Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 187 17/01/2019 às 14:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 423 22/11/2018 às 21:19:24
É LUFA - LUFA!! Venus F. Rossa 885 08/09/2018 às 21:24:13
Indo para Hogwarts! Venus F. Rossa 614 08/09/2018 às 21:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 631 08/09/2018 às 12:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Centro Obstétrico

Moderador: Theophrastus von Hohenheim

Centro Obstétrico

MensagemLiechtenstein [#179248] por Mestre do TvH » 07 Set 2017, 10:56

  • 8 Pts.
  • 15 Pts.
  • 60 Pts.
Imagem



É nesse ambiente que chegam ao mundo os novos bruxinhos. Preparada para atender aos diversos tipos de parto, de acordo com os desejos da futura mãe. Porém também equipada para cesáreas de emergência. Se a parturiente desejar um parto mais humanizado, seja ele de cócoras, em uma banheira ou se preferir da forma tradicional, todos os equipamentos estão disponíveis para atender às suas necessidades.
Mestre do TvH
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
 
Reg.: 27 de Oct de 2010
Últ.: 26 de Aug de 2018
  • Mensagens: 378
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 8 Pts.
  • 15 Pts.
  • 60 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Centro Obstétrico

MensagemHolanda [#188938] por Anastasia de Bourbon-Parma » 25 Jan 2019, 14:01

  • 13 Pts.
  • 18 Pts.
  • 58 Pts.
Nome do Personagem: Sörem Smooth

Situação: Exames de Rotina - Gravidez.


Acompanhante: Lars Vanderhoff
Responsáveis pelo atendimento: Lidell Revolverheld.
Ordem de Postagem: Paciente > Medibruxo > Paciente > Medibruxo.

Tempo para postagem: dez dias após o último post.
Imagem
Imagem
Anastasia de Bourbon-Parma
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Zoey Deutch
 
Reg.: 31 de May de 2016
Últ.: 02 de Feb de 2019
  • Mensagens: 141
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 18 Pts.
  • 58 Pts.

Postado Por: Dih.


Re: Centro Obstétrico

MensagemRussia [#189075] por Sörem Smooth » 31 Jan 2019, 16:55

  • 9 Pts.
  • 13 Pts.
  • 160 Pts.
[O desespero, part.1]



Enquanto estava sentada no chão com o corpo curvado sobre o vaso sanitário, vomitando suas refeições dos três últimos dias, Sörem continuou amaldiçoando os infelizes que criaram os métodos contraceptivos que não eram com cem por cento de eficácia. Junto com eles, sua própria lerdeza em não se lembrar de tomar seus comprimidos por dois dias seguidos, e então desregular toda sua ovulação. Nesse meio tempo, o gosto ruim da sua boca se intensificou e ela continuou com a - não muito agradável, ânsia de vômito e colocando até alguns órgãos para fora no processo, ou ela poderia jurar que os tinha feito. Durante cinco minutos, em que seu corpo pareceu lhe dar uma pausa, os olhos tinham lágrimas escorrendo pela situação e sua cabeça estava zunindo, lembrou-se de uma conversa de muitos anos antes que havia tido com sua mãe. Não que fosse a melhor em exemplos, mas era justamente sobre filhos e sobre gravidez. Para a loira, a conversa nunca foi importante, até aquele momento em que se pegava passando mal o suficiente por quatro ressacas imediatas.

Spoiler: Mostrar
FLASHBACK
[Sete anos antes]


A muito impecável Sra.Smooth, estava em puro êxtase e em contra partida, Sol estava bocejando. Isso era uma cena muito comum entre as duas, não como falta de respeito, mas apenas por terem opiniões diferentes sobre o que as empolgava. Enquanto a adorável, e muito conservada, Erika sorria e ficava confabulando sobre roupinhas de bebê para a filha de sua vizinha, a loira estava se programando para sua próxima viagem, seria para a África, como correspondente e ajuda médica. Suas malas estavam prontas e a viagem seria no dia seguinte. - Isso é, simplesmente, maravilhoso! Lorena vai ter um bebê! Minha afilhada, tão amada... estou tão empolgada. E ouvi dizer que Conrad a pediu em casamento também, serão uma linda família. - Mais uma vez, a loira sorriu para agradar sua mãe, mas manteve seu pensamento focado em anotações e possíveis coisas que poderia esquecer antes de viajar. Sua mãe pareceu notar a distância emocional, e a beliscou para traze-la de volta a conversa. - Estou falando com você, Sörem! - Com um susto, a loira sorriu, depois de fazer um bico dramático e passar a mão no braço onde ela havia beliscado. - Eu ouvi, mamãe. Só não entendo o porque da euforia, é um bebê. Nascem bebês todos os dias no mundo. Não é lá grande m*rda. - Levou outro beliscão pelo palavrão, e a mãe suspirou.

- São uma benção, filha. Você vai sentir isso na pele quando for mãe... e vai amar cada segundo. - Só então uma risada alta e bem divertida escapou da garganta dela, enquanto seu olhar estava com pura descrença para sua mãe. - Enjoos e fraudas? Acordada a noite inteira com chorinhos agudos e perder o bom tempo que eu tenho no jornal ou viajando? Não obrigada. Um filho não faz parte dos meus planos... talvez em dez ou quinze anos quando eu estiver com tudo realizado. - Não era uma mentira completa. A loira sentia vontade de formar família, mas não se imaginava com um futuro imediato a isso, e nem o queria. Até porque, ainda lhe faltava o principal. O doador do esperma campeão. Ela viu quando a mãe fez um gesto negativo em descrença pelas palavras, e suspirou. - Fique a senhorita sabendo que eu quero netos antes de ficar velha demais para correr atrás deles. E se você não arrumar um namorado, porque trabalha demais, tem clínicas especializadas nisso. - Levantando-se da mesa, a mulher seguiu para a porta e Sol sabia que ela iria até a vizinha. Ela sorriu para si mesma ao confirmar que aquilo não aconteceria tão cedo, não importava a chantagem que sua mãe iria fazer.


FIM DO FLASHBACK


Ela ouviu a batida na porta e seu peito acelerou novamente. Era a hora. Maldita fosse aquela hora. Iria para uma consulta, finalmente, saber o sexo do seu bebê, ou tentar, já que talvez ainda não desse para ver. Os pré-natais eram um sofrimento, junte isso ao constante mal humor da russa, com sua abstinência em álcool e uma constante vontade de vomitar, e o coitado do Lars estava sofrendo um dobrado. Ela sabia que sua instabilidade emocional estava f*dida devido aos hormônios loucos que estavam pulando dentro de si, mas para ela, não justificava o que estava sentindo. Em quase quatro meses, não conseguia ficar feliz com isso, a notícia parecia surreal demais para acreditar e por mais que seu coração estivesse ansioso e com uma ligação profunda ao bebê, sua mente não parecia assimilar a notícia. A loira estava em estado atônito quase o tempo todo, e na outra parte, estava surtada. Em palavras literais, estava bem complicado de se lidar com Sol. Ela própria sabia disso, e queria conseguir se controlar, mas era algo que não estava em seu domínio. Merda.

Ela tossiu, enquanto levanta do chão e então apertou a descarga antes de virar na direção da pia de mármore e começar a lavar o rosto. - Já estou indo, só um minuto. - Respondeu com a voz cortada, embargada e com alguns ''fungados''. - Estou bem sim, já acabando. - Depois de prender os cabelos em um apertado rabo de cavalo, ela colocou se encarou no espelho e concluiu que nunca havia estado tão aparentemente cansada, como estava ali. Seus olhos pareciam começar a se formarem olheiras, assim como tinha a expressão sonolenta. Não podia evitar acordar a cada quinze minutos para ir ao banheiro. Era a pior parte da gravidez. Sua bexiga frouxa demais, e seus vômitos quase todos os dias. Respirando mais fundo novamente, olhou sua roupa e uma careta se formou. Nunca poderia se imaginar saindo de casa com vestes mais folgadas, ainda mais quando tinha Lars ao seu lado, mas desde que seus pés pareciam sempre inchados, era mais fácil e bem mais confortável usar roupas largas e chinelos. E ela ainda tinha a audácia de trabalhar numa revista conceituada e escrever sobre moda. Um sorriso de diversão escapou de seus lábios antes de abrir a porta e encontrar o homem mais lindo do mundo a esperando. Sortuda do car*lho!

Estavam indo ao hospital juntos. Lars havia aceitado bem a notícia, para a tranquilidade da loira, porque ela estava em pânico. - Seu filho estava me fazendo passar mais tempo no banheiro do que em qualquer outra parte da casa, acho melhor você dar um jeito de reformar e colocar uma cama la dentro pra mim. - Enquanto falava, o cutucava com o indicador, bem no peito. Não tinha expressão séria ou raiva, mas no fundo, estava considerando a possibilidade realmente. - E não faz essa cara ou sorria pra mim! Eu sei que estou um bagulho. - Uma nova careta e a loira saiu na direção da porta. Estavam ficando no antigo apartamento dele, já que era mais perto do hospital e ela se pegou choramingando assim que chegou a rua, com a bolsa em sua mão. - Eu vou desmaiar se aparatarmos... podemos ir por uma lareira ou algo assim? - Ela não estava pensando direito e, na verdade, não sabia se conseguiria caso tentasse. Suas emoções pareciam amplificadas em nível máximo e por mais que tentasse se conter, era mais difícil do que parecia. Para sua sorte, Lars era realmente compreensivo.

XXX


Não demorou como ela pensou que aconteceria e ficou feliz por isso. A consulta deveria ser rápida, já que tinham hora marcada e ela conhecia Lidell. O lado bom de amar seu trabalho como jornalista, era conhecer tudo e todos. Sörem tinha tantos contatos e amizades vantajosas pelo mundo a fora, que foi sem nenhuma surpresa que conseguiu um encaixe para uma consulta de rotina. Sua mãe, mesmo longe, estava mais do que feliz em enviar presentes e ordenar que ela fosse para a Rússia passar os meses posteriores ao nascimento para receber ajuda. Ela não se oporia a ideia, mas precisaria discutir com Lars sobre isso, afinal ele poderia passar quatro meses na Rússia por ela. Ele trabalhava. Com uma nova careta, recostou-se a ele enquanto esperava ser chamada. Era uma boa coisa que estava cedo, e que depois dali iria comer - mesmo sabendo que não duraria em seu estômago. Aproveitaria para conversar com Lidell sobre o que poderia colocar em sua dieta para que não sentisse tanto enjoo. - Continuo enjoada, mas vou viver. - Respondeu ao chamado de Lars, pouco antes de receber um beijo na testa e novamente choramingar dengosa pelo gesto de carinho. Estava preparada para fechar os olhos, quando foi chamada pela voz conhecida.

Ergueu-se rápido, enquanto se aproximava da mulher. - Graças a deusa da gravidez você chegou! - Exagero também era uma das emoções amplificadas. - Estou sentindo meu estômago revirar mais do que o normal, mas não sei se é nervosismo ou só ânsia de vômito. Vamos precisar conversar. - Soltou de uma vez, enquanto a seguia para a sala especializada, com Lars ao seu lado e a segurando. Isso confortou a loira, já que se dependesse dela, estaria caindo em qualquer banheiro. Ela acreditava que a falta de forças era pelo mal funcionamento de seu cérebro confuso, mas na verdade, estava com medo de que fosse pelos vômitos e se isso poderia implicar em algo ruim para o bebê, já que não tinha vitaminas suficientes para nutrição do feto. Estava confusa, desesperada, assustada e ansiosa. Não era uma boa combinação para alguém que vivia sempre a 110% e subindo. Uma olhada no amor de sua vida, bem ao lado, e a loira concluiu que todas as emoções poderiam esperar. Se ele poderia ser forte por ela, então ela também seria forte por seu bebê. Por mais que isso significasse constantes ataques de pânico e uma sobrevivência limitada ao pavor, mas tentaria. De alguma forma, ela tentaria.


Notes: Nunca vi a Sol tão confusa, tadinha! aushaushauhsaush
With: Lidell R; LarsV; ErickaS (NPC);
Ela usa algo assim, mas sem chapéu.
Sörem Smooth
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Amber Heard
 
Reg.: 19 de Mar de 2014
Últ.: 17 de Feb de 2019
  • Mensagens: 54
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 9 Pts.
  • 13 Pts.
  • 160 Pts.

Postado Por: Joyce Dayanne.



Voltar para Setor de Cirurgias e Internações.

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes