Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Felicidade Jian-Yin Lee 1370 23/05/2020 às 22:05:02
Recomeço Jian-Yin Lee 3768 13/03/2020 às 16:50:15
22/02/2020 Duncan Cullen 4175 22/02/2020 às 15:27:50
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 8135 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 7597 22/11/2018 às 18:19:24

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

A humilde casa dos Kurosaki

A humilde casa dos Kurosaki

MensagemJapao [#198864] por Chiyo Kurosaki » 07 Abr 2020, 00:29

  • 8 Pts.
  • 12 Pts.
  • 124 Pts.
Imagem

黒崎


      Na aldeia de Shirakawa, pertencente à província de Gifu, Japão, está localizada a humilde residência da família Kurosaki. Siiim, a minha família! Além de mim e meu lindo maridinho, moram também nossos quatro filhos: Nagato (26), Shisui (18), Yamato (13) e Mitsuki (9). A casa foi crescendo a cada vez que uma das crianças nascia. Eu e o Tadashi juntamos muitos ienes para formar isso aqui.

      Quando Nagato começou a trabalhar, passou a ajudar nas despesas (coisa que depois de um tempo, passei a não fazer muita questão. Nem dele e nem do Shisui, eles precisam se divertir). Em cada cantinho da casa, a gente tentou colocar alguma referência de anime. Na geladeira, por exemplo, tem um super adesivo do Majin Boo com o polegar levantado, indicando que é uma ótima ideia pegar algo para comer.

      Ah, e na mesa da cozinha tem duas cestas de comidas falsas, uma com maçãs e uma plaquinha escrito “Para Ryuuk” e a outra com pães e uma plaquinha escrito “Para Nagato”, hihi. Tem também os quatro puffs, um para cada criança. Nosso banheiro é bem espaçoso. O vidro do box é todo decorado com nuvens da Akatsuki, o encanamento embaixo da pia é igual ao joguinho do Mario Bros, isso foi ideia do Hatori, amigo do Nagato.

      Quando o Yamato está em casa, ele troca os bichinhos que ficam enfeitando os canos e fala que o Mario está enfrentando aventuras por aí. O tapete e a capinha do vaso são do Totoro, super felpudinhas e fofinhas. Na sala, apesar de parecer um pouco séria, temos uma parede com o formato de uma folha do Death Note. É para eles extravasarem e colocarem os nomes de quem eles queriam que morresse naquele dia. Aquele que escreve a morte mais criativa, ganha um brinde. Depois a gente apaga e no dia seguinte faz tudo de novo.

      Os quartos são os meu lugares favoritos. Para chegar até eles, precisa subir as escadas e na parede do caminho destas, há um desenho lindo das nove bijuus na versão chibi. Tudo em preto e branco, é mais bonito. No topo, há um lustre em forma de guarda chuva com a ponta para baixo, referência à Another, sabe como é que é.

      Meus filhos, graças à Madoka, também gostam de mangás. Mas, gostam muuuuuuito! Então, no quarto de cada um deles há uma bela estante repleta dos seus action figures favoritos e mangás porque aqui na minha casa essa literatura faz parte da formação de caráter. Filho meu tem que ler Naruto SIM. Se você vier aqui, esteja à vontade para participar dos jogos da família. Mas, nunca… NUNCA fale mal dos nossos animes favoritos.

      A gente também tem um quarto de hóspedes. As vezes, os amigos das crianças vem para cá e para não ficar todo mundo num canto só, eles dormem lá. O cômodo é cheio de action figures de robôs e tokusatsus, tem uma cama bem confortável e um armário para roupas. É bem lindo, porque… na verdade, eu fiz esse quarto para o Hatori, sabe? Mas, ele esqueceu da gente… então, a gente deixa ele quietinho. Mas, o Tori sabe que quando ele quiser voltar, sempre terá um cantinho aqui.

      Enfim… seja muito bem vindo!

      ______________________________ x ______________________________


Quarto dos pais
Spoiler: Mostrar
Imagem

Imagem

(finge que essa estante é marrom)
Imagem



Quarto do Nagato

Spoiler: Mostrar
Imagem

Estante do lado direito
Imagem

Estante do lado esquerdo
Imagem


Quarto do Shisui

Spoiler: Mostrar
Imagem


Quarto do Yamato

Spoiler: Mostrar
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem


Quarto do Mitsuki

Spoiler: Mostrar
Imagem Imagem
Imagem
Chiyo Kurosaki
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Park Bom
 
Reg.: 03 de Apr de 2020
Últ.: 21 de Jun de 2020
  • Mensagens: 2
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 8 Pts.
  • 12 Pts.
  • 124 Pts.

Postado Por: Lay.


Re: A humilde casa dos Kurosaki

MensagemJapao [#204569] por Yamato Kurosaki » 29 Jun 2020, 17:25

  • 15 Pts.
  • 9 Pts.
  • 30 Pts.
Imagem


Hajimete... – Parte I


Ele finalmente estava com seu celular. Ele rezava todos os dias para que as férias chegassem logo para que pudesse voltar ao Pokémon. Mas dessa vez não tia viajar sozinho até em casa. Serena iria com ele. Iria apresentar a menina formalmente a seus pais e seus irmãos. Esperava que desse tudo certo. Ele ficava nervoso com a mão quente entrelaçada na sua, mas era uma sensação boa. Muito boa. Iam encontrar Nagato na estação e aparatariam com ele para casa. — Etto... Está ouvindo o quê? — Perguntou nervoso enquanto tentava ligar o próprio celular com uma mão só. Não queria soltar a mão da garota.

Quando ela acariciava a pele de sua mão ele achava que ia morrer. E talvez morresse um pouco mais a cada minuto. O coração acelerou.— Por que ainda me surpreendo? Você adora Beyoncé... —Deu uma risada breve e depois abaixou a cabeça um tanto tímido.— Escuto sim... Mas vou escolher a próxima música. Combinado?

— Naaaaaaah... Eu não achei que você só escutasse Beyoncé... É só que não é surpresa nenhuma ver você ouvindo ela. — Ele sorriu sentindo a pele das bochechas esquentar onde ela havia o tocado. A batida que saia do fone que ela colocara em seu ouvido era boa. Yamato havia aprendido a gostar bastante de Beyoncé também.— Hum... O que eu vou botar? Hi-mi-tsu! — Pausou e analisou o que tinha dito.— Himitsu quer dizer segredo... Eu não tava me referindo ao Himi-chan não... — Coçou a cabeça e retirou os fones da mochila, os conectando ao seu celular. Estava só esperando a música acabar pra poder colocar o seu fone no ouvido dela.

— Haha! É aí que você se engana, minha cara Watson! Não vou colocar música de anime! — Ele esticou o dedo e sorriu vitorioso.— Fecha os olhos... — Comandou dando um beijo suave no topo da cabeça dela. Assim que ela lhe obedeceu ele colocou seu fone em seu ouvido e deixou Ko Ko Bop tocar. Ele sabia que ela ia gostar de Ko Ko bop. Não tinha como não gostar. Ia comentar algo, mas estava meio sem jeito por ter tido um beijo roubado e isso o ficava fazendo sorrir feito um imbecil. Ele gostava dos beijos dela. Ele queria beija-la mais. Mas não era assim que as coisas funcionavam, certo? Respirou fundo. — Isso é só a ponta do iceberg, Usagi-chan... Essa música é coreana... Eles tem um mercado musical incrível que satisfaz todo tipo de gosto... Quer que eu te mostre meus gostos peculiares? — Ergueu uma das sobrancelhas ficando sério, imitando o tom do Christian Grey em 50 tons de cinza.

O coração estava muito acelerado. Assim como sua respiração. Ela enroscou o braço no dele e o contato entre suas peles fez com que seu amiguinho lá embaixo se animasse ainda mais. Ele riu um tanto nervoso. — Exo... Esse é o Exo... Eu tô tentando gravar a coreografia de umas músicas deles pra dançar com o Himi-chan... Ele gosta muito desse grupo. Até acho ele parecido com o Lay... Olha só... Esse aqui... — E apontou pro chinês da banda quando ele apareceu na tela. Aí a música acabou e ele colocou outra. Regular, do NCT.

— Sim... São da mesma empresa, mas esse é outro grupo. Esse é o NCT... Quando a gente chegar em casa te mostro os clipes no youtube. Só um minutinho. — Ele pegou o celular e abriu o pokémon, sem som pra não atrapalhar a música que ouviam.— Acho que chegamos no ponto que devemos descer. Quer dizer... Eu tenho certeza que é aqui, falei o acho só por falar mesmo. — Ajeitou a mochila e se levantou estendendo a mão para que ela segurasse e eles fossem juntos para a saída. De longe Yamato reconheceu o irmão que estava parado com os braços cruzados. Yamato assobiou alto o suficiente pro mundo todo escutar.— Onii-chan! Asoko da yo! — Chamou agitando o braço livre.

— Foi mal... — Coçou a cabeça quando ela reclamou do barulho de seu assobio. Abraçou seu irmão de volta e ele lhe disse ser melhor abrir o pokémon só em casa já que aparatariam. — Pois é... Não tinha pensado nisso, mas podem achar que é hack e me darem ban por algum tempo. —Botou a mão no queixo e ponderou, desligando a internet em seguida. Não queria correr o risco.— Ok... Vamos... Estamos prontos. Né, Usagi-chan? — E quando ela disse estar pronta ele acenou para o irmão mais velho esperando a mágica acontecer. E não demorou muito. Fechou os olhos e o impulso estranho de entrar em si mesmo lhe fez a sensação horrível de sempre. Mas em dois segundos estavam no Japão. Um beco. Discreto. Tinham de ir pegar um ônibus agora. — E aí? O que tá achando do Japão? — Ele estava curioso quanto a opinião de Serena quando saíram os três juntos do beco para o ponto de ônibus.

Quando Serena disse que se sentia sugada por um Kamui os olhos de Yamato brilharam e ele se virou para Nagato.— CHUPADA DIMENSIONAL! —Gritou como se estivesse lançando um golpe e puxou a namorada para dentro do ônibus quando ele chegou. Era muito bom que ela soubesse tanto sobre Naruto. Já teria assunto com a casa inteira. Exceto Mikki que não gostava do anime. O único otouto de Yamato era o difetentão. Desceram dois pontos depois de onde aparataram. A casa eu não sei como é porque não foi criada ainda, mas era simples, porém jeitosa. Havia um cachorro com cara de bobo na porta aguardando os três com o rabo tremendo tanto que ele parecia que ia infartar. — Aquele ali é o Inu! — Esclareceu Yamato começando a brincar com o bicho fazendo voz de bebê e tudo antes de entrarem e ele começar a fazer uma festa assustadora. Só parou quando todos entraram em casa. — Bom... Essa é a minha casa. Sinta-se a vontade.


Interação com: Serena Adams e Nagato Kurosaki
Da série: Coisas que já deveriam ter ido pra ON tem mais de um ano.
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem

Imagem


Imagem



Spoiler: Mostrar
Imagem
Yamato Kurosaki
Monitor Mélusine
Avatar do usuário
Park Chan Yeol
O que que eu tô fazendo aqui?
 
Reg.: 19 de Oct de 2018
Últ.: 28 de Jun de 2020
  • Mensagens: 329
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 15 Pts.
  • 9 Pts.
  • 30 Pts.

Postado Por: Nick/Pinscher.


Re: A humilde casa dos Kurosaki

MensagemInglaterra [#204589] por Serena Adams » 30 Jun 2020, 01:49

  • 7 Pts.
  • 7 Pts.
  • 24 Pts.
So in love, I don't care what they say

Post I



      Serena nunca pensou que viajaria para o Japão e que estaria namorando. Além disso, uniu o útil ao agradável, uma vez que estava namorando um rapaz asiático. Yamato era seu amigo de longa data e quem diria que ia dar certo a união dos dois. Estava indo conhecer seus sogros, quem diria. Ela segurava a mão do garoto com força, enquanto a música rolava em seu ouvido. A sonserina encarou Yamato com um sorriso nervoso enquanto tentava se animar com a música que estava escutando. O fone de ouvido estava alto demais e logo o retirou rapidamente para ouvir o que o namorado lhe perguntava.

      — Beyoncé... Party. — Sorriu timidamente. — Eu adoro a letra dessa música. — Ela alisou a pele da mão dele, alegando indiretamente que a sua derme era macia. — Você quer ouvir? — Perguntou a ele, uma vez que não sabia se ele gostava. Ao receber a resposta positiva de Yamato, a morena encaixou um dos fones de ouvido sem fio no ouvido dele. A música estava na parte “Your touch is driving me crazy. I can't explain the way I feel”, o que a fez sorrir e beijar seu rosto. — E eu não escuto só Beyoncé... você vai ver outros cantores no meu celular também. — Falou com convicção e concordou positivamente quando ele disse que escolheria a próxima música. — Só quero ver o que você vai colocar. — Provocou, olhando para ele de forma cúmplice.

      Enquanto esperava o Kurosaki escolher a música, ela agarrou o braço dele, apoiando a cabeça em seu ombro. — Sinto que irei ouvir música de anime... — Disse, dando uma risada e ele respondeu algo sobre Himitsu, o amigo deles da escola. — Você vai colocar a voz do Himitsu pra tocar aí? Desde quando ele é cantor? — Serena fez uma exclamação ao entender que “himitsu” significava segredo. Yamato havia falado que não tocaria música de anime, o que a fez dar de ombros. O lufano havia pegado os próprios fones e encaixado sobre a cabeça de Serena. Ele pediu para que ela fechasse os olhos e no mesmo instante o fez. No instante em que ele colocou a música, recebeu um beijo carinhoso no topo de sua cabeça que a fez sorrir novamente.

      A sonserina se esticou e roubou um selinho do namorado. Foi rápido, do tipo que já estava acostumada em fazer, como uma rotina diária. Sabia que iria deixá-lo sem jeito, mas, ela mesma também estava, só não aparentava tanto. Por dentro, seu coração batia acelerado. Ao se atentar na batida da música, ela se ajeitou onde estava sentada e o encarou. — Desde quando tem hip-hop asiático? E por que não me mostrou isso antes? — Havia gostado da batida da música e já queria se mexer para dançar. Mas, não iria fazer isso ali. Um sorriso largo surgiu em seus lábios ao ouvir que havia um grande mercado musical de música coreana do mesmo estilo da que estava ouvindo. — Como ninguém nunca me mostrou isso? — Falou com indignação.

      — Tem uma ou outra no Just Dance e no Pump It, mas, não sabia que a fama era grande. Preciso sair da minha bolha de Beyoncé. — Comentou, dando um suspiro. Na verdade, sua bolha era de hip-hop, não só Beyoncé, mas, isso não vinha ao caso. Ele se ofereceu para lhe mostrar mais músicas daquele estilo, o que a fez sorrir novamente. — Por favor, me passa os nomes pra eu ter no meu celular. Preciso. Quem canta essa música que tá tocando? — Exo, foi a resposta de Yamato. Ela repetiu o nome do grupo diversas vezes mentalmente pra não esquecer de procurar. Serena riu com a parte dos superpoderes dos integrantes do grupo. — Isso é engraçado... — Outra música começou e ela curtiu da mesma forma. — É outro grupo, certo? — Perguntou um tempo depois e ele lhe disse que sim e o grupo se chamava NCT e não era ruim. O mesmo nível que as batidas da música do EXO e ele lhe prometeu mostrar mais. — Com certeza você vai. — Ela sorriu, entrelaçando os dedos nos dele.

      No momento em que o metrô parou e ele lhe disse estar incerto sobre a hora em que teriam que descer. — Acha? — Perguntou, colocando as duas alças de sua mochila, antes de se pôr de pé. O itinerário era todo dele já que morava por ali. — Não está perdido... está? Assim que saíram do metrô, não demorou pra que Yamato visse seu irmão. Ele assobiou tão alto que Serena teve que pressionar o ouvido depois. — Caaaara, meu ouvido! — Reclamou, desentupindo o ouvido. O irmão de Yamato estava parado de braços cruzados, ela se lembrava dele por causa da foto. Nagato abraçou o irmão mais novo, dizendo que estava com saudades e cumprimentou a garota que estava ao seu lado com um sorrisinho no rosto. Serena acenou com a mão que estava livre para ele. — Oi de novo... — Falou para o mais velho.

      O lufano havia sentido vontade de jogar Pokémon e ela também queria abrir o jogo em seu celular. É, ela tinha porque Yamato tinha lhe convencido a ter e havia ficado tão viciada quanto ele. Quando o garoto lhe perguntou se estava pronta, acenou positivamente. Nagato disse que não adiantaria muito abrir o jogo naquele instante já que iria aparatar, mas, que em casa, mostraria pra ele as novas aquisições. — Prontos? — Perguntou o mais velho. — Pronta. — Disse, apertando a mão dele, guardando o celular novamente. Ela odiava aparatar, era estranho e enjoativo. Nagato segurou na mão dos dois e rapidamente eles foram sugados por aquela sensação esquisita. O bom daquilo é que era rápido. Assim que chegaram no Japão, ela suspirou aliviada, encostando-se na parede.

      — É a pior viagem que existe... pelo menos, no começo. — Comentou, pondo as mãos no joelho. — Parece até que fui sugada por um kamui. — Ela comentou, sorrindo para Yamato. Ele havia lhe perguntado o que estava achando do Japão. — Até o momento, não tenho o que reclamar. O lugar é lindo e a companhia também... — Sorriu, piscando para o lufano. Ela não entendeu qual a brincadeira que Yamato estava fazendo com seu irmão. Mas, mesmo se tivesse que perguntar naquele momento, não teria tempo, porque o lufano lhe puxou para dentro do ônibus. — Cara, você quer me matar antes de chegar na sua casa? — Ela riu do modo como ele agiu. Só porque eles eram bruxos, não significava que usariam magia o tempo todo para se locomover e ela estava gostando muito daquilo.

      Sentou-se ao lado dele no ônibus e no momento em que pensou em descansar sua cabeça no ombro dele, chegaram no local destinado. — Mas... mas, já? — Exclamou transtornada. Andaram só mais um pouquinho e chegaram na casa de Yamato. Um local muito bonito. Havia um cachorro na entrada os esperando e ela sorriu ao vê-lo batendo o rabinho animado. Yamato apresentou o cachorro como Ino e a criatura os seguiu até chegarem na porta de casa. — Depois a gente volta, Ino... ? — Comentou, acariciando sua cabeça. Quando entraram a casa, Yamato lhe dissera para se sentir à vontade. — Obrigada... — Ela sorriu para ele. — E por eu me sentir em casa, é que eu gostaria de trocar de roupa. O que me diz? — Ela colocou as mãos na parte de trás do corpo e aguardou sua resposta.


With: Yamato e Nagato Kurosaki.
Notes: NEM ACREDITO QUE ESSE ARCO TÁ SAINDO!
.YA
Imagem


Spoiler: Mostrar
Imagem
Serena Adams
Monitor Mélusine
Avatar do usuário
Nyané Lebajoa
Brown skin girl ♪
 
Reg.: 19 de Oct de 2018
Últ.: 01 de Jul de 2020
  • Mensagens: 214
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 7 Pts.
  • 7 Pts.
  • 24 Pts.

Postado Por: Lay.



Voltar para Ásia

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante