Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Parte 1 (1/2) Isabelly Blanch 1179 18/06/2017 às 21:24:38
DCAT 5º ANO: AMIGA É PARA ESSAS COISAS… Lara Lynch 4045 17/07/2016 às 04:16:34
Passado? Parte 2 Steffano Di Facchini 3912 09/07/2016 às 20:29:55
Passado? Parte 1 Steffano Di Facchini 3885 09/07/2016 às 20:28:44
Chegando em Kosice Steffano Di Facchini 3947 09/07/2016 às 20:27:07

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: webmaster@zonkos.com.br

Canada Danielle Rockenbach [ 16507 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Danielle Rockenbach
  • Funcionário do Jornal

  • Funcionário do Jornal

  • NOME COMPLETO

    Danielle Hooper Rockenbach

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,70m

  • PESO

    60kg

  • OLHOS

    Azul Intenso

  • CABELOS

    Preto Intenso

  • SEXO

    Feminino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    25 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    14/07/1988

  • SIGNO

    Câncer

  • NOME DO PAI

    Richard Hastings Rockenbach

  • NOME DA MÃE

    Victória Hooper Rockenbach

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Mundo Mágico

  • CIDADE/PAÍS

    Montreal/Canada

  • RELACIONAMENTO

    Solteiro

  • NÍVEL

De origem canadense, mais especificamente, em uma das cidades mais francesas do país, Montreal, nasce em quatorze de julho, Danielle Hooper Rockenbach, filha de Richard Hastings Rockenbach e Victória Hooper Rockenbach, dois bruxos extremamente ligados em tudo o que acontecia no Mundo Bruxo e Trouxa, que por muitas vezes, procuravam soluções de casos públicos por conta própria. Sendo que a profissão de ambos, a mãe, repórter de um dos jornais mais bem vistos do mundo mágico e seu pai, um auror que se envolvia particularmente em casos de ambas as nações, seja dos nascidos trouxas ou não, se tornando um excelente mediador entre os dois povos, Danielle teria com eles, uma grande base para desenvolver seu futuro, talvez, partindo do tamanho envolvimento dos pais para com a filha, a justificativa em um interesse próximo dela para uma nova profissão que descobriria após os anos de estudo.

A infância da pequena canadense, fora relativamente tranquila e calma, normal tal qual as crianças de sua idade, filha única, no entanto, isto não quer dizer que era sozinha de tudo, sempre tinha a companhia de suas primas para quaisquer que fossem os lugares que Danielle estivesse indo, tendo como parceira inseparável, uma prima dois anos mais velha, Kathryn Hastings. Ambas tinham uma afinidade um tanto quanto interessante, se consideravam praticamente como irmãs, até pelo interesse em diversas coisas em comum que demonstravam ter, porém, toda esta amizade se quebrou quando Kath completara onze anos e recebera a famosa carta da Escola de Magia de Hogwarts, depois disto, Rockenbach passou a se interessar ainda mais pelo mundo bruxo, especialmente durante seus dois próximos anos em que ficou afastada de Hastings.

Sendo separada da prima que mais gostava, passou a se ligar ainda mais com seus pais em casos públicos, começando a ter um leve interesse nos acontecimentos entre ambas as nações e a partir daí, passando a acompanhar o trabalho de sua mãe com seu pai em ocorrências onde os nascidos trouxas eram envolvidos, lhe permitindo então, até onde sua idade lhe permitia, ter uma grande noção dos acontecimentos em sua volta e por consequência, raro eram os assuntos em que ela não tinha conhecimento, passando disto, a ter um grande interesse por literatura e escrita. Inclusive, desta sua principal característica, surgiu o dom mágico da menina, Danielle estava deitada em sua cama, escrevendo no seu diário que ganhara de sua mãe, relatando o dia anterior com seus pais, – Sempre que podia e não fosse um caso onde a filha dos Rockenbach corresse perigo, eles a levavam para acompanhar – onde um bruxo fizera vários gatos da cidade em que morava, levitarem por simples prazer de quebrar a mais famosa lei do Mundo Mágico: Não se revelar na presença de nascidos sem o dom da magia, isto acabou que intrigando toda a população trouxa de Montrel. A morena então, curiosa e intrigada com o que aconteceu, parou de escrever por alguns minutos e começou a pensar em como o tal procurado pela quebra de sigilo do mundo bruxo, levitou os felinos, com este pensamento, a pequena sentou-se encarando com um olhar fixo e extremamente concentrado para seu diário, pensando em fazê-lo levitar para a cômoda ao lado da cama e para sua surpresa, o pequeno caderno de anotações pairou nos ares, chegando a sair na direção de onde a jovem queria, no entanto, tal feito fora interrompido pela chegada de seu pai, surpreso pelo que acabara de ver, neste instante, com a quebra de concentração da menina, o objeto caiu ao chão e folhas se espalharam no quarto da canadense, o baque, trouxe sua mãe ao local também, daquele dia em diante, os dias da curiosa nascida em Montreal, nunca mais foram os mesmos.

A empolgação pela descoberta do lado bruxo de Danielle começou a passar por toda a família, até mesmo por sua própria prima inseparável, Kathryn, que começou a enviar cartas de Hogwarts, contando como era estudar em uma escola de magia, só que para a infelicidade da canadense, ela ainda estudava em uma instituição de ensino básico, até que de renome no Canadá, porém, sentia que podia despertar ainda mais o seu lado curioso do que seus professores lhe propiciavam, e estudar em uma escola para bruxos, tal qual recentemente descobrira que também era uma, seria a oportunidade perfeita para o desejo de sempre querer mais e nunca se contentar com o suficiente de Rockenbach aumentar consideravelmente. Talvez pensando nisto, em uma das férias escolares, seus pais a levaram para visitar a capital francesa, Paris, sede da famosa Academia de Magia Beauxbatons, em princípio, a morena não gostou muito da ideia de estudar em um local diferente de sua prima, no entanto, após conhecer os costumes que a escola tinha e ver que o lado criativo dos alunos eram intensamente cobrados ali, a canadense passou a se interessar na instituição de ensino, chegando até a cogitar em se mudar de Montreal para a Cidade Luz.

Desde esta visita, a jovem começou a adquirir mais conhecimento sobre o mundo mágico, seja pelos seus próprios pais ou em livros que passou a ler, inclusive com o desejo de estudar em Beauxbatons aumentando cada vez mais, passou a praticar um terceiro idioma, imaginando que se comunicaria com pessoas de diversos os lugares quando começasse o estudo da magia, sendo este novo idioma, o alemão, já que tinha prévio conhecimento do inglês e francês, por estar em uma cidade densamente povoada por franceses no Canadá e assim, seu décimo ano de vida seguiu, entre uma vida com os acontecimentos do Mundo Bruxo que iam parar no Mundo Trouxa e pesquisas sobre a escola francesa. Até que finalmente, ao completar onze anos, a esperada carta que toda criança desta idade desejava receber, chegou à residência dos Rockenbach, Danielle fora escolhida para estudar na Academia Francesa, tal qual já imaginava e tanto queria, fazendo com que seu desejo em se mudar para a França, se tornasse realidade, porém, morando em Lyon, uma cidade, conhecida tanto como Paris.

A Mansão que lhe fora atribuída ao chegar em Beauxbatons, fora a que a deusa Brigt guiava. A partir desta escolha, as características de Danielle passaram a se desenvolver mais ainda, nos anos que se seguiram, a canadense se tornou uma das alunas mais estudiosas da casa, principalmente em não se contentar com o que lhe era ensinado em sala de aula, mas sim sempre pesquisar além do que lhe era apresentado. Porém, apesar deste lado de querer saber sempre mais, havia o lado emotivo, este, a morena sempre deixava a desejar e raramente expunha seus próprios sentimentos para os outros, seu desabafo, tal qual sempre fazia antes de chegar na escola, era feito em seu diário que se manteve o mesmo, por isto, era bastante comum ver a jovem escrevendo em seus tempos vagos, quem pegasse seu meio de expressar seus pensamentos, veria desde relatos de acontecimentos da instituição que ela julgava interessante, tanto como, de seus próprios sentimentos sobre amigos, ou seja, havia uma alta variedade de informações em seu caderno de anotações.

Foram sete anos que se passaram e Rockenbach conseguiu traçar suas características perfeitamente, passando a se expressar mais firmemente, sendo que seu lado curioso em descobrir informações lhe ajudou nisso, pois estava em constante contato com os alunos de onde estudava, se tornando uma estudante relativamente influente entre seus amigos. Além disto, descobriu a área que desejava seguir, pelo seu traço em sempre querer mais e nunca se contentar com o que tem e relatar as informações que descobria, seja por conta própria ou com a ajuda de alguém, decidira seguir a carreira de jornalista, porém, com um dilema imposto pela própria garota, Mundo Mágico ou Mundo Trouxa? Isto porque seus próprios pais, apesar de serem bruxos, estavam em constante contato com os chamados “trouxas” e após muito conversar com eles, achara por bem, ao terminar os estudos em Beauxbatons voltar ao Canadá para estudar na University of British Columbia e futuramente, se formar em jornalismo para quem sabe, voltar ao mundo bruxo com mais experiência do que a que adquirira nos últimos anos e poder ter um vasto conhecimento sobre ambas as culturas da qual tanto gostava.

Danielle voltou então para o Canadá, sozinha, seus pais decidiram ficar em Lyon enquanto a morena completava seus estudos, sendo que os anos que se seguiram, foram decididamente marcantes na vida de Rockenbach, como já era de esperar, logo em seu primeiro ano, conseguiu um estágio de jornalismo na Hearst Corporation, trabalhando mais especificamente, para a BBC americana. Neste emprego, que a futura jornalista encontrou sua prima, Kathryn, trabalhando como uma já formada repórter, desde então, as duas nunca mais se separaram, pois, a mais velha se tornou a supervisora do trabalho da canadense. Entretanto, em paralelo às obrigações para com a faculdade e a empresa, começou a surgir o interesse romântico na garota que até então, nunca se envolvera em algo sério, talvez pelo fato de descobrir facilmente as coisas, seus namorados a decepcionavam das mais variadas formas quando tentavam lhe esconder algo, mas alguma coisa de diferente surgiu durante seu tempo de estudo na universidade trouxa, com qualquer companheira de trabalho solteira, que Dani falasse quando o assunto era homem, o presidente da Hearst Corporation era o primeiro nome da lista, isto de certa forma passou a intrigar a estudante que começou a procurar formas de tentar se aproximar dele de alguma maneira, para saber como era a pessoa da qual tanto falavam e de fato, se dependesse puramente de atributos físicos, Danielle já estaria totalmente interessada no dono da empresa, mas para ela, precisava de algo mais, ela não queria algo casual e sim um relacionamento sério, só que seu período de estágio venceu antes que tivesse qualquer sucesso na aproximação em descobrir um pouco mais da pessoa que não saia de baixo dos holofotes públicos, Rockenbach então, fora efetivada em seu emprego, porém, ganhando uma transferência de volta para Lyon, passando a trabalhar na filial europeia da BBC.

Desde então, um surgiu um novo recomeço, continuou de certa forma, intrigada pelo homem de quem tanto sua própria prima falava, no entanto, de uma forma mais distante, já que o presidente raramente saia do continente americano, assim sendo, restou para a canadense, voltar seu foco em acontecimentos que envolvessem tanto a nação trouxa como a bruxa. Sendo que nesta volta para a França, decidiu tentar manter um emprego entre a BBC e um dos famosos jornais do Mundo Mágico, o Lummus Journal, na visão dela, trabalhando em ambas as empresas, conseguiria ter um futuro semelhante ao de seus pais, mediando situações entre povos diferentes e ao mesmo tempo, aguçando seu ar criativo e investigativo que sempre teve desde pequena. De sua volta para Lyon em diante, o futuro de Danielle Hooper Rockenbach, se traçaria de uma forma interessante, voltando o contato com os bruxos, trabalhando mais distante de sua prima Kathryn e ainda com a tarefa de conhecer pessoalmente e ter um tempo para conversar com o presidente da Hearst Corporation que parecia estar indo por água abaixo, tudo isto, paralelo à candidatura para o Lummus, a nascida em Montreal, teria vários objetivos para seguir e traçar como meta, inclusive, sendo organização, uma das características que ganhou enquanto estagiava no Canadá.

A morena, pode se dizer que é aquela pessoa que tem uma vontade de quero mais, pois sempre teve o ar de curiosa e investigativa, conseguiu diversos amigos durante seus estudos em Beauxbatons e na University of British Columbia, mantendo boa parte deles até os dias de hoje. Junto com isto, desenvolveu o grande interesse que sempre teve por acontecimento entre as nações da qual estava diretamente envolvida, justificando nisto, o desejo de trabalhar na BBC do Mundo Trouxa, em paralelo ao Lummus Journal, do Mundo Bruxo, se conseguiria entrar para esta última empresa, seria outra questão, mas se esforçaria ao máximo para que isto ocorresse. E para o lado amoroso e emotivo, Danielle é considerada daquelas exigentes na escolha de seu parceiro, nem que ela tenha que ser a “chefe” da relação e fazer seu futuro namorado entrar nos trilhos, se teria sucesso com isto ou não, ainda é impossível de se dizer, provavelmente com o tempo, Rockenbach acabe cedendo aos desejos amorosos, resta então, saber o que acontecerá de seus vinte e cinco anos para frente.



Este perfil já foi visualizado 1.319 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 10/07/2015 às 02:59:04