Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Felicidade Jian-Yin Lee 302 23/05/2020 às 22:05:02
Recomeço Jian-Yin Lee 2229 13/03/2020 às 16:50:15
22/02/2020 Duncan Cullen 2624 22/02/2020 às 15:27:50
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 6655 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 6089 22/11/2018 às 18:19:24

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

سراديب الموتى في كوم الشقافة

Descrição: Catacumbas de Kom el Shoqafa

Moderador: Férias

سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemLiechtenstein [#197297] por Narrador » 01 Mar 2020, 12:48

  • 10 Pts.
  • 8 Pts.
  • 53 Pts.
Imagem


O complexo foi construído em fins do século I e foi utilizado até o século IV. A necrópole consiste de uma série de túmulos Alexandrinos, estátuas e objetos usados no culto funerário do Faraó com influência do período helenístico e do antigo Império Romano. Devido ao período, muitos dos elementos encontrados fundiram tanto em aspectos culturais romanos como em gregos e egípcios; algumas estátuas possuem estilo egípcio, porém ostentam roupas e cabelo do estilo romano, enquanto outras partes são características de um estilo semelhante. Uma escada circular, que muitas vezes foi usada para transportar corpos falecidos, leva onde os túmulos foram uma vez colocados em substrato rochoso durante a idade dos imperadores Antonino (2 º século dC). O mecanismo foi então utilizado como uma câmara de sepultamento do 2 º século para o 4 º século, antes de ser redescoberto em 1900 quando um burro caiu acidentalmente no acesso. Até o momento, três sarcófagos foram encontrados, com outros restos humanos e animais, que foram acrescentados posteriormente. Acredita-se que as catacumbas eram destinadas apenas para uma única família, mas não está claro porque o sítio foi expandido de modo a albergar muitas outras pessoas. As Catacumbas de Kom el Shoqafa são também uma das sete maravilhas do mundo medieval. Uma das partes mais assustadoras da catacumbas é o chamado Hall de Caracalla. Segundo a tradição, esta é uma câmara para os homens e os animais que foram massacrados por ordem do Imperador Caracala.
Narrador
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Mais do que um simples jogador, um narrador!
 
Reg.: 28 de Oct de 2009
Últ.: 31 de Dec de 2015
  • Mensagens: 299
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 10 Pts.
  • 8 Pts.
  • 53 Pts.

Postado Por: Fórum Zonko's.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemHolanda [#198716] por Matthias van der Westhuizen » 03 Abr 2020, 16:48

  • 16 Pts.
  • 10 Pts.
  • 101 Pts.
TRAMA OFICIAL DA CISMA
Apenas para membros da Comissão Internacional de Segurança Mágica (CISMA)


02:33 PM - 32ºC, clima quente e seco - céu limpo, sol de rachar



O professor Alabama Jones (62 anos), um famoso pesquisador e historiador bruxo desapareceu enquanto conduzia uma importante pesquisa nas Catacumbas de Kom el Shoqafa. Acredita-se que ele esteja perdido em alguma câmara secreta do lugar ou que tenha sido sequestrado por causa de suas recentes descobertas acadêmicas, de conteúdo confidencial. O Sr. Jones era muito cauteloso com sua pesquisa e poucas pessoas sabiam o que ele buscava em Alexandria. Segundo ele, "o que havia ali podia mudar o rumo da história".

...

O quarto de hotel parecia impecável. Tudo em seus devidos lugares como se ninguém tivesse passado a noite lá. James Willard era paranóico com organização. Seu trabalho exigia isso, dizia a si mesmo. Devido a natureza da missão que eles tinham aquela tarde, era impossível não ser cauteloso com a reunião. - Não preciso lembrar de como essa missão é sigilosa, senhores. Vamos encontrar o Sr. Crews nas Catacumbas. Para todos os efeitos, vocês são técnicos da prefeitura e estão fazendo uma inspeção de rotina nos alicerces da construção. - Olhou para os dois aurores ali. Brancos e loiros. - Se disfarcem, pelo amor de Merlin. O subsolo será fechado aos turistas. Ninguém pode saber o real motivo da nossa visita ao lugar. Vocês entenderam? - Depois que todas as dúvidas foram sanadas, a equipe desapareceu.


É o seguinte, minha gente:

- Alabama Jones é um pesquisador importante e suas pesquisar vinham sendo acompanhadas diretamente pelo Confederação Internacional dos Bruxos (CIB). Esse cara é importante, mesmo. O sumiço repentino dele tem causado um certo rebuliço no alto escalão, que vem tentando abafar de todo jeito seu desaparecimento da sociedade bruxo. Além da cúpula da CIB e do assistente do professor Jones, ninguém sabe ou está autorizado a falar sobre a pesquisa dele.

- Por conta de sua importância e da grande concentração de bruxos circulando na cidade devido a realização do Fórum de Zooherbologia, a Comissão de Internacional de Segurança (CISMA) foi informada sobre o desaparecimento e vem destacou alguns membros para cuidar do assunto pessoalmente e com sigilo absoluto.

- Todos vocês terão 90PV (sim, eu vou testar esse negócio. Na próxima missão, vocês vão perder PV de verdade).

- Estão autorizados a utilizar todas as suas habilidades, feitiços e recursos bruxos ou trouxas, mas sejam coerentes. Vocês estão numa construção milenar, visitada por bruxos e trouxas o ano inteiro e NÃO querem ser vistos pelos trouxas e NEM destruir o patrimônio cultural da cidade.

- A equipe é formada por: Aaron Denvers e Lucian Heinsten. Poderá haver mais 1 participante.
James Willard é o NPC de apoio, que vai acompanhar a operação nos níveis superiores da Catacumba.
Carrell Crews (NPC, 27 anos) é o assistente do professor Jones. Ele os levará até o local onde viu seu chefe pela última vez.
Objetivo: encontrar/resgatar Alabama Jones sem chamar a atenção.
Matthias van der Westhuizen
Conselheiro da CIB
Avatar do usuário
Liam Neeson
Attrapez-les tous
 
Reg.: 05 de Dec de 2017
Últ.: 30 de May de 2020
  • Mensagens: 58
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 16 Pts.
  • 10 Pts.
  • 101 Pts.

Postado Por: Maya.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemInglaterra [#199426] por Lucian Heinsten » 14 Abr 2020, 00:23

  • 16 Pts.
  • 13 Pts.
  • 72 Pts.
Gods. Infinite divinity of the universe. Predominant mythological scheme.

The emphasis of the Original Spirit


As mudanças no ministério da magia estavam tornando as coisas um pouco burocráticas demais. Quanto tempo levaria até que as coisas se normalizassem e as equipes de aurores fossem designadas para as novas áreas dentro do departamento? Dias, semanas, meses? A energia da minha juventude pulsava latente nas minhas veias, ardendo em vontade de ir para alguma outra missão externa, que pudesse causar uma explosão de adrenalina em meu corpo. Arrumava meu escritório que havia sido mudado de local, mas continuaria na mesma estrutura que antes, nada de diferente, até por que já eram característicos meus todos aqueles livros, a mesinha de centro, o divã. Era uma espécie de souvenires, apesar de eu ter usado bem algumas dessas peças.

Matthias adentrou minha sala com uma pressa, parecia mais um furacão, cheio de pastas com quase uma tonelada de papeis e despejou tudo na minha mesa, ainda bagunçada.
– Chefe, não preciso mais de uma babá, eu posso fazer a investigação sozinho, ou posso ser líder de uma equipe. Não preciso de um auror sênior em toda operação que eu vou. Tentei argumentar o fato de que, por ser um dos aurores mais novos, teria sempre que estar acompanhado de outro com mais experiência. No caso dessa nova missão, eu iria com meu antigo companheiro de estudos, ex professor, capitão de quadribol e lufano, Aaron Denvers. Não tinha nada contra ele, só que eu já me considerava grande o suficiente e responsável pelas minhas próprias atitudes, para precisar de um supervisor. Mesmo sabendo que minhas investidas não surtiriam efeito, eu tentei a sorte, recebendo apenas um olhar de reprovação, enquanto ele continuava falando da missão.

- Então... Egito? Certo, quando irei? Questionei na doce ilusão de que teria tempo o suficiente para arrumar minhas coisas e ainda me despedir da Moon. Como disse, doce ilusão, pois eu iria no fim daquela manhã. Fiquei em duvida se eu deveria levar roupas, se seriam dias de investigações ou se aparataríamos de volta para o Ministério da Magia todo dia. Sir Westhuizen apenas acenou com a mão em um gesto de que eu deveria me adiantar e não poderia perder tempo. Com alguns pequenos manejos da minha varinha, organizei o que dava para organizar na sala e saí catando meus pertences valiosos. Faltavam menos de 20 minutos para podermos viajar para o Egito.

XXX


Por volta de 14 horas chegamos ao hotel, que por minutos, pensei que era onde ficaríamos hospedados, mas logo fomos levados ao quarto da pessoa a qual estávamos procurando. Estava inegavelmente limpo, organizado, como se a camareira tivesse passado por ali e limpado tudo, no entanto, aquele quarto estava em isolamento pericial. Dessa forma, qualquer outra pessoa desconhecedora do assunto, imaginaria que ninguém havia passado a noite ali, quando na verdade o contrario havia acontecido. – Certo senhor Matthias. Minha boca é uma catacumba, um túmulo... Tentei fazer um trocadilho com a situação para demonstrar que eu manjava de sigilo, por outro lado, demonstrava infantilidade para não precisar de um supervisor. A questão não era a maturidade, mas sim tornar a situação menos pesada.

Como ordenado pelo chefe da divisão de segurança, conjuramos equipamentos de proteção individual para podermos usar como disfarces. Capacetes, cintos de utilidades, acompanhados de mosquetões de aço e luvas, algumas pastas e pranchetas de anotações, com plantas de construções e reformas e assim que nos disfarçamos, aparatamos para o local indicado.
– Antes de entrarmos, preciso que me fale sobre as características do professor Alabama, senhor Carrell. Ele tinha alguns costumes estranhos, tiques nervosos, apagões, coisas que julgue se relevante, para que possamos ficar atentos a qualquer coisa diferente na catacumba, algum sinal deixado por ele. Olhei para Denvers esperando que o mesmo falasse algo também, mas o mesmo apenas observava atentamente as ações do assistente do senhor Jones. Aaron tinha olhos de águia e conseguia maldar qualquer atitude estranha das pessoas que pudessem ser suspeitas. Nessa ocasião, poderíamos brincar de policial bom e policial mau, policial falante e policial caladão, então logo já dava pra perceber os papeis aqui interpretados para com o tal assistente.

Após o relato de Carrell Crews, adentramos as ruínas sob a tutela de James Willard, que seria nosso orientador. Fiquei pensando sobre o quanto esses dois sabiam acerca do desaparecimento do professor Jones, mas tinha que ter cautela sobre as coisas, então passei a observar mais meu companheiro auror, mesmo querendo ser proativo para mostrar meu valor. – O que vamos ver primeiro, senhor Willard?

MUSIC• We Were Only Kids - McFly| WITH• Aaron Denvers; Matthias van der Westhuizen ; NPC'S | TAGGED• Melanie Liebe (Moon)
Imagem
Lucian Heinsten
Colaborador da CIB
Avatar do usuário
 
Reg.: 23 de Aug de 2018
Últ.: 25 de May de 2020
  • Mensagens: 18
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 16 Pts.
  • 13 Pts.
  • 72 Pts.

Postado Por: Jean Bispo.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemInglaterra [#199839] por Aaron Denvers » 20 Abr 2020, 00:11

  • 3 Pts.
  • 14 Pts.
  • 78 Pts.
– Viajar até o Egito não era um dos planos de Aaron, contudo ele precisava ir até onde o trabalho o enviava. O loiro sabia que não poderia aproveitar muito tempo no período de férias de sua esposa, Cacá finalmente estava mais tempo em casa e juntos eles poderiam aproveitar mais tempo com os gêmeos. – Mas infelizmente estou aqui, ao menos o Lucian veio, gosto dele. – O clima local era bem diferente daquele a qual estava mais acostumado, contudo a missão de escolta fora bem clara e ele não iria falhar em seu trabalho. Quando chegaram ao hotel, Aaron tratou de observar ao redor, procurando indícios de algo suspeito, mas não encontrou nada demais, sendo assim seguiu em silencio juntamente com Lucian. O loiro continuou focado em observar o ambiente, seu companheiro por sua vez trocou algumas palavras com Mathias, o chefe da divisão a qual trabalhavam. – Certo, vamos ficar atentos, acredito que tudo vai ocorrer bem. – Pigarreou limpando a garganta uma vez que tinha ficado tanto tempo quieto que sua voz saiu embargada.

Sem perder tempo, Aaron juntamente com Lucian começou a conjurar os equipamentos necessários para o disfarce, para ambos não seria muito complicado, tinham corpos de atleta devido ao quadribol e poderiam passar despercebidos ao utilizarem roupas adequadas. – Essa calça esta um pouco apertada, sera se ganhei peso após comer toda aquela torta ontem? – Ao lembrar da sobremesa feita por Cacá para o jantar na noite anterior, Aaron sentiu o estomago roncar, o que fez com que levasse a mão ate a barriga, queria muito ir para casa, mas infelizmente tinha trabalho para fazer naquela tarde. – Estou pronto, podemos partir quando quiserem. – Observou a si mesmo através de um espelho enquanto falava, em seguida girou nos calcanhares e encarou as pessoas ali presente, já de prontidão, ele aguardou pacientemente.

Quando aparataram no local indicado, Lucian tomou a dianteira, ele sabia que o companheiro de trabalho queria mostrar serviço para que não precisasse mais de supervisão. Aaron não se importava com isso, muito pelo contrario até admirava o ex-colega Lufano ao tentar se impor daquela forma. Sendo assim ele optou por permanecer calado e escutar atentamente as palavras do Sr. Carrell. O loiro analisou as reações do mesmo, buscando qualquer indícios de algo suspeito. – Por favor, seja o mais claro possível. – Adicionou após o homem falar poucas informações a respeito do Professor Alabama. - [naracao]
Imagem

Imagem
Aaron Denvers
Colaborador da CIB
Avatar do usuário
Hunter Parrish
THIS IS SONCERINA!!!
 
Reg.: 23 de Nov de 2008
Últ.: 20 de May de 2020
  • Mensagens: 883
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 3 Pts.
  • 14 Pts.
  • 78 Pts.

Postado Por: Rent.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemHolanda [#200342] por Matthias van der Westhuizen » 26 Abr 2020, 21:22

  • 10 Pts.
  • 15 Pts.
  • 39 Pts.
TRAMA OFICIAL DA CISMA
Apenas para membros da Comissão Internacional de Segurança Mágica (CISMA)


Imagem
Preston James Willard (NPC)
Coordenador da Divisão de Sigilo Mágico da CISMA | Inglês | 47 anos


- Bom, o professor Jones é, como eu posso dizer, um tanto excêntrico. Ele é muito desconfiado e costuma trabalhar sozinho ou com um pequeno grupo de pesquisadores. Na verdade, eu só carrego alguns equipamentos e faço anotações quando o professor pede. Mas admito que não tenho ideia do que ele estava procurando aqui. - O assistente parecia envergonhado em admitir isso. - Ele costuma pensar em voz alta, falar sozinho. Sua saúde é boa e acho que não tenha nenhum vício. É tudo que sei dizer, ele não é muito de falar sobre a vida pessoal.

O grupo conseguiu se infiltrar sem maiores problemas, chegando até o subsolo da catacumba onde Jones fazia sua pesquisa. Crews seguia na frente guiando o bruxos para o setor onde viu o professor pela última vez, uma caminhada que levou cerca de vinte minutos. A medida que avançavam mais para dentro da tumba, ossos e esqueletos se amontoavam pelos cantos. Alguns estavam ali há séculos, outros tinham mais um milênio. O odor forte do antigo e da morte se misturavam. Sons estranhos, gritos, estruturas rangendo e quebrando, garras arranhando as superfícies podiam ser ouvidos, mas sua origem era desconhecida. Não havia nada ali naqueles corredores que seus olhos ou habilidades pudessem detectar.

-Aqui, esse é o lugar. - O jovem mostrou uma parede com pedras maciças. - Fica depois dessa parede. Eu só vinha até aqui. No dia seguinte, ele desapareceu. E isso tem quase um mês.

- Quer dizer que ninguém passou daqui ainda? - Willard perguntou e então começou a tatear a parede, observando atentamente sua constituição.

- Não que eu saiba, senhor. Eu e o professor imaginamos que há algum tipo de dispositivo para que ela seja aberta. Acredito que o professor descobriu como abri-la, mas eu não consegui decifrar. E olha que eu tentei bastante, inclusive feitiços.

- Entendo. - James seguiu alisando a parede por mais alguns minutos. - Acho que consegui. - Dizendo isto, ele pressionou uma sequência de pedras até que a parede se moveu, abrindo caminho para o quarteto. - Por favor, cuidado com os degraus.

Quando a porta se abriu, havia uma descida com cerca de vinte degraus, velhos e empoeirados, como tudo ali. Ao descerem o lance de escadas - cercada por um fosso de ambos os lados, várias tochas se acenderam sozinhas, revelando uma grande câmara medindo cerca de 10x10m que guardava oito sarcófagos. Pegadas no chão mostravam que o lugar tinha sido visitado recentemente. - Andem com cuidado, não sabemos o que nos espera aqui. Vamos nos espalhar e procurar por alguma coisa que indique o paradeiro do professor. - Orientou Willard.

Grossos pilares nas laterais sustentavam o teto alto. Ocupando boa parte das paredes, um idioma antigo que mais parecia um monte de rabiscos aleatórios. De frente para a porta, no outro extremo do salão, um altar elevado e a escultura de um faraó na própria parede, que ia do chão até o teto. A câmara inteira era cercada por um fosso que parecia não ter fim. Os sons estranhos ouvidos no caminho até aqui se intensificaram e finalmente sua origem foi revelada.

Um som gutural e pronunciado lentamente prevaleceu sobre os demais*. Os olhos de Carrel Crews se arregalaram em desespero. Criaturas acinzentadas e esqueléticas, com garras mortais e cerca de dois metros de altura apareceram. Ghouls estavam saindo do fosso em direção aos bruxos. Os olhos tinham um brilho vermelho, seus dentes eram presas afiadas e elas estavam famintas.

_________
* O som ouvido foi falado em copta, o antigo idioma egípcio que hoje é falado por uma minúscula quantidade de pessoas. A frase dita foi: Ladrões. Ladrões. Ladrões. Devolvam os tesouros dos reis. Mas é claro que vocês só entenderam se algum de vocês tiver conhecimento sobre o idioma.


Off e Explicações
Demorou, mas saiu. É isso, meus queridos. Vocês estão sendo atacados por ghouls, esse bichinho lindo aqui.
Essa é a aparência do professor Alabama Jones e esse é o Carell Crews.

Em cada turno, vocês poderão fazer 2 ataques e, inicialmente, serão atacados por 2 ghouls. O sucesso do ataque deles foi baseado nos dados que eu rolei no tópico Off do nosso GD (aqui).

Para os ataques de vocês:
- O 1º Ataque de vocês vai considerar o valor do D1
1 a 10 - ataque inefetivo
11 a 20 - ataque efetivo
- O 2º Ataque vai considerar o valor do D2
8 a 13 - ataque inefetivo
14 a 20 - ataque efetivo
Dano
Mágico - é o valor existente na descrição do feitiço
Físico - o valor do dano é igual o modificador de Força.

Para os ataques dos Ghouls
D1 > 12 - ataque efetivo do ghoul
O Dano dos ghouls é proporcional ao D3 que eu rolei no tópico Off do nosso GD.

Rolem os dados aqui para saber se os ataques de vocês serão efetivos e coloquem na mensagem que estão rolando o dado para a trama, como eu fiz.
Dúvidas, me procurem no whatsapp <3

Para Lucian Heinsten: Jean nenê, os dois ghouls foram para cima de você e quase te deram umas belas mordidas. Você, por pouco, não foi atingido.
Para Aaron Denvers: Rent painho, Aaron não teve tanta sorte e foi atingido pelos ghouls, perdendo 27PV. A forma como isso aconteceu, fica a seu critério.
Prazo: 03/05/2020
Matthias van der Westhuizen
Conselheiro da CIB
Avatar do usuário
Liam Neeson
Attrapez-les tous
 
Reg.: 05 de Dec de 2017
Últ.: 30 de May de 2020
  • Mensagens: 58
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 10 Pts.
  • 15 Pts.
  • 39 Pts.

Postado Por: Maya.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemInglaterra [#200622] por Lucian Heinsten » 30 Abr 2020, 17:41

  • 5 Pts.
  • 14 Pts.
  • 88 Pts.
As coisas que o assistente magrelo e esquisito, do professor Alabama, falava não pareciam ajudar em muita coisa, a não ser pelos costumes do professor. As atitudes do estudioso, de falar sozinho, pensar alto, dentre outras coisas, eram atitudes, que eu poderia no mínimo classificar como foco excessivo no trabalho. Ao que tudo indicava, ele não era uma pessoa de se divertir e quando entrava em uma missão arqueológica, caia de cabeça. Fomos adentrando a tumba com cuidado, uma vez que as recomendações eram de não destruir o local, não chamar a atenção dos trouxas e evitar o máximo de confusão, que por intuito, eu sabia que isso não ia acontecer.

- Eu já vi alguma dessas escritas em algum lugar. Houve uma época em que eu era entusiasta da cultura suméria – falei de forma curiosa, acerca de diversas imagens e escrita cuneiformes talhada nas placas de ouro, mármore e argila, da tumba. Ao chegarmos ao final da expedição, onde Carell disse ter sido onde o senhor Jones desapareceu, muito me surpreendeu a desenvoltura do coordenador Willard, que não demorou muito para desvendar o código de abertura de uma passagem secreta, que nem mesmo o assistente do professor maluquinho, que estava o tempo todo presente no estudo daquela expedição, havia conseguido. – Eu não sabia que o senhor... Meu comentário foi cortado apenas com um olhar e uma mão estendida para o próximo local, em um convite para me calar e prosseguir andando.

- Whata fuc*?! Expressei baixinho e de forma bem inglesa. Adentramos a uma sala com diversos sarcófagos. Mas essa era o menor dos problemas. Muito antes, nos corredores lá fora, havíamos escutado o que pareciam ser urros, batidas, barulhos estranhos, monstruosos, vindo de dentro das profundezas da catacumba. Um novo urro estridente, seguido de palavras desconhecidas ergueu-se dentro da sala, saindo de dentro do fosso. Olhei para Aaron, olhei para o Crews e não demorou muito, surgiu quem ou o que fazia aqueles barulhos. Dois daqueles bichos vieram a me atacar, por sorte, meu corpo magro, minha baixa estatura, algumas práticas de atividades físicas, alguns anos como apanhador do time de quadribol lufano, me deram um pouco de agilidade para me desvencilhar do ataque surpresa de um daqueles monstros, ao andar pra trás e tropeçar nas minhas próprias pernas, caindo, exatamente na hora que uma das garras afiadas rasgariam o que teria sido meu pescoço. A mesma sorte não teve o outro auror.

Estávamos cercados por Ghouls, segundo James. Eu não fazia idéia do que eram, nem sequer imaginava que existia agora como combatê-los? Talvez devêssemos jogá-los de volta ao poço e lançar um feitiço para tampar a saída, talvez fosse melhor do que começar a explodir tudo no local. Corri para trás de uma pilastra e olhei ao redor em busca de armas ou alguma coisa que fosse menos destrutivo que feitiços, mas não consegui encontrar nada. A única coisa que eu vi, foi o senhor Crews tremendo todo de medo, parecia até que não era um bruxo e nunca havia passado por nenhuma dificuldade, se escondendo atrás de Willard.
– Denvers, você esta bem? O auror estava um pouco ferido. Saquei minha varinha das minhas vestes e pensei em algum feitiço que fosse pouco destrutivo para o local, mas que fosse efetivo contra os ghouls. Estupefaça. Lancei o feitiço no morto vivo que estava mais próximo da fossa, para que ele caísse de volta. Deveria ter cuidado com o que estava mais próximo. Quantos desses bichos haveria no poço? Lancei um segundo ataque no que estava mais próximo. Confundus. Torcia para que Aaron não estivesse muito ferido.


MUSIC• Rain - Beatles| WITH• Aaron Denvers; Matthias van der Westhuizen ; NPC'S |
Feitiço: Estupefaça[dano: -10]; [dificuldade: 8]; [perde rodada: 2];
Descrição: Feitiço capaz de deixar o alvo inconsciente. Quando ele é lançado, sai um raio vermelho da varinha.
Feitiço: Confundus[dano: 6]; [dificuldade: 5]; [confusão: 2];
Descrição: Azaração da confusão. Atordoa todos os sentidos do alvo deixando-o confuso temporariamente.

Itens Utilizados:

  • Varinha de Pinheiro, 31cm, Pelo de Pégasus, Lisa

    Usou um Varinha de Pinheiro, 31cm, Pelo de Pégasus, Lisa.

Imagem
Lucian Heinsten
Colaborador da CIB
Avatar do usuário
 
Reg.: 23 de Aug de 2018
Últ.: 25 de May de 2020
  • Mensagens: 18
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 5 Pts.
  • 14 Pts.
  • 88 Pts.

Postado Por: Jean Bispo.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemRussia [#201968] por Ryan Volkov » 17 Mai 2020, 18:47

  • 11 Pts.
  • 3 Pts.
  • 4 Pts.
Imagem


|| You’re the perfect lullaby
Parte II ||


Cada segundo que eu passava ao lado de Nate era como um segundo no paraíso. Não pensava em mais nada que não fosse o sorriso de meu irmão e o quanto eu amava vê-lo em seus lábios. Cara! Como uma pessoa conseguia ser tão incrível? Era bem interessante como o menino um mês mais novo que eu se misturava com a paisagem a sua volta. Eu já não sabia mais como se fazia para voltar a olhar por onde olhava. Meus olhos haviam sido fisgados por ele e, por mais exuberante que Alexandria fosse, Nate conseguia ser mais. Sempre mais. Infinitamente mais.

Depois de turistarmos no farol, havia chegado a vez de seguirmos para outro canto. Olhei o itinerário que eu havia feito com todo amor e carinho num pedacinho de pergaminho que estava afundado no bolso de minha bermuda cáqui. Agora era a vez das catacumbas. Eu achava que esses lugares só existiam nos desenhos animados, mas... Olha! Eu estava enganado! De mãos dadas com Nate, sempre de mãos dadas, cheguei ao local e pude comprovar que ele era tão real quanto o chão em que eu pisava. Fantástico! Não via a hora de entrarmos lá de uma vez e começarmos a explorar tudo!

— Me diz, Nate... Não parece algo que teria sido usado pra gravarem Alladin na Disney? Pelo menos aqui por fora? — Comentei segurando ainda mais firme em sua mão. Nate parecia nem um pouco com o Nate emburrado com o qual eu já havia me acostumado. Meu poço de rabugisse favorito... Ele estava animado, alegre... Parecia até mais corado do que o normal! Era uma visão e tanta aquela! Se eu pudesse tiraria uma foto dele naquele instante, imprimiria e colaria na minha cara pra ficar olhando sempre e sempre. Não que a versão normal dele já não fosse suficientemente linda, porque era. Era só que... Bem... A vontade de eternizar aquele momento estava bem forte em mim.

Mas, não tinha como ficar ali só olhando do lado de fora, né? Tudo bem que até tinha, mas que graça teria? Estávamos ali como turistas e como turistas tínhamos a obrigação de explorar cada cantinho do lugar para termos o que contar dele quando voltássemos de férias. Não que Nate fosse conversar com muita gente, né? Ele não era lá muito sociável... Mas eu iria arrastá-lo para todas as rodas de conversa que eu pudesse, na verdade... Iríamos falar com Cecy, com Josh... Se Baz tiver parado de c* doce e resolvido conversar com a gente direito com certeza falaríamos com ele também! Imagine só! Ele havia saído andando tranquilamente em Toronto e deixado a gente lá... Sem resolver as coisas... Mas então me lembrei que Baz não voltaria para Durmstrang e engoli seco. Era estranho pensar na escola sem ele... Muito estranho. Respirei fundo quando Nate me perguntou o que havia me acontecido. — Nada não…. Dor de estômago… Acho que eu não deveria ter comido tanto antes da gente sair… Vamos entrar? — E tentei sorrir para que ele não percebesse meu repentino incômodo. Não iria estragar o dia com minhas preocupações. Estava sendo tudo perfeito até aquele momento.


|| Interagindo: Nathaniel Volkov ||
|| Citando Os amigos de Durmstrang ||
|| Ouvindo: Sweet dreams - Beyoncé ||
|| Anotando: Continuação do arco no farol :v ||
Imagem



Spoiler: Mostrar
Imagem Imagem


Spoiler: Mostrar
Salamy - A salamandra


Imagem

Imagem
Ryan Volkov
Monitor Chefe Durmstrang
Avatar do usuário
Ezra Miller
Cético, sádico e sarcástico. Mas, Fala sério! Você me ama. ;)
 
Reg.: 12 de Sep de 2018
Últ.: 30 de May de 2020
  • Mensagens: 503
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 11 Pts.
  • 3 Pts.
  • 4 Pts.

Postado Por: Nick/Pinscher.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemHolanda [#202044] por Matthias van der Westhuizen » 18 Mai 2020, 21:45

  • 15 Pts.
  • 8 Pts.
  • 104 Pts.
TRAMA OFICIAL DA CISMA
Apenas para membros da Comissão Internacional de Segurança Mágica (CISMA)


Lucian Heinsten se esforçou bastante para não danificar milênios de história, mas logo em seu primeiro ataque acabou acertando um dos sarcófagos (d1 = 1, falha crítica, nenê), causando um pequeno dano na tumba. Já seu Confundus acertou em cheio um dos mortos-vivos e o afastou, andando em círculos sem rumo. Com um dos ghouls desorientados, apenas um tentou atacar você. É, tentou. Mais uma vez, Lucian escapou por pouco de ter as garras dele no seu pescoço. PS: O senhor Willard ficou impressionado com seu conhecimento da cultura suméria.

Aaron Denvers não está tendo um dia bom. Além de não conseguiu concretizar nenhum ataque, novamente um dos ghouls o acertou e arranhou seu braço, fazendo você perder mais 9PV. Para piorar sua situação, eles te agarraram pelos braços - um de cada lado – e estão te arrastando para o fosso (é o que dá não postar). Eventual tentativa de se libertar, vai seguir a mesma dinâmica dos ataques para saber se sua ação foi bem sucedida ou não.

Enquanto isso, Willard enfrenta outros ghouls e tenta proteger um assustado Carrel Crews, que não faz nada além de chorar e gritar.

Prazo: 28/05/2020
Matthias van der Westhuizen
Conselheiro da CIB
Avatar do usuário
Liam Neeson
Attrapez-les tous
 
Reg.: 05 de Dec de 2017
Últ.: 30 de May de 2020
  • Mensagens: 58
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 15 Pts.
  • 8 Pts.
  • 104 Pts.

Postado Por: Maya.


Re: سراديب الموتى في كوم الشقافة

MensagemInglaterra [#202238] por Lucian Heinsten » 21 Mai 2020, 11:24

  • 13 Pts.
  • 8 Pts.
  • 14 Pts.
As coisas dentro daquela tumba não estavam muito boas. Aqueles malditos monstros saíram do buraco aos montes e nos atacaram de verdade. Tudo que eu pensava era em não quebrar nada dentro daquele local, bem como o senhor James orientou. E eu estava com todo o zelo do mundo. Meus pais poderiam provar isso se lá estivessem. Melanie poderia provar isso, se lá ela estivesse. Por falar na minha amada, o que estaria ela fazendo em um momento como esse? Por segundos eu me perdi nesses pensamentos o que foi suficiente para não acertar o primeiro ghoul e destruir um maldito sarcófago e extrair um ar de reprovação por parte do coordenador de sigilos mágicos que nos acompanhava. Porem no segundo ataque eu acertei direitinho o outro monstrengo que se aproximava. Tal êxito me deu direito a uma dancinha da comemoração, fazendo o passinho do ‘The Running Man, sendo interrompido apenas por um grito de dor de Aaron, botando pra fora tudo que sentiu na pele. Pela segunda vez o rapaz havia sido atingido.

Pelo meu descuido, quase fui atingindo pelo ghoul que eu havia esquecido, esquivei apenas por uma corridinha na ponta dos pés, para não quebrar nada que estivesse no chão. As coisas estavam tão confusas ali, que nem reparei que Carell gritava e chorava igual uma criança, olhei ao redor e James havia derrotado os outros dois que atacavam ele e Crews. Aaron parecia estar se recuperando e voltando sua atenção para a nossa realidade, já que ele parecia estar longe, pensando em outra coisa e não muito focado na missão.
– Aaron, você está bem? Cuidado ele vai te atacar novamente – gritei para o ex lufano, enquanto me escondia atrás de uma pilastra larga. Vasculhei mentalmente algum feitiço menos destrutivo para lançar no ghoul que me perseguia. Pensei em todos os feitiços que sabia, eram muitos, a maioria destrutivo, e os que não eram destrutivos eram para lutar contra seres humanos. – Alguém sabe se esses monstros têm ossos, sentem dor? O que eles são afinal? – Gritei para que alguém pudesse me orientar sobre como proceder contra nossos inimigos.

Como estavam muito ocupados, pensei em ficar correndo dentro da sala para que o segurança do lar dos faraós me seguisse até o outro que estava confuso após meu ataque. Então era isso, iria atrair a atenção dele até os dois se baterem de frente e caírem no buraco de volta. E assim eu o fiz.
– Ei grandão, aqui, olha aqui. Estou aqui. – joguei um pedaço do sarcófago destruído nele e assim ele me viu, assim que começou a andar em minha direção eu corri para onde o outro estava meio cambaleando. Quando os dois ficaram bem próximos consegui pensar num feitiço bom que não destruiria nada ali. – Já sei. Incarcerous. Usei o feitiço da corda para tentar enrolar os dois e logo depois empurraria os dois de volta para o fosso. Se não funcionasse, bem eu estava lascado, assim como todo mundo. A sorte estava lançada através daquele único feitiço.

MUSIC• Acustico MTV Charlie Brown Jr| WITH• Aaron Denvers; James Willard ; NPC'S | TAGGED• Melanie Liebe (Moon)
Feitiço: Incarcerous[dano: -9]; [dificuldade: 10]; [perde rodada: 2];
Descrição: Feitiço em que cordas são conjuradas e se amarram à pessoa atingida, prendendo a vítima.

Itens Utilizados:

  • Varinha de Pinheiro, 31cm, Pelo de Pégasus, Lisa

    Usou um Varinha de Pinheiro, 31cm, Pelo de Pégasus, Lisa.

Imagem
Lucian Heinsten
Colaborador da CIB
Avatar do usuário
 
Reg.: 23 de Aug de 2018
Últ.: 25 de May de 2020
  • Mensagens: 18
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 8 Pts.
  • 14 Pts.

Postado Por: Jean Bispo.



Voltar para Alexandria (Egito)

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante