Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 3300 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 2771 22/11/2018 às 18:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 3859 08/09/2018 às 18:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 2962 08/09/2018 às 18:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 2895 08/09/2018 às 09:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Três Vassouras

Moderadores: Chefes de Departamento, Special Ministério da Magia, Ministério da Magia, Confederação Internacional dos Bruxos

Re: Três Vassouras

MensagemFranca [#168460] por Hector Stearns Elliot » 26 Out 2016, 14:06

  • 2 Pts.
  • 19 Pts.
  • 37 Pts.
JUST SECOND

Desnudo e deitado sobre o sofá da sala, bocejo enquanto rola lentamente uma das garrafas vazias de Blood Bela pelo assoalho amadeirado. Abro os olhos lentamente fitando o teto bem modelado do lugar, além do ar puro e harmônico. Zenit's, meu elfo estica o dedo em direção a minha testa tentando me acordar. -Milorde... - Diz com sua voz singela e medrosa. -...Hum.. - Reclamo enquanto mordisco o lábio inferior abrindo lentamente os olhos. -Obrigado por me acordar, Zenit's. -Estico os braços espreguiçando-me. O Lustre acima de nós chacoalha enquanto o fogo da lareira serpenteia calmamente. Devo ter dormido em torno de cinco horas, ainda to meio cansado, mas, quero sair de novo. Arqueio as sobrancelhas fitando o elfo. -Pode pegar roupas para mim?Estarei no meu quarto. -Apoio as mãos no sofá erguendo meu corpo após pisotear o assoalho de madeira frio e gélido, tomo rumo de uma das escadarias polidas da enorme mansão, indo de encontro com um corredor, consequente a direita em uma longa porta envernizada, meu quarto.

O elfo aparatava em questão de segundos segurando trajes limpos: Uma camisa de seda branca, uma calça jeans rasgada nos joelhos, sapatos novos L'mbertinni, e uma jaqueta de couro. Sorrio de canto apanhando as roupas em seguida piscando para Zenit's. -Valeu amigão. -Como ele entrou assim saiu, esvoaçando o ar e sumindo em sua desaparatação rápida. Franzo o cenho indo até o enorme espelho que repudia a parede ao lado da cama bem ajeitada. "Espero que Zenit's limpe minha bagunça..."Lembro da festa noturna entre mim e as bebidas bruxas além da rádio Bruxa ao último volume. -Até que foi divertido. - Com a destra elevo indicador ao queixo coçando-o enquanto roça o dedo pro dentre a barba mal-feita. Estico as pernas colocando a calça jeans, passando por último um cinto pela cintura, após abotoei lentamente cada botão da camisa de seda fitando meu abdômen bem definido apertado pela camisa de seda, dobro as mangas desta até o meio do antebraço, os cabelos curtos são colados por gel após eu passar lentamente na cabeça as mãos sujas com gel fixador, miro um vidro de perfume na minha penteadeira, este de Amortência, apanho-o em seguida abrindo sua tampa semi-fechada, despejo um pouco sobre as mãos passando nos pulsos, pescoço e após braços. -Perfeito. -Sorrio com o belo sorriso branqueado digno de um belo modelo bruxo, ajeito o sapato sobre os pés já postos num par de meias enegrecidas, fico de pé apanhando a jaqueta jogando-a em meu torso por último. -Pronto. -Estico um sorriso desafiador a mim mesmo, estico uma caminhada paras as escadarias principais da mansão, após sair para os terrenos da casa, um vórtex surge a minha frente me engolindo, dali aparato.

O mesmo vórtex de antes, cospe minha presença próximo ao três vassouras em Hogsmead, sorrio de canto enquanto coço a cabeça. -Tenho que me acostumar com aparatação. -Mergulho as mãos no bolso, logo após iniciei uma caminhada em direção ao bar, adentro-o vendo muitos jovens ainda de dezessete anos bebendo suas primeiras cervejas amanteigadas, mas não deixo de fitar também adultos vindo de um lado para o outro aproveitando seus dias, uma banda local toca ao pequeno palco estendido próximo ao balcão, me sento em uma das mesas sendo atendido por uma ruiva. -Oi, por favor me vê uma dose de Whisky de Fogo. -A mulher sorria de canto cinicamente fitando meu torso, franzo as sobrancelhas enquanto engulo em seco, olho para os lados fitando após uma mulher muito bonita, cabelos loiros e olhos azulados penetrantes, estico canhota de encontro ao queixo segurando-o, enquanto a atendente trás meu Whisky deixando seu nome escrito em um pedaço de pergaminho abaixo do copo. -Obrigado... -Falo sem jeito para a tal que sorri ruborizada atendendo os outros, apanho o papel antes que alguém veja guardando-o ao bolso.

Afago o arredor do copo semi-cheio com whisky enquanto arqueio as sobrancelhas, sentia finas lufadas de ar cruzando os cantos da sala, por um estante paro e fico analisando-as, sentindo-as, algo tão mágico quanto fazer feitiço pela primeira vez. Cada lufada que acerta meu rosto e mãos eu sinto de uma forma em especial. Elevo o copo de Whisky até os lábios bebericando-o, enquanto fito novamente a Loira de olhos azulados, dou-lhe uma piscadela.


Interação com Lilith Ambrew
Imagem
Hector Stearns Elliot
Avatar do usuário
"A vida é a importância,a importância é a necessidade, tu és pré-determinado."
 
Reg.: 07 de Sep de 2014
Últ.: 12 de Jul de 2017
  • Mensagens: 64
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 2 Pts.
  • 19 Pts.
  • 37 Pts.

Postado Por: Bruninho.


Re: Três Vassouras

MensagemDinamarca [#168468] por Lilith Ambrew » 26 Out 2016, 16:20

  • 11 Pts.
  • 16 Pts.
  • 153 Pts.
    Lilith Ambrew, Duquesa da Dinamarca, Conselheira da suprema Corte e Maria cacique. Uma bela reputação manchada por sua fraqueza: homens. Não bastou permitir que Leon nos abandonasse, não bastou deitar-se com outro, ela teve de justamente arruinar nossa reputação, mas bem... Como dizia uma velha amiga nossa: é puro machismo achar que temos que nos conter ao invés de nos entregar aos nossos desejos, afinal, a vida é nossa e... Como possuo mais vidas que uma gata, nada melhor que curtir um pouco.

    O término com Anthony fora doloroso e pude sentir o âmago da santa Lilith dentro de mim sofrer, mas ela bem sabia que ou era isso, ou lhe causaria um estrago. Mesmo que sua estratégia fosse terminar com ele sem ser eu a fazer isso, deu pra sentir o gosto de sua tortura emocional e agora, ela bem sabia minha determinação quanto ao vampirinho que deixara escapar, ou melhor, abandonar. Como lhe garanti assim que fiquei livre: ou ele será de quem realmente lhe pertence, - eu -, ou não será de mais ninguém.

    O noivado de Nuala e de Phelipe fora encantador e meloso demais, mas finalmente tinha cumprindo com minha santa castidade e obrigação para com meu primo. Acredite, também amo meus primos, eles tem um gosto peculiar em serem terroristas em diversas ocasiões e jamais quebraria a promessa que fizera ao Andrew de maltratar algum irmão dele, exceto... Exceto seus pais que tentaram me matar. Algo que ele não deve se importar.

    - Me vê um Martine...– Pedia educadamente enquanto bebericava o gole de água, ao contrário da minha versão boazinha, não seria tola de cair na bebedeira e ser levada pela minha fraqueza. Queria me divertir um pouco que apesar de não ter a mínima vontade de abrir as pernas e ter um homem entre elas brincando com meu íntimo, um pouco de “sangue” novo conversando, não me faria mal, afinal... A santa Lilith não merecia ser amada depois de muito ter me tirado aquilo que eu mais desejo e... Não iria sossegar até ver aquele vampiro entre lençóis comigo ou com uma estaca em seu peito com seus sangues em minhas mãos.– O que seria mais gostoso? – Umedeci meus lábios encarando de canto de rosto um homem com a barba mais descuidada. Trágico seria que aquele whisky esquentasse demais. Que tal um pouco de calor? Ergui a sobrancelha e ofereci meu copo de água para o homem que me acertara com uma piscada de olho. Um convite informal, mas nítido de que ele poderia se aproximar de mim.

    Será que ele teria o desejo de ter suas mãos sujas em meu nome? Ou será que exageramos ao sujar as nossas ao matar aquela prostituta imunda? Talvez, alguém merecia uma reunião... Enquanto isto... – Distração boa...


Lilith boazinha e sensata está aprisionada e não tem mais domínio nesse corpo.
Imagem ; Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Lilith Ambrew
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Natalia Vodianova
Alguns estão destinados para amar e viver... Outros apenas a viver... Eu estou fadada a não ter nenhum dos dois.
 
Localização: Brasilia.
Reg.: 02 de Jan de 2011
Últ.: 01 de Dec de 2019
  • Mensagens: 1337
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 11 Pts.
  • 16 Pts.
  • 153 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Três Vassouras

MensagemFranca [#168469] por Hector Stearns Elliot » 26 Out 2016, 16:44

  • 18 Pts.
  • 9 Pts.
  • 14 Pts.
Poderia muito bem cair na bebedeira, virar totalmente aquele copo de Whisky, me contive. Fito a loira tão pensativa fazer seus bocejos devaneantes com o copo de água. "No que tanto ela pensa?" Sorrio de canto. O problema não era apenas o flerte, mas a vontade de ter aquele mulher colada a meu corpo enquanto a chupo, o que era bem errado. coço a cabeça fitando o copo cheio de Whisky rodopiando com o indicador a boca do copo. "Já foi um viciado...quer voltar a ser um mesmo?" A luta contra mim mesmo é o que torna a situação toda engraçada, o vício alcoólico que sempre combati. As bebidas bruxas sempre foram o fraco de um homem, mas, para um homem devoto é mais do que isto, é um sinal de força e prazer.

Coloco a mão na nuca enquanto tento dispersar, aquela situação confortante das ventosas volta, me sinto ótimo. Porém, como um extinto selvagem, permeio os olhos em direção a loira, ela simplesmente oferece o copo para mim, entendo como um sinal verde. "Meio perigoso...vale arriscar?" Relembro da última vez que cantei uma mulher em uma balada, a tal era meio que "diferente" e só não apanhei feio porque tive apoio de um pessoal. Então, finalmente ruborizo, pigarreio tomando coragem. "Será apenas uma conversa rápida." apanho o copo semi-cheio de whisky andejando sorrateiro em direção a mulher, passo por algumas pessoas que tomam direções aleatórias para as mesas, enquanto afago lentamente o ombro da mulher. -Com licença, posso me sentar com você? -Com uma voz baixa porém, audível, mantenho a educação, fixando os olhos aos da mulher, que mais parecem dois diamantes azulados grunhindo em transe.

Por um momento, sinto um enorme cala-frio, a mulher era linda e me vejo em um beco escuro, se seguir posso me ferrar legal e se voltar, posso perder a grande oportunidade do da noite. Embora tudo que quero é penetrar aquela loira com toda minha virilidade, sinto enorme vergonha de ter agido errado não conseguindo esconder a ruborização da mesma, apenas espero uma resposta.
Imagem
Hector Stearns Elliot
Avatar do usuário
"A vida é a importância,a importância é a necessidade, tu és pré-determinado."
 
Reg.: 07 de Sep de 2014
Últ.: 12 de Jul de 2017
  • Mensagens: 64
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 18 Pts.
  • 9 Pts.
  • 14 Pts.

Postado Por: Bruninho.


Re: Três Vassouras

MensagemDinamarca [#168472] por Lilith Ambrew » 26 Out 2016, 17:39

  • 11 Pts.
  • 14 Pts.
  • 26 Pts.
    O três vassouras não era um lugar tão ruim de uma princesa conviver. Não tinha Jamien por perto e muito menos a vovó dizendo para encontrar o meu equilíbrio novamente. Estar livre daquelas runas significava poder me divertir e além do mais, poder sentir a pele sempre quente. Lilith santinha precisava admitir, era mais forte que ela em todos os níveis de poder de fogo. O que viria agora? Continuar na Suprema corte mantendo a farsa e mostrando aos terroristas idiotas que sobrevivi. Se eles tivessem tentado algo contra mim, certamente teriam perdido! Uma mulher em fuga bebendo seu Martini enquanto um homem lhe lança um flerte, será que isso atrairia atenção do vampirinho ou ele continuaria mantendo seu orgulho e sua dor de cotovelo com aquela Zoyada?

    Falando em homens, o dono do flerte parecia obstinado em deixar o seu id sobressair em sua necessidade mais primitiva e retrógrada possível, porém essencial: sexo. Por que os homens se deixam levar pela sua libido e seus hormônios? – Disponha. – Certamente ele desconhecia meu fardo real e aquilo já se tornara mais empático, afinal, o que mais tínhamos era nossa plebe babando em nossos sapatos por sermos seus ídolos sem sequer precisar mover um centímetro do meu corpo para fazer o bem. E que para a santa Lilith aquele cerimonialismo já era um tanto quanto desgostoso de receber e ao mesmo tempo acalentador, afinal, qual criança iria dispensar ser o centro do universo?

    - Pelo visto não aguentou muito ver uma dama do outro lado divagando mentalmente enquanto encarava-o, não é mesmo?– Ergui a sobrancelha com um enorme sorriso de canto de rosto. Cruzei minhas pernas debaixo da mesa e mantive meu orgulho sobre a mesma. Como disse, brincar não seria nada ruim e para aquela ocasião, nada melhor que testar o fruto de adão. – Então você escolhe aleatório o ataque ou tem um perfil de preferência.– Pirragueei novamente. – Aceita? O Martini daqui até que é bonzinho.– Comentei encostando-me mais na cadeira e relaxando, aliviando um pouco para o homem.– Prazer, Lilith.– E pelo visto ele não sabia onde trabalhava. Um máximo isto, não?
Imagem ; Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Lilith Ambrew
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Natalia Vodianova
Alguns estão destinados para amar e viver... Outros apenas a viver... Eu estou fadada a não ter nenhum dos dois.
 
Localização: Brasilia.
Reg.: 02 de Jan de 2011
Últ.: 01 de Dec de 2019
  • Mensagens: 1337
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 11 Pts.
  • 14 Pts.
  • 26 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Três Vassouras

MensagemFranca [#168480] por Hector Stearns Elliot » 26 Out 2016, 20:01

  • 11 Pts.
  • 12 Pts.
  • 156 Pts.
Não consigo ser nada apático com a mulher, talvez por ela ser...bem digamos; exímia na arte de conquistar suas presas. Óbvio, eu seria a mais fácil dali. Embora pensasse maiores momentos com a cabeça de baixo, boto a caixa para funcionar. Nunca uma mulher tão atraente viria a um lugar frequentado por tantos e daria tantas evidências de estar fácil para o coito. Sorrio de canto enquanto tento estudar a engenhosidade da Loira, seus olhos desviam totalmente meu foco, é algo que não posso explicar com tamanhos detalhes, poderia simplesmente fugir da mesa enquanto não gaguejo, mas bolei algo simplório para não perder a presa. "Nessa caçada, sou o leão." A voz ávida da mulher entoando um disponha era quase um orgasmo múltiplo, coisas que somente um cara tão na pressão admitiria, mantenho a transparência. "Ela quer brincar comigo." Sorri novamente fitando o copo curto ainda cheio com o líquido, respondo a pergunta que a tal faz que me desconcentra totalmente enquanto ruborizo.

-Não é bem assim, passei anos da vida estudando Darwin e suas teorias, digamos que o seu pensar é fascinante. - Estico uma risada com os lábios carnudos não tão abertos transpassando apenas os brilhos esbranquiçados dos dentes limpos e brilhosos pela luz das lamparinas da mesa. -Sou fascinado por mulheres pensantes, se fosse seguir um perfil... -Não discuto enquanto a fito olho no olho. "Lilith? belo nome." afago o copo agora com o whisky ainda não quente, mas, com o gelo derretido, fito a mulher que me oferecia um Martini depois, sorri.

Prazer, me chamo Hector. -Pigarreei ao mesmo tempo que ela deixando a bebida de lado em seguida. -Amo bebidas... são quase como... - Paro por um estante gesticulando com a destra. -Uma necessidade, é realmente um vício. -Em seguida deixo a mão acima da mesa ainda fitando-a. -Por isso sigo uma filosofia distinta, uma metáfora. - Com outra pausa continuo. -Tenho meu vício em mãos, mas não dou poder para ele me definhar e tornar-me dependente. -A fito enquanto passo as mãos no cabelo curto certificando de ajeita-lo por fios soltos em frente a face.
Imagem
Hector Stearns Elliot
Avatar do usuário
"A vida é a importância,a importância é a necessidade, tu és pré-determinado."
 
Reg.: 07 de Sep de 2014
Últ.: 12 de Jul de 2017
  • Mensagens: 64
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 11 Pts.
  • 12 Pts.
  • 156 Pts.

Postado Por: Bruninho.


Re: Três Vassouras

MensagemCoreia do Sul [#168507] por Kim JoonHyuk » 27 Out 2016, 14:06

  • 13 Pts.
  • 12 Pts.
  • 59 Pts.
                O estabelecimento estava vazio, possivelmente a minha pizza chegaria logo e então poderia matar a minha vontade de provar aquele prato apetitoso que era servido no Três Vassouras. – Ela já devia estar por aqui – Olho para o meu relógio de bolso. Logo desencano do horário e começo a brincar com meus dedos, a fim de me concentrar em algo. Fazia algum tempo que não conseguia um tempo para mim, pois a biblioteca precisava urgentemente de uma geral. Livros estavam sendo entregues e uma imensa pilha dos mesmos estava se criando. Mas agora já havia acabado toda aquela responsabilidade de pegar e organizar exemplares pela biblioteca e ficar procurando o seu devido lugar.

                Senti o cheiro de minha pizza encontrar minhas fossas nasais enquanto via o garçom me trazer o meu grande copo de chopp. Retirei meus braços da mesa e coloquei para baixo, esperando que o rapaz terminasse de me servir e fosse pegar o suculento pedaço de pizza que me esperava do outro lado do balcão.
– Muito obrigado. – Respondi educadamente enquanto me preparava para o meu primeiro gole na grande caneca de chopp amanteigado que tomava a minha frente. – Faz tempo que não tomo um desses... – Disse reflexivo. A última vez que tomara este tipo de bebida fora com o seu antigo time, algo que eu insisto em tentar esquecer para que eu possa seguir em frente com a nova vida que estou levando. Ando conseguindo um bom desempenho no Montrose e minha moral por lá também começava a subir. Sou novato no esporte e isso, por um lado, é muito bom, pois poderei evoluir muito mais do que já estou evoluindo. Degustei aquele chopp sentindo as amargas lembranças do dia em que fui traído pelos meus colegas de time do Toyohashi Tengu, equipe em que comecei minha trajetória no quadribol.

                Enfim chegou a pizza que havia pedido para esquecer um pouco aquelas tristes lembranças e poder me concentrar naquele saboroso prato
. – Chegou no momento certo! – Logo ouvi um leve riso do rapaz que me servia o alimento. – Bom apetite – Disse ele e logo saiu. – Obrigado – Falei apenas por educação, além do mais, o homem nem estava mais ali! Antes de pensar em pegar um pedaço da pizza, resolvi pegar em meu bolso uma edição do profeta diário que estava dobrado em meu bolso. Mas não era todo o jornal, apenas a parte onde falava sobre o quadribol. Enquanto lia, percebi que a porta do estabelecimento abrira alguém estava adentrando no pub e eu esperava que fosse ela que estivesse chegando. Ao ver que estava entrando no Três Vassouras, senti-me mais alegre por saber quem era.

                Escondi meu rosto para que não fosse notado e continuei a fazer o que antes já fazia. Ouvi-a cumprimentar o funcionário do pub e falando algo sobre não ter muito tempo para frequentar ao estabelecimento e logo pediu o mesmo prato de sempre, mas hoje ela pegaria dois, algo que, vindo da loira, não era algo estranho. Segui com o Profeta Diário cobrindo o meu rosto, mas percebi que por um momento a jovem moça parara de falar e de se movimentar, estava agora olhando para a minha mesa? Não sabia, mas não olhei para reparar, queria fazer-lhe uma surpresa. Eis que sua voz sai de uma forma repentina em minha direção, pedindo para dividir a pizza e em troca ela dividiria o seu pedido comigo.
– Você deve estar com muita fome mesmo – Não conseguia cobrir todo o meu rosto, mas o suficiente para ela não identificar-me. – Mas já que faz tanta questão... – Tirei o jornal do rosto. – Podemos dividir a nossa comida sim. – Abri um largo sorriso ao ver minha namorada em minha frente.


------------------------------------------------------------------------------


Interagindo com: Lidell Revolverheld
Roupa: Aqui
Imagem
Kim JoonHyuk
Special Mundo Mágico
Avatar do usuário
 
Reg.: 20 de May de 2016
Últ.: 31 de Jan de 2019
  • Mensagens: 9
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 12 Pts.
  • 59 Pts.

Postado Por: Luciano.


Re: Três Vassouras

MensagemDinamarca [#168523] por Lilith Ambrew » 27 Out 2016, 21:08

  • 6 Pts.
  • 13 Pts.
  • 76 Pts.
    Hector parecia um daqueles homens cheios de filosofia e conhecimentos exagerados que poderiam nos deixar cansada ou usar muito bem sua linguagem para conquistar o corpo de uma Aristocrata, ou na pior das hipóteses, ele poderia saber muito bem onde poderia usar aquela língua. Convenhamos, o quão ingrata seria se lhe fizesse perder uma noite em vão? Certamente o vampirinho teria seus abortos por perto... Deixaria claro que estava muito bem e principalmente tramando contra ele. Será que ele aguentaria me conhecer de verdade? Por enquanto me resta brincar um pouco...

    A primeira frase mais pareceu ele dizer que procurava as mais fortes do que algo aleatório. Um elogio? Demais! Abri um largo sorriso de canto de rosto. O fatídico vício do álcool, a história da dependência... E lembrando bem, a santa Lilith tem como o seu ponto mais fraco o álcool. Ainda tenho vergonha alheia por todas as ceninhas e pitis infantis que dera diante de um homem, principalmente por jogar um champanhe na cabeça de Leon! Como ela poderia fazer isso com o nosso vampirinho?! Pelo visto passou da hora de assumir o controle.

    Umedeci meus lábios e beberiquei um pouco mais do Martini. Seu gosto era doce e rico, mas não tão mais gostoso com os que estava habituada no Palácio. Pousei o copo sobre a mesa, descruzei minhas pernas e finalmente saí daquela postura “inalcançável” para alguém mais “baixo” ou melhor, para o real porque cansei totalmente destes pequenos minutos de slow motion. –Então não tens desejo a algo? Porque aquilo que necessitamos é aquilo essencial para nossa sobrevivência, mas o desejo. – Abri enorme sorriso malicioso. – O desejo é aquilo que queremos por pura luxúria ou gula! Não seria esse o vício?! Não acha melhor ser um desejo latente? – Pirragueei. Ter um amigo psicólogo/psiquiatra me ajudou bastante neste sentido.– Pode ficar mais a vontade. Não irei estragar a sua noite testando-lhe.– Encostei-me melhor na cadeira e relaxei mais a postura. – Você é novato por aqui, não é?– Comentei.

    Não que esteja sendo uma boa pessoa, mas admito que meu objetivo não era aquele naquele momento e só o fato de beber controladamente o álcool, sabia que irritava a santa Lilith... Imagine o que não poderia irritar quando ele soubesse que alguns de seus abortinhos estão desaparecidos... Mas voltando ao presente momento, Hector parecia ter saído daqueles filmes trouxas arábes em que era o ator principal, ou seja, o único bonito ou gato o suficiente para chamar atenção da mulherada e assim ter ibope. – Talvez pelo fato de nunca tê-lo visto aqui e também pela forma “metafórica” que diz.– Cruzei meus dedos, inclinei o corpo para frente e apoiei o cotovelo sobre a mesa, pousando o queixo sobre os dedos cruzados. – Então... – Ergui a sobrancelha encarando-o.

ela ta começando a ficar cansada com a formalidade
\o\ foi hector
Imagem ; Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Lilith Ambrew
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Natalia Vodianova
Alguns estão destinados para amar e viver... Outros apenas a viver... Eu estou fadada a não ter nenhum dos dois.
 
Localização: Brasilia.
Reg.: 02 de Jan de 2011
Últ.: 01 de Dec de 2019
  • Mensagens: 1337
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 6 Pts.
  • 13 Pts.
  • 76 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Três Vassouras

MensagemFranca [#168524] por Hector Stearns Elliot » 27 Out 2016, 23:03

  • 10 Pts.
  • 12 Pts.
  • 115 Pts.
Fator chave quase alcançado, o fato é que deixei a conversa chata na primeira artimanha. Sorri ainda sem jeito quando ela se arrumou ainda pensante. "Ótimo, ela não é do tipo poética." reviro os olhos enquanto concentro-me na moça que me fita olhos nos olhos com seu sorriso malicioso. Não por maldade, mas as moças de todo o bar me cercam com os olhos como se fosse um pedaço de bife atirado ao meio de felinos selvagens, dedilho o queixo usando o polegar como apoio para a cabeça pendida a mesa esticando olhar somente a lora. Ela diz sobre o meu modo de pensar as primeiras claras, sobre meu "método" barrando o desejo e o quanto aquilo é essencial para nós, seu sorriso malicioso levo como uma presunção."Certeza, tenho tudo preparado para me dar bem." sigo os belos lábios carnudos da loira enquanto mordisco o lábio inferior. -Quem sabe, Lilith. -Afago o copo a frente dela, revirando-o lentamente pelos lábios carnudos bebericando o Whisky ainda quente, cujo gelo já derretera. -Talvez meu vício não seja tão ruim. - Sorrio maliciosamente fitando-a.

Sentimentos aflorados, batimentos acelerados...Loira você tá mexendo com os sentimentos frenéticos e viris de um homem ativo. Arqueio a sobrancelha enquanto apenas permaneço calado, ela remexe seus lábios carnudos lentamente enquanto cospe suas frases formadas estrategicamente. -Pode ficar mais a vontade. Não irei estragar a sua noite testando-lhe. -Apenas encosto as dorsais no encosto da cadeira, cruzo as mãos em cima da mesa. -Não tem como se estragar uma noite dessas. - Digo sorrindo de canto. -Você vale muito a pena, não posso dar mole. -A piada é dada cheia de intenções, com suor de brincadeira. -Você é novato por aqui, não é?-Sorrio novamente. "Tão óbvio assim?" roço os dedos da canhota pela barba mal-feita enquanto sorrio. -Mais um acerto. -De modo singelo fito as curvas salientadas da loira enquanto seguro o folego. O modo com que ela cruza os ombros por cima da mesa com seus lábios carnudos remexendo palavras com um tom tão doce, tudo era um verdadeiro orgasmo. "Não posso bancar o idiota." coço as mãos entre si, paro e após sorrio de canto, aproximando meu rosto aos da loira. -Ainda bem que estamos se conhecendo... - Com um tom pouco mais grosso e baixo. -Né? -Sorrio de canto fissurado naquele par de olhos azulados.

Quando ela diz então com sua respiração forte, apenas achego pouco mais o roso para perto do dela. A sobrancelha da loira sobressaltada com um ar de curiosidade e fomento por mais um pouco de ação, da minha parte atitudes lançadas para tentar fisgar o melhor do encontro. -Poderíamos fazer um joguinho... -Estico a mão até o bolso retirando um Dobrão do mesmo, deixo a moeda trouxa a vista da bruxa sem distanciar ou tirar a visão da mesma, mordisco o lábio inferior. -Cara ou Coroa?- A risada curta e sádica flui com meus pensamentos maliciosos, era a melhor hora de mostrar atitude para a loira.
Imagem
Hector Stearns Elliot
Avatar do usuário
"A vida é a importância,a importância é a necessidade, tu és pré-determinado."
 
Reg.: 07 de Sep de 2014
Últ.: 12 de Jul de 2017
  • Mensagens: 64
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 10 Pts.
  • 12 Pts.
  • 115 Pts.

Postado Por: Bruninho.


Re: Três Vassouras

MensagemDinamarca [#168569] por Lilith Ambrew » 28 Out 2016, 20:40

  • 13 Pts.
  • 8 Pts.
  • 129 Pts.
    Dizem que aquilo que é mais dificil, é mais gostoso... Hector não iria desistir de mim só por aquilo, parecia ser um belo jogador. – Talvez não. – Comentei em um tom de voz mais baixo de forma que não pudesse lhe atrapalhar. Abri um largo sorriso ao ouvir aquela resposta de uma noite não estragada. A situação estava começando a se tornar interessante e já poderia imaginar qual seria a próxima manchete da revista de fofoca! Duquesa ataca novamente? Ou... Mais um para cair nas garras da loira? De todo modo a reputação estaria levemente abalada. Onde eu chegaria com tais atitudes? Simples: não era de ninguém, mas os outros me pertenciam. Dominação? Talvez.

    A verdade é que mesmo a santa Lilith sendo boazinha e eu a versão malvada, tínhamos o mesmo problema: desejo carnal. Não ficávamos sozinhas por muito tempo e não permitiria que ela cumprisse sua promessa de costurar-se! Seria o maior erro do mundo se fechar definitivamente para ele! E por justamente desse homem não saber quem éramos, tornava muito mais ‘tranquila’ nossas diversões. Terminei o martine e voltei para bebericar um pouco do que restou do meu copo de água. Não iria me render ao alcoolismo que tanto tem destruído a santa, não precisava disto.

    Ao ouvir aquele ‘joguinho’ da cara e coroa, finalmente senti minha atenção presa ao homem. – E o que seria esse cara ou coroa?– Voltava acomodar minhas costas na cadeira e a ficar mais longe quase que na defensiva agindo inconscientemente. – Pelo visto não vem uma escolha fácil...– Franzi o cenho encarando-o e analisando a moeda trouxa. Definitivamente ele era um ‘recém’ chegado naquele mundo. – O que eu ganho?– Cruzei meus braços deixando claro que ele não iria conseguir impor minha autoridade. Desafio? Talvez. – E o que eu perco?– Queria ouvir as respostas certas, ter a clareza da situação toda. Qualquer passo fora dali poderia ser um mar cheio para os chatos dos paparazis ou para alguns agentes que certamente minha família iria por para me espionar durante um tempo. Obviamente não era um gato de sete vidas... Uma hora ela vai acontecer.– Então são estes joguinhos que Hector curte? Será que consegue sobreviver nesse mundo somente com isto novato?– Talvez se fantasiarmos mais, estaríamos no velho oeste e eu seria aquele cara chato que duvida e desafia do forasteiro o tempo todo para que veja do que ele realmente é capaz.
Imagem ; Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Lilith Ambrew
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Natalia Vodianova
Alguns estão destinados para amar e viver... Outros apenas a viver... Eu estou fadada a não ter nenhum dos dois.
 
Localização: Brasilia.
Reg.: 02 de Jan de 2011
Últ.: 01 de Dec de 2019
  • Mensagens: 1337
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 8 Pts.
  • 129 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Três Vassouras

MensagemFranca [#168670] por Hector Stearns Elliot » 31 Out 2016, 13:30

  • 9 Pts.
  • 19 Pts.
  • 156 Pts.
A vontade de ter a mulher em meus braços são claramente enormes, toda essa aproximação aumentam o êxtase tanto quanto a enorme virilidade que possuo, coço a cabeça dando um sorriso de canto ao ver o amontoado de pessoas nos fitando, era como uma comitiva para dois ídolos da tv trouxa, franzo o cenho, afago o copo quase cheio de Whisky ainda, viro-o por sobre a boca bebendo todo o líquido contido neste. "Vamos ver, ela está claramente curiosa. Não posso perder meu elemento surpresa." Mordisco o lábio inferior.

-Como uma figura tão bela, desconhece uma simples brincadeira do cara ou coroa? -Sorrio mostrando-a além do belíssimo sorriso esbranquiçado, um lado brincalhão do moço tão estudioso, as mulheres do três vassouras continuam em seus delírios por mim, encosto as costas da cadeira fitando a loira. -Bom... é bem fácil, vou te explicar. -Me ajeito novamente trazendo o corpo para perto da mesa fixando os olhos aos da mulher. -Você escolhe cara ou coroa. -Mostro o grilhão que simboliza o preço do dobrão e as costas da moeda marcada por uma espada cravada em um crânio. -Se você perder... -Sorrio fitando-a. -Vai me dizer quem é você e sua história. -Mordisco o lábio inferior ainda fitando-a. -Se eu perder... -Olho para a loira arqueando a sobrancelha. -Pode escolher uma prenda, desde que não fira minha imagem. - Pigarreio.

Então são estes joguinhos que Hector curte? Será que consegue sobreviver nesse mundo somente com isto novato? - Sorri fitando-a enquanto disperso um olhar malicioso a direção da mesma. -Cuidado, loira. - Com uma leve pausa movimento lentamente os lábios carnudos e rosados. -Posso te surpreender de ambas formas. - Aproximo o rosto da loira sentindo a respiração da mesma enquanto fito desde os lábios carnudos da loira até os olhos azulados, tomando a distância de um palmar ruborizado. -Você topa ou não, loira? -Arqueio uma das sobrancelhas esperando a resposta da mulher, pouco ansioso.

A mente meio que entra em conflitos, porque ao todo sempre caio no mesmo erro. Mulheres com alto poder de persuasão me faz delirar, a ideia que bolei não era nada má, queria analisar a atitude da mulher e já esperava de todas as respostas, extrínseca tinha de manter as aparências, meu maior medo são os olhos das mulheres em volto do bar, aqueles olhos vidrados em mim me deixam ruborizado e sinto que a Loira já se incomoda.
Editado pela última vez por Hector Stearns Elliot em 04 Nov 2016, 22:57, em um total de 1 vez.
Imagem
Hector Stearns Elliot
Avatar do usuário
"A vida é a importância,a importância é a necessidade, tu és pré-determinado."
 
Reg.: 07 de Sep de 2014
Últ.: 12 de Jul de 2017
  • Mensagens: 64
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 9 Pts.
  • 19 Pts.
  • 156 Pts.

Postado Por: Bruninho.


AnteriorPróximo

Voltar para Hogsmeade

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante