JORNAL LUMMUS

LIECHTENSTEIN, 21 DE OUTUBRO DE 2014

AMEAÇA TROUXA
Trouxas invadem o primeiro jogo da Liga Europeia de Quadribol.

Imagem


A pequena cidade de Chudley (Inglaterra) viveu um dos dias mais estranhos e movimentados de toda sua história no último domingo, dia 19/10/14. Isto porque o Departamento de Jogos e Esportes Mágicos, do Ministério da Magia, tomou por sede da estréia da Liga de Quadribol Europeu desta temporada nada mais nada menos que o estádio do Chudley Cannons, um dos times mais queridos da Grã-Bretanha, seja pelos seus torcedores fervorosos, seja por dó – já que a equipe não ganha um campeonato há mais de um século.

“Tudo parecia estar dentro das normas de segurança.” – foram as palavras de um dos funcionários responsáveis pela manutenção dos feitiços de proteção da região escolhida. No entanto, relatos sobre um reporte de identificação de falhas na segurança do estádio à comissão organizadora do evento tem tomado o Sr. Jasper Bertolle, recém-nomeado chefe do departamento supracitado, de assalto. De modo a ser acusado de irresponsável e imaturo por muitos, principalmente os bruxos mais velhos, por considerarem o rapaz jovem demais para o cargo. Inveja ou razão, o fato é que Bertolle tem um grande desafio pela frente para contradizer a má fama que tem se espalhado pela comunidade mágica.

O caos gerado pela invasão de tropas militares no estádio de quadribol abalou, fortemente, as estruturas do Ministério da Magia, devido ao grande número de feridos, danos morais e psicológicos causados aos espectadores da partida. Bruxos e bruxas de toda Europa tem acionado seus advogados contra o Ministério, em virtude da explicita imperícia de seus colaboradores em promover a paz aos seres mágicos, visto sua incapacidade em conter a ação de meros trouxas, incapazes de empunhar uma varinha e, ainda, permitir que 07 bruxos fossem sequestrados em meio ao incidente.

Quanto aos raptos supracitados, a redação do jornal Lummus tentou entrar em contato com o Departamento de Execução das Leis da Magia diversas vezes, a fim de entrevistar o chefe dos aurores, o Sr. Ryan Suliver, porém todas as investidas foram negadas e a única resposta recebida era de que as investigações ainda se encontram em andamento e qualquer informação repassada pode comprometer a evolução e a solução do caso. A equipe do jornal Lummus faz votos sinceros para que o Sr. Suliver e seus subordinados sejam bem sucedidos em restaurar a ordem e resgatar os bruxos e bruxas desaparecidos no incidente.

Não bastasse isso, há registros tanto do surgimento do estádio a quilômetros de distância da cidade, em uma suposta área de preservação ambiental para os trouxas, como também da invasão armada em toda internet – meio de comunicação trouxa bastante popular em tempos atuais. São fotografias e vídeos com diversas imagens que não só revelam, mas também comprovam aos trouxas da existência dos povos mágicos. Em conversa com a Sra. Scarlett Adams, chefe do Departamento de Acidentes e Catástrofes Mágicas (nome bastante sugestivo), fomos informados da grande dificuldade em conter a propagação destes dados, em virtude da incompatibilidade existente entre a magia bruxa e a tecnologia trouxa. Sendo assim, as ações do departamento tem sido insuficientes, já que o choque de tecnologias tem causado apenas danos físicos aos aparelhos responsáveis pela captura e divulgação das informações.

Por sorte, parece que o excesso de obliviate em suas mentes, por gerações, tem tornado os trouxas tão burros quanto sua denominação sugere, visto que vários destes materiais foram divulgados em sites, jornais de grande circulação e revistas, tratando o assunto como efeitos visuais, pré-produções de filmes, assim como evidências de existência de extra terrestres. Se todos os trouxas são tão tolos quanto os redatores destes editoriais ou nos surpreenderão com uma revolta futura, só o futuro dirá. Enquanto isso, bruxos de todas as nacionalidades começam a discutir sobre a real necessidade do ocultamento da magia. Qual é a sua posição a respeito?

Escrito por: Nicolas McGregor.

3.305 Visualizações
27/01/2015 às 00:47:06

Cadernos
Notícias
Jornalistas