Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Felicidade Jian-Yin Lee 6401 23/05/2020 às 22:05:02
Recomeço Jian-Yin Lee 8760 13/03/2020 às 16:50:15
22/02/2020 Duncan Cullen 8540 22/02/2020 às 15:27:50
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 12318 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 11978 22/11/2018 às 18:19:24

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Setor de Emergência e traumatologia

Moderador: Theophrastus von Hohenheim

Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemJapao [#206786] por Nagato Kurosaki » 22 Ago 2020, 16:04

  • 13 Pts.
  • 17 Pts.
  • 74 Pts.
[Hold on to each other]


      Nagato sabia o quanto era perigoso fazer qualquer movimento com o paciente sofrendo uma hemorragia interna, mas, não havia outro jeito. Precisavam fazer aquilo, era a solução mais rápida para o momento e junto com Summer, levou o garoto até o aparelho. Seus passos eram rápidos, queria resolver o caso o quanto antes. Assim poderia ajudar mais pessoas quando o caso estabilizasse e também, tentaria descobrir notícias de Haruno. Não fazia tanto tempo que haviam se separado, mas devido a gravidade do acidente, seria bom receber algum sinal do mais velho.

      Além de seu namorado, havia Yamato. Como será que seu irmão do meio estava se saindo naquele dia? Não podia dizer que era uma ótima estreia porque não era. Ele não tinha experiência e ainda era um tremendo desastrado. Que tipo de perguntas ele faria caso parasse próximo a algum paciente? Tudo isso era um tanto perigoso… e por isso achou melhor se desligar dele. Com muita agilidade iniciou o manuseio ao aparelho. Passou um pouco do gel clínico e então deixou o transdutor encostado na testa daquele garotinho. Queria muito saber se havia algum familiar dele por perto, era importante.

      Quando tratava crianças em casos graves como aquele, seu cérebro o levava ao pensamento de forma imediata e involuntariamente da vez em que seu irmão caçula havia sido internado no hospital mágico do Japão. Quando o mais novo quase havia morrido e seus pais não estavam por perto, apenas alguns irmãos. Mas, era um péssimo momento para ter uma lembrança como aquela, não precisava ser pessimista com as vidas alheias. Tinha que confiar em si e em todos os seus longos anos de estudo e prática de medicina. Se a missão naquele momento era salvar, daria tudo de si. — Temos uma imagem. — Disse à estagiária e pediu para que ela se aproximasse para ver. Ler imagens naquele tipo de aparelho não era algo fácil, mas com o tempo aprendeu. O que quer que aquelas imagens fossem lhe mostrar, deveria estar pronto para agir.

Action: Diagnosticar o que essa criança tem.
O quê é? Sangramento no lobo frontal, talvez? #HELP
Note: Tratando o paciente 2 com Summer Saint-Croix.
Note²: Perdão por esse post ruim.
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Nagato Kurosaki
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Kimmon Varodom Khemmonta
CHALA HEAD CHALA!
 
Reg.: 15 de Aug de 2019
Últ.: 30 de Oct de 2020
  • Mensagens: 141
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 17 Pts.
  • 74 Pts.

Postado Por: Lay.


Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemLiechtenstein [#207536] por Mestre do TvH » 27 Set 2020, 22:23

  • 3 Pts.
  • 19 Pts.
  • 155 Pts.
Atualização 3:
Gente, um aviso e um pedido à vocês. Para facilitar a minha vida e fazer o jogo fluir melhor, por favor coloquem as ações no OFF. Além disso, dentro do hospital deem prioridade a tratar o paciente, usem isso como ações... E tentem não repetir as ações dos outros, a não ser que a ação anterior tenha sido falha. Então, por favor, façam coisas tipo ‘Colocar um acesso no paciente’, ‘examinar os olhos’. Às atualizações quanto aquele paciente para te ajudar a resolver o caso serão feitas de acordo com aquilo que vocês perguntarem e fizerem.

Paciente 1
O rapaz que deu aviso. 22 Anos.

Inconsciência, taquicardia, baixa oxigenação, palidez, abdômen abaulado e tenso com formação de hematoma. Ulceração e necrose no tecido em torno do tubo de intubação.

R. Peter Parker Marvill D.C. – Ação: Fazer uma ultrassonografia no paciente para descobrir o q pode estar causando a mancha roxa no abdômen dele - SUCESSO!
19+4+3 = 26


Peter parecia estar tendo um dia melhor que de sua parceira, o ultrassom revelava para eles a hemorragia interna e o baço rompido. Precisava de cirurgia para ontem!



Paciente 2
Garoto de 10 anos

Dor no braço esquerdo, tosse constante, [/s]baixa oxigenação, taquicardia[/s], arranhões espalhados pelo corpo, corte evidente na testa, inconsciência.

E. Summer Saint-Croix – Ação: Observar o paciente – FALHA!
6 + 3 + 3 + 1 = 13
M. Nagato Kurosaki – Ação: Diagnosticar o que essa criança tem. – SUCESSO!!
13 + 4 + 2 + 2 = 21


Summer não fez nada de útil. Se distraiu com algo durante a inspeção.
A imagem revelou a Nagato uma hemorragia intracraniana. Como eles iriam resolver isso?


Paciente 3
Adolescente, mulher, 15 Anos

Foi encontrada debaixo de uma viga, dificuldade respiratória.


Paciente 4
Hitomi Morita, 32 anos, 7 meses de gestação

Falta de ar, dor abdominal intensa, taquicardia, inconsciência, fraqueza, convulsão.

E. Yamato Kurosaki - Ação: Levar as bolsas de sangue.FALHA CRITICA!
D1<5

E. Biancah Casiraghi-Jones - Ação: Levar as bolsas de sangue.FALHA CRITICA!
D1<5


Pobre Yamato, talvez o nervosismo por se lembrar da namorada tenha feito com que ele se distraísse, assim o garoto tropeçou no corredor, saindo de cara no chão. Se não bastasse o sangue solicitado ter sido perdido por o garoto ter caído em cima dele e arrebentado o pacote com seu peso, ele ainda caiu de cara no chão, ganhando uma fratura de nariz.
O pacote recuperado pela enfermeira chefe não parecia querer chegar ao destino desejado, enquanto ela se dirigia naquela direção, alguém bateu em sua mão e lá se foi a bolsa, para o meio daquele monte de gente que passava por ali. O sangue espalhado assustou alguns e começou um pequeno tumulto, nessa, alguém atingiu por acidente Biancah no olho enquanto tentava fugir de uma possível carnificina. Ih, vai ficar roxo.


Paciente 5
Mulher, 27 Anos

Inconsciência, Cianose, Tremores, Extremidades frias, Hematomas nos braços e pequenos cortes no rosto e mãos…

M. Mariya Yakushenko – Ação: Aquecer a mulher enquanto aguarda o estagiário buscar o soro para hidratá-la – SUCESSO!
20+2+2+2+1-2=25


A ação efetiva da medibruxa serviu para controlar os tremores e aquecer a paciente.


Paciente 6
Homem, 63 Anos, Acima do peso

Tosse intensa com sangue, dor no peito, formigação na mão e inchaço no braço esquerdo, respiração rápida e superficial.

E. Lizzie von Wangüuk – Ação: Usar anapneo para desobstruir a respiração do paciente. - SUCESSO!
16+3+4=23
R. Lúcifer Holtreman – Ação: Usar anticoagulante no paciente - FALHA!
5+3+4+3+3+1+2-2=17


A respiração do paciente pareceu melhorar um pouco com o feitiço, mas algo parecia errado ali, porque deveria ter funcionado, não era? Ele voltava a apresentar aquela respiração rápida e superficial. O que teria de errado?
Quando se é residente, é preciso saber que não se sabe de tudo ainda. Sua ideia tomada por conta própria foi irresponsável, além de não resolver o problema, pareceu piorar.


Paciente 7
Melanie Liebe, 19 anos

Inconsciente, com um inchaço na parte frontal do crânio, respiração curta e superficial, braço esqueço inchado próximo ao ombro.


Deu entrada no hospital acompanhada do enfermeiro Richard Shrew, vindo direto do acidente.
Mestre do TvH
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
 
Reg.: 27 de Oct de 2010
Últ.: 01 de Oct de 2020
  • Mensagens: 427
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 3 Pts.
  • 19 Pts.
  • 155 Pts.

Postado Por: Gii.


Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemMexico [#207686] por Belinda Castillo » 06 Out 2020, 12:15

  • 5 Pts.
  • 16 Pts.
  • 61 Pts.
Quando seus pés adentraram no interior do hospital, você sabia que aquele dia seria muito corrido e complicado, inclusive poderia até mesmo afirmar que toda a estrutura do prédio tremia com a vasta movimentação que acontecia ali. Algo muito grave havia ocorrido e de natureza crítica, pois, já na recepção, pessoas e funcionários corriam desesperados e às pressas para todos os lados. “O que ta acontecendo aqui!? Me Deusa me ajude!” Talvez nem Mélusine conseguisse realmente lhe ajudar naquele momento, Belinda, só o tempo e experiência poderiam lhe amparar no desafio que seria aquele dia. E você não tinha tanto tempo assim naquela residência, experiencia você havia tido alguns anos de estágio no St Mungus, porém o seu setor não era tão próximo aos pacientes mais traumáticos. Era inevitável não ser afetada pela correria de todos, as luzes pelos corredores, o interfone que solicitava a presença de um especialista a cada poucos minutos ou segundos, porém manteve a calma na sua face e seguiu na direção ao qual receberia as orientações de como poderia contribuir.

As vestimentas médicas foram colocadas com certa rapidez, enquanto ouvia de outro residente o motivo de tanto alvoroço no hospital. – Gente, cadê a responsabilidade desse maquinista!? Será que foi um acidente culposo? - Um trem havia descarrilhado e entrado em chamas, provocando várias vítimas no processo. E pelo que este citou, o acidente ainda não havia sido controlado, algumas equipes haviam sido direcionadas até o local, mas até então, as vítimas não paravam de chegar no hispotal. – Pelo que estou vendo aqui, estão precisando de suporte para um parto de emergência, no centro cirúrgico. Onde fica mesmo? – O painel dos residentes e estagiários era atualizado magicamente e foi através dele que você conseguiu se orientar sob qual paciente você precisaria dar auxilio, apesar de ainda não ter se acostumado muito bem com os locais após a reforma que o TVH havia sofrido.

E se você achou a recepção caótica, o centro cirúrgico estava muito além disto, para completar, algumas pessoas haviam se esbarrado uma nas outras e consequentemente sujando todo o piso com sangue – não sangue deles, de bolsas de sangue que estes carregavam. – Que passa? – Se sua mente não tivesse sido treinada para estar ali, poderia no mínimo entrar em desespero com toda a cena. Enquanto atravessava o tumulto, tentando não deslizar no piso sujo de sangue, conseguiu segurar – quase que involuntariamente – uma bolsa de sangue que voava pelos ares naquele instante. Quando ergueu a visão, ainda percebeu uma enfermeira lhe solicitar a bolsa de sangue com urgência, que coincidentemente era para o mesmo quarto cirúrgico ao qual você havia sido designada. – Estoy indo!!!

Umedeceu a garganta e buscou força para não se deixar abalar pela situação que acontecia dentro daquele quarto, já que a mulher estava claramente tendo convulsões muito anormais ao que você já havia visto nos guias de medibruxaria. Soltou a bolsa de sangue no suporte em uma das bancadas e aproximou-se para auxiliar o medibruxo que tentava conter os espasmos que esta produzia, porém nada parecia sair de sua boca. – Acho que a mandíbula dela está travada. – Você afirmou, muito embora soubesse que talvez não tivesse tanta credibilidade para afirmar algo. De todo modo, não iria ficar parada observando o ocorrido, ainda mais porque o medibruxo parecia precisar de ajuda para tentar. Aproximou-se da região facial da paciente e tentou identificar se existia algum tipo de fratura, pois não iria querer danificar ainda mais a mandíbula da grávida. Aproveitando que o corpo dela estava seguro pelo mais velho, delicadamente, com os dedos, tentou massagear as bochechas da mulher, dedicando certa força para tentar desobstruir a via aérea bloqueada. Acho que naquele momento você precisaria da benção de Melusine para não estar fazendo algo errado.


Ação: Levar o sangue que Biancah carregava até a paciente 4 e tentar destravar a mandíbula, para que o liquido saia e desobstrua as vias aéreas. (Não sei se levar o sangue até a sala já caracterizava a ação, caso for, considerar apenas a de tentar destravar a mandibula.)
Imagem
Belinda Castillo
6° Ano Mélusine
Avatar do usuário
Marie Avgeropoulos
 
Reg.: 10 de Oct de 2013
Últ.: 28 de Oct de 2020
  • Mensagens: 301
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 5 Pts.
  • 16 Pts.
  • 61 Pts.

Postado Por: Dilsin.


Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemSuica [#207828] por Summer Saint-Croix » 13 Out 2020, 20:06

  • 8 Pts.
  • 15 Pts.
  • 96 Pts.
Nível 05; #9
Aula/Oficial/Particular
L'avenir de la médecine?

Nada, Summer não encontrou absolutamente nada além dos cortes superficiais pelo corpo. Embora tenha fracassado em tentar diagnosticar qualquer coisa, o exame realizado por Nagato revelou que havia, claramente, uma hemorragia intracraniana, que sequer havia passado por sua mente momentos antes. Tão claro quanto água, pensou, observando a imagem. A solução parecia quase simples naquele momento, e com certeza um procedimento que Summer não poderia participar devido ao seu posto. Poderia até pedir uma espécie de licença de observação para acompanhar o paciente, mas com tantos outros do lado de fora e mais chegando em estado igual ou pior, duvidava muito que o diretor acadêmico fosse permitir.

Olhando para o corredor para tentar avaliar a situação dos elevadores, notou uma aglomeração particular bem próxima a um dos leitos, uma grande confusão de pessoas e macas, e sangue, muito sangue no chão. — Alguém teve uma hemorragia grave, ou estouraram uma bolsa de sangue, pela quantidade. — Comentou ainda olhando para o lado de fora, antes de virar-se para o medibruxo outra vez. — Para onde vamos? Vamos precisar de um caminho alternativo que não passe por esse caos. — atestou. Com mais uma olhada rápida, reconheceu Biah carregando algo perto do olho e passando naquele cenário caótico, como retratado nos hospitais de campanha dos filmes trouxas sobre guerra.

A mente da jovem, no entanto, não parava. Sua intuição insistia em afirmar que mais alguma coisa estava errada com aquele garoto, pensamento que ela não externalizou para o chefe, afinal, ele já tinha uma hemorragia interna para tomar conta. Repassou outra vez sobre os sintomas apresentados anteriormente pelo garoto: Tosse e dor no braço. — Ele estava tossindo, não é melhor lateralizar ele para abrir as vias aéreas? Ele estava tossindo bastante antes. — Questionou enquanto seguia Nagato até onde estava autorizada, torcendo para não ser “expulsa” antes de descobrir alguma coisa útil.

Antes, enquanto ainda acordado, o garoto realmente reclamava do braço, mantendo-o junto ao corpo. Ela precisava ser rápida antes de chegar na linha onde não poderia mais avançar. Ainda andando, a passos largos, tomou o braço esquerdo do paciente, tentando examinar da melhor forma possível devido ao movimento. Começou pelo ombro, seguindo por toda extensão e analisando até as pontas dos dedos, observando tamanho para identificar inchaço e coloração.

AÇÃO: Esperar uma luz divina Examinar o braço esquerdo do paciente.

Off: || Wearing: Roupa do atendimento, cabelo preso e Maquiagem | Music: New Divide – J2, Avery ||
Aries Willen - Ariel Jones - Esther Jones - Dorothy Clutterbuck - Paola Bracho - Timothée Droiturière - Venus Rossa
( Leonardo Gerber - Marísol Santiago - Robin LeFay )

Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Imagem
Imagem
Summer Saint-Croix
5° Ano Morrigan
Avatar do usuário
Felicity Jones
Le feu tombera!
 
Reg.: 08 de Jan de 2017
Últ.: 29 de Oct de 2020
  • Mensagens: 374
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 8 Pts.
  • 15 Pts.
  • 96 Pts.

Postado Por: Bia.


Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemFranca [#207833] por Biancah Casiraghi-Jones » 13 Out 2020, 20:57

  • 5 Pts.
  • 11 Pts.
  • 64 Pts.
Back to Basics
004

Tá, parou. Parou tudo. O QUE É QUE ESTÁ ACONTECENDO? Ok, fim do surto. De um jeito bem rápido eu vou tentar explicar a situação. Eu consegui pegar uma das bolsas de sangue e comecei a andar na direção do leito da Hitomi… Andar, correr, desviar das pessoas, vocês entenderam. O problema é que alguém bateu na minha mão e eu não sei como logo eu, a melhor apanhadora da família Jones, deixei um saco de sangue cair, ou seja, nós perdemos DOIS em menos de cinco minutos! Hoje definitivamente não é o dia da pobre Hitomi, que Melusine tenha piedade dessa alma.

Pra piorar um pouco mais a situação, o caos se intensificou porque nem todo mundo reage bem a sangue, dentre pacientes e alguns acompanhantes que não sei como, invadiram o setor de emergência, o que me faz pensar que as coisas lá na recepção não estão exatamente controladas, não é mesmo? Limpar! — Pronuncio o feitiço pra ver se pelo menos ameniza um pouco a histeria. Enquanto faço o trabalho da limpeza, nosso enfermeiro vampiro chega trazendo uma maca. Que ótimo, mais pacientes, porque nós super estamos conseguindo estabilizar os nossos, né? — Leito 7, só vai, passa direto. Tivemos um contratempo com S-A-N-G-U-E. — Por que eu soletro? Nem eu sei, mas é o que acontece.

Ainda enquanto eu limpo, mais um problema acontece: EU LEVO UM SOCO NO OLHO! Como que isso aconteceu, em nome de Melusine?? A dor vem na hora, não que seja tão forte assim, como eu disse, eu era jogadora de quadribol (na escola e na família, mas ok) e não é um esporte de carinho, sem contar que eu já botei três crianças no mundo, então apenas termino de deixar o chão branco outra vez e uso magia pra criar uma espécie de bolsa de gelo e me direciono para o leito que mandei o Richard ir, onde encontro a diretora do hospital já em ação, examinando a cabeça da paciente.

A primeira coisa que ela faz ao me ver não é comentar sobre o estado da paciente e sim perguntar se estamos promovendo luta clandestina no hospital, provavelmente por causa do meu olho. — Menina você não tem ideia de como está lá fora, parece uma selva em surto coletivo. — Respondo agitada e largo a bolsa de gelo numa mesinha, fechando a cortina do leito com a outra mão, para dar privacidade à paciente. — Eu acho que conheço ela, mas pode ser só uma impressão. O que temos aqui? — Pergunto, desta vez já calçando as luvas. Pode-se ver que eu larguei de vez meu posto lá fora e já voltei a ser a enfermeira em ação.

A medibruxa me passa o quadro básico do que ela já viu, incluindo a respiração curta e bastante difícil. Além disso, eu também observo logo de cara uma inchaço no braço esquerdo e na frente da cabeça, sendo que este não está tão claro assim porque a pobre coitada está meio (bastante) suja, incluindo um pouco de sangue seco que pode não ser dela e algumas escoriações. — Essa respiração não sugere obstrução das vias aéreas superiores. Ela pode ter quebrado algumas costelas e comprimido ou até perfurado um dos pulmões, o que acha? — Confiro tudo com a Aimee (que já está de novo com a atenção na cabeça da jovem), mas já colocando a mão na massa e movendo os braços dela para os lados o mais delicadamente possível, principalmente o esquerdo. Por algum motivo que ainda não sei, meu estetoscópio não está no meu bolso e nem no meu pescoço. Ótimo, não vou conseguir fazer a ausculta, vai ter que ser no olho e no toque mesmo.

Paciente 7, tentando identificar o motivo das respirações curtas


Off: || Wearing: Durante a festa e Nos atendimentos (sem a touca, com o cabelo solto) | Music: Cold Case Love – Rihanna | Note: Melusine nossa que está no céu cuidando de Beauxbatons, cuide também do TvH, amém ||
Feitiço: Limpar[dificuldade: 1];
Descrição: Limpa a sujeira.

Itens Utilizados:

  • Varinha de Mogno, 28cm, Pelo de Unicórnio, Farfalhante

    Usou um Varinha de Mogno, 28cm, Pelo de Unicórnio, Farfalhante.

Biancah Madellayne Bourbone d'Orléans Casiraghi-Jones | 25 anos | França | Itália | Princesa | Mãe

Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Mihail (15), Klavdiya (13) & Liliya (11) Zhukov Jones

Imagem
Florence & Venezia Casiraghi-Jones (0)
Biancah Casiraghi-Jones
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Katy Perry
Make me your Aphrodite. Make me your one and only, but don't make me your enemy.
 
Reg.: 08 de Jan de 2017
Últ.: 29 de Oct de 2020
  • Mensagens: 120
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 5 Pts.
  • 11 Pts.
  • 64 Pts.

Postado Por: Bia.


Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemJapao [#207908] por Yamato Kurosaki » 18 Out 2020, 08:25

  • 2 Pts.
  • 9 Pts.
  • 43 Pts.
Imagem


Katenai aite wa mo inai! – Parte IV


A cada segundo que passava a vontade que Yamato tinha de chorar apenas fazia crescer. Ele estava estragando tudo! A moça iria acabar morrendo junto com o filho e a culpa seria única e totalmente dele! Ele havia escorregado e caído. EM CIMA DAS BOLSAS DE SANGUE! Estavam todas estragadas e ele sentia uma dor alucinante em seu nariz. Kusooooooooooooooo! Era tudo que ele precisava agora, certo? Um nariz quebrado! Porque ele sentia... Ele sabia que aquela p*rra estava quebrada! Mas ele não iria se entregar à dor! Uma das diretoras do hospital se aproximou dele e lhe ofertou ajuda quanto ao transporte do sangue. Ajuda esta que ele aceitou de pronto. Não reclamou da dor no nariz. Sequer parecia estar a sentindo. Pelo menos aos olhos alheios. Só saberiam que havia quebrado algo porque o osso estava bem... Torto.

Ele tinha uma missão e ele cumpriria essa missão. Seguia ao lado da medibruxa diretora enquanto ela levava o sangue e então... Mais um atraso... “Minha santa Madoka!” Talvez as forças de Kyubey não estivessem a favor da moça grávida... Mas ele não desistiria! De jeito nenhum! Foi quando uma das meninas de sua escola apareceu. Belinda o nome dela. Ele se lembrava de conhecê-la no trote que os novatos haviam recebido na Mélusine, na primeira noite deles lá. Era como se tivesse sido há séculos, embora fosse mais ou menos três dias atrás. O centro cirúrgico estava uma zona, mas pelo menos o sangue havia chegado onde deveria chegar.

Yamato, a cada segundo que passava, se perguntava com mais fervor se servia para aquele tipo de coisa. Toda aquela responsabilidade e pressão estavam acabando com seu corpo. Sentia as mãos trêmulas e o coração na garganta. Adrenalina demais. Iria ter uma crise de ansiedade a qualquer momento. Estava surpreso por não ter tido uma ainda. — Com licença... Desculpe a demora... Eu não sei fazer nada, mas estou aqui pra ajudar no que precisar... — Porque sinceridade era a alma do negócio. Então uma enfermeira lhe entregou alguns papéis, receituários, e pediu para que ele fosse buscar aquelas medicações, bem como mais bolsas de sangue.

Agora era oficial. Yamato estava chorando. Não deixou que ninguém visse, mas ele estava. Estava com medo de fazer besteiras. Do jeito que estava indo iria acabar com todo o estoque de sangue do TvH e não iria conseguir salvar a paciente. Entregou o papel quando chegou na sala de medicamentos, recebendo uns pacotes de soro e duas bolsas de sangue novas para que transportasse. Estava tudo uma correria, mas ele decidiu que não iria correr. Seu nariz doía e estava ficando congestionado. Seus olhos vermelhos e seu rosto molhado. Ele tentava respirar fundo e seu nariz atrapalhava. O coração começou a acelerar como se fosse pular do peito. Ele sabia que era ansiedade. Ele tinha de controlar a ansiedade. Ele tinha de se controlar. Não era o lugar e nem a hora. E ele não podia perder o estágio. Muitas vidas dependiam disso. Inclusive a dele próprio. Seguiu na direção do centro cirúrgico repleto de dor e determinação. Mas pelo menos havia conseguido engolir o choro.


Ação: Levar novas bolsas de sangue e soro para o centro cirúrgico
Paciente 4: A morta Hitomi Morita
Nota: Dados, por favor, né? .an
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem

Imagem


Imagem



Spoiler: Mostrar
Imagem
Yamato Kurosaki
Monitor Mélusine
Avatar do usuário
Park Chan Yeol
O que que eu tô fazendo aqui?
 
Reg.: 19 de Oct de 2018
Últ.: 31 de Oct de 2020
  • Mensagens: 470
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 2 Pts.
  • 9 Pts.
  • 43 Pts.

Postado Por: Nick/Pinscher.


Re: Setor de Emergência e traumatologia

MensagemEstados Unidos [#207912] por Peter Parker Marvill D.C. » 18 Out 2020, 10:36

  • 3 Pts.
  • 15 Pts.
  • 147 Pts.
Peter observava atentamente a tela diante de si enquanto fazia a ultrassom em seu paciente e sentia seu celular vibrar dentro de seu bolso. Devia ser Gwen, desesperada por notícias. Mas a irmã de Peter teria de esperar. Ele ignorou mais uma vez o celular que voltava a tremer . E se não fosse Gwen? O medibruxo não sabia onde sua irmã estaria naquela noite, sabia? Se sabia, se esquecera àquela altura dos acontecimentos. E se ela estava no trem? E se estava machucada? Com problemas!!!

A vontade de atender ao celular ia crescendo dentro de seu peito e ele lutava contra a ansiedade que ia crescendo por conta de toda a situação.



“Gwen está bem.... está em casa! E mesmo que não seja, o que você poderia fazer agora? Concentre-se na vida que você pode salvar!”


Os pensamentos poderiam parecer frios para quem os ouvissem, mas era a forma como Peter tinha de se controlar. Não adiantaria em nada se desesperar, sendo que a irmã poderia muito bem estar segura e feliz em casa. Ele não podia se dar ao luxo de pensar em quem amava naquele momento. Era a hora de salvar o amor da vida de outra pessoa.

Os segundos que se seguiam durante a ultrassom pareciam uma eternidade, mas ele conseguiu se dominar e logo encontrou o foco de seus problemas:



- Hemorragia abdominal, encontrei!! Isso não está nada bem!! Ele precisa de uma cirurgia, pra ontem!! Alguém pode chamar o cirurgião?

Um suor frio escorreu da nuca do medibruxo descendo por suas costas trazendo uma sensação de desconforto e insegurança quando Yullia lhe informou de que não haviam cirurgiões disponíveis. Todos já estavam ocupados e, naquela situação em que o hospital se encontrava, ninguém poderia ajudá-los.

Peter arfou um pouco enquanto a balburdia que tomava os corredores voltaram a ser ouvidas. Parecia uma verdadeira guerra lá fora e as coisas só tendiam a piorar. Num caso como aquele, uma emergência, eles mesmos teriam que fazer aquela cirurgia ou perderiam a valiosa vida pela qual lutavam.

Peter olhou para Yulia sentindo de leve o medo tentando tomar conta de si quando ela confirmou o que eles deveriam fazer, mas não deixou que aquele sentimento ganhasse força dentro de si. Por mais que não gostasse daquilo, eram treinados para situações como aquelas. Estavam aptos para fazer o que fosse preciso para salvar vidas. Ele fechou os olhos suspirando bem fundo e olhou para o rapaz desfalecido na maca. Pobre rapaz, tão jovem, pálido e lânguido parecia cada vez pior. Era terrível ver a luta que ele travava enfrentando as garras da morte que parecia decidida a levá-lo para si.



“Não vai não...” pensou consigo enquanto dizia em voz forte e enérgica.


- Encaminhar paciente para centro cirúrgico! Não temos tempo a perder!


Teriam de levantar acampamento rapidamente para levar o rapaz ao centro de cirurgias, em meio ao caos que o hospital estava, rezava para que houvesse alguma sala disponível para realizar aquela manobra que seria a única salvação do rapaz.


Pegando o Paciente 01 com Dra Eremenko.
Ação: Levar o paciente para o centro cirúrgico



With Yulia Eremenko (Marj <3)
Imagem
A dor pode ser curada com o riso!!!
Peter Parker Marvill D.C.
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Matt Bomer
 
Reg.: 24 de Jul de 2019
Últ.: 29 de Oct de 2020
  • Mensagens: 16
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 3 Pts.
  • 15 Pts.
  • 147 Pts.

Postado Por: Cléo.


Anterior

Voltar para TÉRREO - Emergência e Recepção

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante