Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Parte 1 (1/2) Isabelly Blanch 1179 18/06/2017 às 21:24:38
DCAT 5º ANO: AMIGA É PARA ESSAS COISAS… Lara Lynch 4044 17/07/2016 às 04:16:34
Passado? Parte 2 Steffano Di Facchini 3912 09/07/2016 às 20:29:55
Passado? Parte 1 Steffano Di Facchini 3885 09/07/2016 às 20:28:44
Chegando em Kosice Steffano Di Facchini 3947 09/07/2016 às 20:27:07

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: webmaster@zonkos.com.br

Chapter II: The unexpected encounter - PART III

Pontuação: 5 pontos

por Daphné Kristie » 24/07/2012 às 17:26:52
Título: Chapter II: The unexpected encounter - PART III
Daphné Kristie
 

Title I: Potion of Immortality
(Título I: Poção da Imortalidade)
Chapter II: The unexpected encounter
(Capítulo II: O encontro inesperado)
PART III

--------------------------------------------------------
"... Elevou a taça de água até seus lábios e depois de bebericar um pouco do líquido, encarou-o dando-lhe um sorriso, no mínimo, enigmático...
... Senhorita Kristie não era do tipo “bobinha” e contrariava plenamente o estereótipo de loira burra e fútil..."
--------------------------------------------------------


                    A resposta de fato não poderia ser melhor. Ele havia aceitado o acordo e agora sua suave mão envolvia a de Daphné. A jovem Mélusina sorriu ao observar as feições de Andrew que pareciam satisfeitas. De certa forma aquilo seria ótimo, pois a menina de cabelos dourados também pareceu adquirir um brilho atípico em seus olhos perolados por um azul cintilante. - Sabe, jovem Conde, você é um homem deverás sedutor, é inteligente e tem grande carisma, não seria muito difícil para alguém assim, ludibriar uma garotinha que nem Nuala, ou até mesmo, do meu porte, entretanto... Deu uma pausa dramática e então continuou em tom descontraído. - prometi que não mais lhe questionaria sobre suas intenções com Senhorita Ajiha. Pois bem, o que quero lhe dizer é que eu costumo cumprir as minhas promessas e acordos, e espero que o Senhor divida comigo esse mesmo costume. Elevou a taça de água até seus lábios e depois de bebericar um pouco do líquido, encarou-o dando-lhe um sorriso, no mínimo, enigmático. Continuou: - Ah! Mais que audácia a minha Conde Andrew, alguém como você não teria problemas em cumprir suas promessas, não, quando têm tantas responsabilidades sob seus ombros. Senhorita Kristie não era do tipo “bobinha” e contrariava plenamente o estereótipo de loira burra e fútil. Sabia movimentar as palavras, para que de um jeito fino e até mesmo lisonjeador demonstrasse suas multifaces. Também, quais eram seus intuitos e finalidades.
                    Ficou em silêncio por alguns minutos e ouviu atentamente sua proposta de entregar a encomenda que fizera a momentos atrás. Era um homem sábio e logo de cara, descartou entregar os ingredientes via coruja, o que de certo modo animou a menina que logo se pronunciou:
    - Beauxbatons não é um local fácil de penetrar. Este homem de confiança provavelmente terá problemas, bom, talvez não, no atual momento que a Instituição está passando. Pensou um pouco se poderia falar e depois de não notar nenhum problema em revelar, completou: - É um local que se encontra ao redor da ilha e se chama “Plage de les Illusions”, um lago bastante calmo, pouco visitado por alunos e professores. Apenas me envie uma carta em branco que saberei onde ir para pegar os ingredientes. É um código, que duvido que alguém consiga descobrir. Daphné era muito mais esperta do que aparentava, suas ambições não poderiam ser descobertas, caso contrário, estaria em maus lençóis. Por isso já tinha premeditado cada passo antes, cada situação. Estava preparada. Depois de o homem concordar com o plano da mélusina, passou para a outra parte, respectiva a entrega das informações de Nuala: - De fato, seria imaturo demais, cumprir com a minha parte no acordo lhe enviando cartas, porque ficaria explícito demais nosso envolvimento. Por outro lado, ainda não consigo executar um Patrono mensageiro, que a meu ver, seria o método mais seguro... Elevou o dedo até sua boca e em seguida, aproximou-se novamente da face do rapaz, contando o que tinha acabado de decidir. - Eu também tenho alguém de minha confiança que poderá levar as informações a você com extrema agilidade. Deu uma pausa, respirou fundo e completou:
                    - O nome dele é Zangão, meu elfo doméstico particular, que nunca me trairia. Deixe as portas de sua mansão abertas para ele que terá um fonte segura de informações sobre sua “pupila”. Findou suas palavras e colocou as mãos sobre seu colo, apalpando as flores que recebeu de Andrew. - Já estou satisfeita. Posteriormente, colocou a chapéu e ergueu-se. Precisava ir logo, caso contrário, sua falta em Beauxbatons, poderia começar a ser percebida. Aquele encontro realmente tinha sido produtivo e por mais estranho que pudesse parecer, a quintanista podia perceber que os cosmos estavam soprando ares ao seu favor. Permaneceu imóvel a sua frente e falou com a voz extremamente doce e jovial. - Obrigada por sua agradável companhia, espero encontrar-lhe novamente. O garçon ranzinza que lhes atenderá aproximou-se pela derradeira vez, perguntando se ainda queriam alguma coisa. Daphné ainda em pé, respondeu: - Por favor, queria um guardanapo e uma caneta, imediatamente. O homem assim fez e em poucos segundos se encontrava com aquilo que a jovem havia pedido. A menina de pele sedosa e olhos vivazes se inclinou e começou a escrever algumas palavras naquele papel.

Daphné Kristie escreveu:
Você é um belo homem. É inteligente e bem educado. Ao contrário de Ajiha. Pense nisso!

                    Depois de escrever aquelas palavras, pegou a bolsa, as flores e entregou-lhe o guardanapo. Depois de alguns segundos, balbuciou em tom descontraído. - Darei a honra de me acompanhar até a porta Conde Schleswig. Queira me presentear com mais alguns segundos de sua agradabilíssima presença...

Este capítulo já teve 51121 visualizações até agora.



Ainda não existem comentários neste capítulo, seja o primeiro a comentar e a avaliar a postagem. Sua nota não ficará visível.