocorreu, graças a meramente boa ação de um dos encapuzados. Oculto, ele pediu para ser chamado, e convidou após isso nosso jovem garoto para assistir ao sacrifício e ele, sentado numa rocha, observou atentamente a vitae ser esvaída daquele corpo robusto, aquele que posteriormente poderia ser o dele, mas não temeu coisa alguma pois a imagem do cadáver de Emalline derramando sangue pela mármore era a única coisa que estava presa em sua mente, a não ser o pensamento repentino que fez com que essa narrativa e esse menino mudassem seu rumo por completo.

“Se a magia negra tem a liberdade de tirar vidas a seu bel prazer, talvez possa ressuscitá-las também.” Pensou, e se tornou tão convicto desta hipótese que nos anos seguintes, mesmo depois de ter sido encaminhado para a Escola de Magia e bruxaria de Hogwarts por seu tutor Baltazar, Eithan continuou encontrando Oculto e indo cada vez mais fundo nos rituais maléficos. O menino alegre e cheio de vida já não existia em qualquer milímetro da pele pálida. Somente o frio restara e este não vinha de fora como antes, mas sim de dentro do corpo de alabastro, duro como rocha, incapaz de se importar com algo que não fosse achar um meio de trazer Emma de volta, de fazê-la feliz e devolver-lhe a vida que merecia ter tido. O que o jovem não entendia ou preferia não saber era que uma vez dentro das artes das trevas é impossível sair, mesmo que seu propósito esteja cumprido, elas jamais te deixam partir.

Dessa forma, agora nos seus vinte e poucos anos, é um homem calculista e feito de mármore. Não ajuda os fracos, não se importa com os feridos, apenas passa os dias estudando fundamentos da necromancia e vive perdido numa busca absoluta e aparentemente perdida à procura do rio Estige, sua única passagem para o submundo, o jeito mais valioso de recobrar sua alma e a de sua bela irmã. É um fracassado. Foge das investidas do pai para assumir o parlamento e toda a Escócia e, corre de si mesmo. Seu maior mártir? O casamento arranjado com a filha da Irlanda do Norte, a queridinha dos duendes verdes. Se pode melhorar? Vocês verão.


[Ojesed] - Maior Sonho: Encontrar uma passagem intacta pelo etéreo e desvendar o Estige.
[Bicho Papão] - Maior Medo: Nunca conseguir alcançar seus objetivos e ser sempre um fracassado.
[Dementador] - Memória: Quando atirou na própria irmã por acidente e teve que segurar o corpinho desfalecido nos próprios braços.
[Testrálios] - Viu a Morte?: Já matou.

Este perfil já foi visualizado 304 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 07/01/2015 às 15:32:18