Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Felicidade Jian-Yin Lee 156 23/05/2020 às 22:05:02
Recomeço Jian-Yin Lee 1969 13/03/2020 às 16:50:15
22/02/2020 Duncan Cullen 2330 22/02/2020 às 15:27:50
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 6407 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 5804 22/11/2018 às 18:19:24

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Praça Esperança || São Paulo || Brasil

Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemInglaterra [#112585] por Conrad Addington » 10 Dez 2012, 11:47

  • 16 Pts.
  • 8 Pts.
  • 119 Pts.
Imagem


Praça Esperança
São Paulo || Brasil


No centro da praça há uma estátua, é em volta desta que as pessoas passeiam e conversam. Praça da parte mágica do Brasil, o trouxas não vêm nada que se passa por ali, o que eles vêm é um arranha-céu cinzento, sem vida, diferente da praça Esperança. Árvores e arbustos dão ao lugar um tom esverdeado, além de proporcionar sombra fresca em todos os bancos. Ali os bruxos passeiam, duelam, treinam feitiços e até voam em cima de vassouras: é um ambiente perfeito para bruxos e bruxas, alunos e adultos.
Conrad Addington
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Brandon Flynn
.cafe
 
Reg.: 27 de Aug de 2012
Últ.: 22 de May de 2020
  • Mensagens: 167
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 16 Pts.
  • 8 Pts.
  • 119 Pts.

Postado Por: Frango.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemInglaterra [#112592] por Conrad Addington » 10 Dez 2012, 13:14

  • 17 Pts.
  • 12 Pts.
  • 110 Pts.
Samantha estava sentada em frente à mesa de seu escritório no Nível Três do ministério, em Liechtenstein. Ela precisava terminar um relatório e sair do ministério: aparataria para o Brasil, tinha lá um compromisso. Havia marcado com Julie Reinheart, sua chefe, em uma praça em São Paulo e esperava que não se atrasasse. Havia ainda muito o que fazer em cima de sua mesa, pergaminhos para todos os lados e pilhas de papéis para conferir. Se Jones se atrasasse Reinheart poderia pensar que esta não iria mais ao local marcado e cancelaria tudo. Era preciso avisar a chefe dos obliviadores. Um memorando então saiu da sala de Samantha e adentrou o de sua chefe: Julie, posso me atrasar um pouco para chegar lá no Brasil, não pense que estou cancelando se eu não estiver lá quando você chegar. -S.J.

Sam terminou de escrever uma linha e soltou a pena. Aquele serviço todo estava deixando a mulher louca, ela queria terminar logo e ir para o Brasil, encontrar Reinheart e começarem logo o que haviam combinado. Jones abriu a gaveta e encontrou, no meio de vários livros, um envelope entregue por Reinheart dias antes. A olbiviadora não tivera tempo nem curiosidade suficiente para abrir aquilo mas finalmente ela sentiu uma vontade de saber o que Julie havia deixado para ela ali dentro. Abrindo cuidadosamente o envelope fino Sam pode ver seu conteúdo: dois pergaminhos. Um era maior, tinha algumas linhas escritas, o outro era um pedaço rasgado de um pergaminho, com apenas um endereço em letras finas: PRAÇA ESPERANÇA, AV. SANTA HELENA, SÃO PAULO, BRASIL.

"O endereço da praça..." Sam mentalizou aquelas palavras, não pretendia levar consigo o pedaço de pergaminho. Ignorando as manchas atrás de onde estava gravado o endereço ela olhou para o pergaminho maior.

Reinheart escreveu:Esse feitiço cria um patrono, um guardião composto de energia positiva que, quando conjurado corretamente, encarna a forma de um animal prateado, de aspecto único para cada bruxo que o conjura. É feito de energia positiva, e para conjurá-lo é preciso se concentrar em uma lembrança muito feliz. O feitiço do patrono é o único feitiço conhecido que possa repelir Dementadores e Mortalhas-vivas. Os patronos são usados também para enviar mensagens. Como nenhum patrono é igual ao outro e o patrono fala com a voz da pessoa que o conjurou é difícil alguma mensagem ser falsa. Além disso os patronos podem atravessar paredes, isso os trona um meio de comunicação muito eficiente. Quando não assume a forma corpórea, o Patrono é descrito como uma "pálido fiapo de fumaça", mas quando o feitiço é realizado com sucesso o Patrono assume a forma de um animal prateado. A forma do patrono está ligada com o indivíduo, com os seus gostos e seus sentimentos. É comum a forma do Patrono ter a ver com quem a pessoa mais ama. A forma do Patrono pode mudar também quando o bruxo se apaixona. As palavras de invocação do feitiço são: Expecto Patronum.


Jones guardou então no bolso de suas vestes o pergaminho maior, com a descrição do feitiço. Isso lhe seria útil na praça no Brasil, no momento em que aprenderia o feitiço com Reinheart. Ela precisava, porém, terminar toda aquela papelada e isso não seria rápido se ela não se apressasse. Não queria chegar atrasada ao encontro com sua chefe, onde as duas aprenderiam a invocar um patrono: foi por isso que pôs-se a trabalhar, para terminar logo.

Colocando o casaco ela correu para o átrio apressada, já estava realmente atrasada quando terminou tudo que tinha para fazer. Pegou a saída de visitantes e saiu em uma rua em Londres. Guardou a varinha e o pergaminho enviado por Julie no bolso do casaco e por fim aparatou. Quando se deu conta já estava no Brasil.


Aprendizado do feitiço Expecto Patronum
Post 001: introdução
Aprendizado conjunto com Julie Reinheart [pri]


>offnão revisei, sorry me D':
>citadosJulie Reinheart
Conrad Addington
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Brandon Flynn
.cafe
 
Reg.: 27 de Aug de 2012
Últ.: 22 de May de 2020
  • Mensagens: 167
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 17 Pts.
  • 12 Pts.
  • 110 Pts.

Postado Por: Frango.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemEstados Unidos [#112894] por Julie Reinheart » 13 Dez 2012, 11:17

  • 13 Pts.
  • 11 Pts.
  • 104 Pts.
Em uma conversa com sua única funcionária mulher Samantha Jones, Julie chegara a conclusão que ambas deveriam aprender o feitiço do Patrono, já que esse ainda era um feitiço desconhecido pelas companheiras de trabalho. - Será um feitiço muito útil para nos comunicarmos em caso de emergencia. - Concluiu a agora chefe dos Obliviadores Julie Reinheart. Então, ainda pensando nessa conversa a morena fora para casa no final daquele expediente e se jogou em seu livro Manual em Magia Avançada e procurou algo sobre o feitiço do Patrono.

Achando finalmente algo sobre esse feitiço a morena pegou um pergaminho e começou a fazer um resumo do que encontrara no livro no intuito de se preparar e mandar algo para sua funcionária ler no dia seguinte. Quando achou que já era o suficiente a morena resolveu achar um lugar diferente para ambas praticarem o feitiço, estava ficando cansada de sua sala no Ministério e precisava de novos ares, então se lembrou de uma praça no Brasil que visitara uma vez com sua família. Claro que a visita na época não fora das melhores.

~ Flashback on ~

Era um final de tarde, Julie aparatara em uma praça com seu pai, a pequena de apenas 12 anos não gostava da sensação de aparatar, mas não podia dizer não quando o pai resolvia que ela deveria estar junto para aprender desde pequena como lidar com os problemas que a familia tinha e que Julie logo mais participaria também.

A praça era um lugar mágico, trouxas não sabiam da existencia daquele lugar, coisa que a pequena só descobriu um pouco mais tarde. Como era de costume no Brasil a praça tinha uma pequena placa onde podia-se ler o nome do local "Praça Esperança". Um nome bem peculiar para o momento e a cena que se seguia.

Robert, pai de Julie mantinha sua varinha em punhos, como de costume os "capangas" que sempre o acompanhavam como guarda-costas aparataram logo em seguida e se espalharam pelas sombras que o anoitecer começava a provocar. A pequena Julie não sabia exatamente o que iria acontecer ali, apenas sabia o que o pai lhe dissera.- Nós vamos receber o pagamento de uma dívida. - Mas ela não sabia qual o conteúdo da divida ou do pagamento até que mais uma pessoa aparatou no centro da praça. Um homem alto e jovem, com aparencia de uns 30 anos e cabelos longos e negros segurava um envelope em suas mãos.

Julie ficara um pouco mais atras, mas sempre ao lado do pai e este começou a falar, enquanto os outros homens que estavam escondidos nas sombras começaram a cercar o homem jovem que estava no centro. - Muito bom John, vejo que trouxe o que deve, mas espero que tenha cumprido sua parte do acordo. - A voz de Robert era baixa, mas provocava calafrios em quem a ouvisse. - Sim senhor, eu cumpri. Ela não mais vai lhe incomodar. - A resposta foi rápida, a voz de John era tremida, podia-se sentir o medo dele diante de Reinheart. - Ótimo. - Robert disse simplesmente e estendeu a mão esperando que o jovem lhe entregasse o envelope, que a pequena Julie supos ser dinheiro. Após a entrega do envelope Robert o abriu e confirmou o que havia dentro fazendo uma conta rápida para conferir o valor, em seguida olhou novamente para o jovem. - Você foi muito útil John, mas pena que eu não tolero atrasos. - E com essas palavras e um movimento rápido Robert dissera as palavras fatais e um lampejo verde saiu de sua varinha atingindo o jovem.

Julie estava assustada, observando o corpo inerte do homem ali no meio daquela praça vazia e ouvindo a risada ironica de seu pai. Em seguida sentiu a mão do homem a segurando com força e o incomodo sentimento da aparatação lhe atingiu.

~ Flashback off ~

- Minha lembrança infelizmente não é das melhores, mas o lugar é bonito e pouco movimentado. Acho que serve para fazermos um treinamento rápido por lá. - Julie disse após um tempo se lembrando de seu passado trágico. "Memórias felizes fazem produzir um patrono... Espero ter memórias suficientes para isso..." Pensou e então foi dormir. No dia seguinte assim que chegou a sua sala no ministério mandou um envelope para Samantha com o que havia escrito na noite anterior sobre o feitiço e com o endereço da praça. Mandou também um memorando para avisá-la do que fariam e pôs-se a trabalhar.

Algum tempo mais tarde a morena recebera um memorando de Jones dizendo sobre o possível atraso da funcionária devido ao trabalho e Julie o ignorou. Ela não estava tão preocupada em estarem atrasadas ou não. Então quando deu a hora marcada a morena se dirigiu porta a fora em direção ao elevador sem nem ao menos passar pela sala de Jones. Quando finalmente estava no átrio, pegou uma das cabines telefonicas que a levaria para fora do Ministério e em seguida aparatou para a praça.

O lugar estava como Julie se lembrava, mas a luz do sol o deixava mais bonito e menos sombrio. A morena procurou um banco para se sentar e passou a esperar ali ao ar livre por Samantha. Ficou observando a placa onde lia-se "Praça Esperança" e disse baixinho para si mesma. - Não houve esperança naquela ocasião.


Aprendizado Expecto Patrono
Post 01 - Introdução


off - Este arco estará sendo monitorado pelo Zezo

Itens Utilizados:

  • Manual em Magia Avançada: DCAT, Feitiços e Transfiguração - T. Maltlar e J. W. Louise

    Usou um Manual em Magia Avançada: DCAT, Feitiços e Transfiguração - T. Maltlar e J. W. Louise.

Julie Reinheart
Mundo Mágico
Avatar do usuário
In fact you can keep everything, except for me!
 
Reg.: 21 de Mar de 2012
Últ.: 10 de Nov de 2016
  • Mensagens: 101
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 11 Pts.
  • 104 Pts.

Postado Por: Pri.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemInglaterra [#113701] por Conrad Addington » 19 Dez 2012, 18:43

  • 11 Pts.
  • 15 Pts.
  • 87 Pts.
Aquele era um lugar calmo, era um lugar que emitia paz e fazia com que todos se acalmassem quando respiravam o ar puro que passava por ali. "Que lugar ótimo, nunca estive no Brasil" a obliviadora Samantha Jones pisava pela primeira no país do samba, do carnaval. Observava atentamente um carvalho um tanto quanto maior que o comum, que fazia uma sombra gigantesca. Três banquinhos de cimento repousavam naquela sombra que abrangia uma boa parte do parque Esperança e, sentada em um daqueles bancos ela viu uma figura familiar, alguém que conhecia. Aproximou-se em passou largos e viu quem era. — Sra. Reinheart, chegou mais cedo... sei que me atrasei um pouco, peço sinceras desculpas, vamos ao trinamento?

Convocou a chefe e esperou esta se preparar, com a varinha na mão. O que elas pretendiam fazer, como iriam treinar? Jones teve um ideia de relance, mas era uma ideia, a única maneira de se aprender o feitiço do patrono possível. — Vamos pensar em boas lembranças, como indicava no pedaço de pergaminho. Acho que não vai ser fácil, mas vamos lá... — olhou mais uma vez para sua superior, tinha no rosto uma expressão de incerteza, não sabia se aquilo daria certo. Não sabia quantas tentativas seriam necessárias para quem um patrono corpóreo saísse de sua varinha. "Boa sorte pra gente".

Samantha então lembrou de um ponto importante... "Uma boa lembrança... uma boa lembrança?" ela não sabia o que pensar, nem se o que tinha em mente era o suficiente para que o feitiço desse certo. "Espero que seja..." e apertou os olhos, tentando lembrar-se o máximo do que aconteceu naquele dia. Foi um dia marcante...


    O caminho para o campo de quadribol de Hogwarts não era tão longo, porém com a ansiedade da apanhadora quartanista da Corvinal Samantha Jones aquele trajeto parecia não chegar nunca. Cinco minutos para chegar ao vestiário corvino parecerem dois dias. Mas aquela não era a melhor parte da lembrança, a lembrança realmente feliz aconteceu mais tarde, durante o jogo. Era a final, Corvinal x Lufa-Lufa, e era o dever da americana de cabelos estranhos capturar o cisco dourado que atravessava a partida voando. Longos minutos de jogo e gols já haviam saído para ambos os times. A disputa estava acirrada na partida e na captura do pomo também. Jones disputava pelo pomo com uma garota lufana e as duas estavam realmente perto de capturar aquele objeto dourado. Foi em uma curva fechada que a apanhadora do time amarelo perdeu o controle da vassoura e ficou para trás. Foi a abertura de Sam para fechar os dedos e sentir na palma de sua mão o ouro gelado se agitando. Toda a torcida azul comemorou, foi isso que encheu o corpo da pequena Samantha Jones de alegria.

— Será suficiente? — pensou alto, com os olhos cheios de alegria. Levantou a varinha no alto e apontou para a frente, esperando ver qualquer criatura saindo dali em uma cor cinza-azulado. Expecto Patronum


Aprendizado do feitiço Expecto Patronum
Post 002: primeira tentativa
Aprendizado conjunto com Julie Reinheart [pri]
Conrad Addington
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Brandon Flynn
.cafe
 
Reg.: 27 de Aug de 2012
Últ.: 22 de May de 2020
  • Mensagens: 167
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 11 Pts.
  • 15 Pts.
  • 87 Pts.

Postado Por: Frango.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemEstados Unidos [#114752] por Julie Reinheart » 06 Jan 2013, 12:01

  • 19 Pts.
  • 15 Pts.
  • 81 Pts.
De olhos fechados a morena tentava afastar a lembrança de sua primeira visita àquela praça, mas sem muito sucesso, estar sentada em frente a placa onde podia-se ler em lindas letras o nome da praça não ajudava muito, afinal ela conseguia se lembrar nitidamente da pequena placa que se iluminava durante a noite para que todos pudessem ler o nome.

Para seu alivio Samantha chegou tirando-a de seu transe antes que a morena pudesse mergulhar mais profundamente em suas memórias e se isso acontecesse ela tinha certeza que não conseguiria uma lembrança feliz para praticar o feitiço do patrono. - Não se preocupe com o atraso. - Julie disse ao ouvir as desculpas de sua funcionária. A mulher se levantou tirando sua varinha de dentro do bolso de seu casaco, tirou o casaco colocando-o sobre o banco no qual estava sentado e posicionou-se de costas para a placa "Praça Esperança". - Não será nada facil. - Julie completou o que Jones havia dito e esperou que a mulher executasse seu feitiço primeiro.

E então Julie se concentrou buscando em sua memória alguma cena de seu passado que pudesse considerar feliz e então lembrou de um acontecimento em sua época de escola. A pequena Sly estava correndo pelos corredores da escola carregando todos os livros que pode encontrar na biblioteca para fazer as tarefas do primeiro ano, ela queria chegar às masmorras, antes de a sineta que indicava a hora do jantar tocar, para poder guardar seus livros. Um tanto desajeitada a menina virou um dos corredores, já próxima a masmorra e esbarrou em alguém e deixou todos os seus livros caírem no chão.

A menina murmurou um "Desculpe" e correu para pegar os livros que havia caído no chão esperando que a pessoa com quem trombou achasse ruim ou brigasse com ela, mas isso não ocorreu, ao invés disso o menino também do primeiro ano da Sly abaixou e começou a ajudá-la a recolher os livros. Julie olhou para ele um tanto espantada, mas o menino que apenas sorriu e se ofereceu para ajudá-la a carregá-los. Neste instante a pequena sorriu timidamente para ele e seu instinto lhe dizia que aquele seria o começo de uma verdadeira amizade.

Com esse pensamento Julie deu um sorriso tímido e estendeu esperando que essa memória fosse o suficiente para conseguir executar o patrono. Segurando firme a varinha a morena pronunciou o feitiço: Expecto Patrono - E esperou ansiosa que aquela fosse uma tentativa bem sucedida.


Aprendizado Expecto Patrono
Post 02 - Primeira Tentativa
Julie Reinheart
Mundo Mágico
Avatar do usuário
In fact you can keep everything, except for me!
 
Reg.: 21 de Mar de 2012
Últ.: 10 de Nov de 2016
  • Mensagens: 101
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 19 Pts.
  • 15 Pts.
  • 81 Pts.

Postado Por: Pri.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemInglaterra [#115003] por Conrad Addington » 09 Jan 2013, 23:13

  • 18 Pts.
  • 9 Pts.
  • 150 Pts.
Samantha não podia imaginar que a lembrança daquele jogo de quadribol fosse o suficiente para realizar um patrono. Da ponta de sua varinha não saiu um patrono corpóreo mas sim uma barreira branca-prateada, como ela esperava, que projetou-se no ar e fez com que Jones sorrisse, satisfeita com sua primeira tentativa efetiva. Ela sabia que um patrono corpóreo não iria ser conjurado na primeira tentativa, e sim um patrono-escudo. Quando seu escudo se esvaziou com o vento ela observou se a tentativa de Julie havia sido efetiva e a resposta era sim: um escudo esbranquiçado em forma de fumaça consistente pairava no ar com uma ligação na ponta da varinha, e Reinheart parecia contente consigo mesma quando viu o resultado.

Jones sorriu e abaixou o braço em forma de contentamento.
— O corpóreo vem depois de duas ou três tentativas, não é? — perguntou sorrindo e esperou a respostas calma da chefe. Sem perceber a negra pegou-se observando as letras que constituíam a placa com o nome do local: Praça Esperança. Ela imaginava que, por ser aquele lugar um lugar bruxo, pessoas haviam passado bons momentos por ali? Poupou-se de perguntar à Julie por não querer receber uma resposta negativa, e então começou a nadar em volta de uma árvore. — Vamos mais uma vez, pra ter certeza? — e abaixou a cabeça observando o salto alto em seus pés. Quando levantou novamente e observou a chefe, esta ja estava com a varinha no alto. Jones seguiu seu exemplo e levantou o braço, colocando-o em direção ao brilho cegante do sol. Chegou a pensar em desenterrar uma outra memória de seus anos em Hogwarts, mas abandonou a ideia quando lembrou-se de cada detalhe do jogo de quadribol mais feliz de sua vida. Mas, por um instante, ela se lembrou de outra coisa, em seu quinto ano.


    Eles estavam la, sentados nos degraus de um dos corredores do segundo andar do castelo, Ela, Samantha Jones, de um lado, com os braços no colo, e ele, Mark Hooligan, com a cabeça abaixada, envergonhado. — Você vai me desculpar? — murmurou ele, sem levantar o rosto e fitar os olhos da morena. Ela assentiu com a cabeça e falou baixinho: — Se você fizer por merecer... — ouviu a resposta do garoto em forma de pergunta, ele queria saber o que deveria fazer pra receber o perdão da menina. Ela respondeu tão baixo que ele não pode ouvir, e então aproximaram-se. Jones tomou a iniciativa, levando seus lábios em direção aos do menino, e Mark apenas fechou os olhos, esperando Samantha alcançar seu alvo. Quando se encontraram, os dois pareciam voar, pareciam estar na lua. Sam não queria se soltar do menino tão cedo, ela esperaria apenas o clima terminar, ela passaria a noite toda pensando no que fez. Não estavam no lugar que deveriam estar, deveriam estar em suas camas, cada um deles em sua sala comunal. O beijo fazia com que ficassem loucos, perdidos, desvencilhados do tempo, e isso fizera com que nem notasse a aproximação do zelador. Quando este soltou um berro eles correram, correram de mãos dadas em direção à sala comunal da Corvinal e lá, e um pufe, eles continuaram aquilo tudo.

Ela fechou os olhos sorrindo. Mark havia sido alguém que, se Samantha encontrasse novamente, certamente ficariam juntos. — Expecto Patronum


Aprendizado do feitiço Expecto Patronum
Post 003: segunda tentativa
Aprendizado conjunto com Julie Reinheart [pri]
Conrad Addington
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Brandon Flynn
.cafe
 
Reg.: 27 de Aug de 2012
Últ.: 22 de May de 2020
  • Mensagens: 167
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 18 Pts.
  • 9 Pts.
  • 150 Pts.

Postado Por: Frango.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemEstados Unidos [#115060] por Julie Reinheart » 10 Jan 2013, 22:53

  • 9 Pts.
  • 11 Pts.
  • 154 Pts.
Julie se sentiu confiante enquanto via um grosso fio prateado sair de sua varinha e formar uma nuvem grossa a sua frente. Sua memória havia sido suficiente para conseguir a primeira tentativa, mas será que as outras teriam esse mesmo poder? Respirou fundo e resolveu pensar que conseguiria alcançar seu objetivo ali. Olhou para Jones que a observava e respondeu a pergunta da mesma: - Sim, o corpóreo vem após três tentativas bem sucedidas. - A morena em seguida seguiu o olhar da funcionária que pairou sobre a placa com o nome da praça e sentiu um leve desconforto percorrer seu corpo.

Tentando não pensar novamente no passado que a fez conhecer aquela linda praça Julie se virou, evitando olhar para a placa e observou enquanto Jones dava alguns passos e se preparava para fazer a segunda tentativa do feitiço. Julie então resolveu fazer o mesmo, deu alguns passos de um lado para o outro tentando pensar em alguma de suas lembranças e logo mais uma vez ela se viu em Hogwarts, agora no segundo ano. Ela se via sentada na mesa da Sonserina olhando freneticamente para a porta esperando que seu melhor amigo Ethan aparecesse, pois ele havia passado as férias de natal em casa e ainda não havia voltado. E então seus olhos verdes encontraram os olhos cor de mel do rapaz que estava parado na porta do Salão Principal procurando pela mesma. Ambos abriram um sorriso enorme e o menino saiu correndo em direção a Julie que se levantou e correu alguns passos para abraçar o amigo.

Depois ambos foram se sentar à mesa novamente e Ethan contou para a morena as novidades e os lugares que visitou no natal com a família, e por fim, num ato um tanto envergonhado, entregou para ela um presente de natal, pois sabia que a menina não recebeu nada da família, assim como no ano anterior. A pequena Julie ficara emocionada pelo amigo ter lhe dado um presente e ficou um tanto envergonhada, pois os pais não lhe davam dinheiro para que ela pudesse comprar alguma coisa para ele.

"Ele foi o único amigo que tive em minha vida" Ela pensou com um sorriso nos lábios enquanto sentia novamente o teor daquele abraço de anos antes e de uma amizade que poucos veem por ai. Com essa energia ela segurou firme a varinha e se preparou para tentar mais uma vez o feitiço que estava ali para aprender. Expecto Patrono - Disse a morena com convicção de que aquela memória seria suficiente para conseguir mais uma vez executar o feitiço.


Aprendizado Expecto Patrono
Post 03 - Segunda Tentativa
Julie Reinheart
Mundo Mágico
Avatar do usuário
In fact you can keep everything, except for me!
 
Reg.: 21 de Mar de 2012
Últ.: 10 de Nov de 2016
  • Mensagens: 101
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 9 Pts.
  • 11 Pts.
  • 154 Pts.

Postado Por: Pri.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemInglaterra [#115857] por Conrad Addington » 23 Jan 2013, 22:10

  • 13 Pts.
  • 9 Pts.
  • 102 Pts.
Mais uma vez um escudo prateado saiu da ponta da varinha da negra, isso fez ela sorrir com satisfação e então observar se a chefe havia conseguido. A resposta era sim, a mesma coisa aconteceu na varinha de Julie e então as duas sabiam que mais uma tentativa válida e elas estariam prontas para invocar um patrono corpóreo. Ambas sabiam que ter conhecimento do feitiço do patrono lhe proporcionariam um meio rápido e fácil de se comunicarem com o ministério, além de que não teriam problemas com dementadores a partir daquele momento. A morena Jones sorria de satisfação, estava realmente feliz com seu desempenho, duas tentativas, dois acertos, isso significava alguma coisa?

— Acho que estamos indo bem, Sra. Reinheart... — comentou de lado a obliviadora. Ela não tinha uma relação muito visível com a chefe pois esta era alguém que aparentemente não falava muito, isso dificultava as coisas pelo ponto de vista de Samantha. Não podia dizer se a chefe era fria: parecia uma boa pessoa mas elas nunca conversaram algum assunto que não fosse trabalho. Mas a negra respeitava isso, sabia que cada um nasce de um jeito. — Vamos mais uma? Desta vez qeuro ver alguma criatura saindo da minha varinha...

Para aquela tentativa especial ele não tentaria uma lembrança especial, ficaria com aquela mesma, de seu primeiro beijo. Se havia funcionado uma vez com certeza funcionaria novamente, por isso ela preferiu não arriscar. Desta vez tentou focar em todos os detalhes do que sentiu quando os lábios de Mark tocaram sua boca. Hoolingan havia sido alguém muito importante em sua vida, desde que eles se conheceram em Hogwarts. Infelizmente perderam o contato quando se formaram de depois disso nunca mais se viram. A morena não escondia para si mesma que ela morria de vontade de ir para a Romênia, onde residia agora o Sr. Hoolingan, mas ela não sabia porque mas algo lhe impedia de fazer isso, algo lhe dizia que não deveria ir para a casa do "amigo".

Por fim ela levantou a varinha na altura dos ombros e apontou para a frente na direção de uma árvore ao longe. As sombras da praça se estendiam cada vez mais, o tempo ia passando e logo mais a noite ia tomar o céu. Elas precisavam se apressar, Sam tinha programas para a madrugada. — Expecto Patronum — esperava que desse certo...
Conrad Addington
Mundo Mágico
Avatar do usuário
Brandon Flynn
.cafe
 
Reg.: 27 de Aug de 2012
Últ.: 22 de May de 2020
  • Mensagens: 167
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 9 Pts.
  • 102 Pts.

Postado Por: Frango.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemEstados Unidos [#115868] por Julie Reinheart » 23 Jan 2013, 23:34

  • 7 Pts.
  • 14 Pts.
  • 118 Pts.
Mais uma vez Reinheart observou o fio prateado sair de sua varinha e pairar por instantes em sua frente formando um tipo de escudo que ela sabia era muito eficaz contra dementadores. A morena já vira algumas dessas criaturas e para o desespero da mulher já sentira o famoso Beijo do Dementador que a tormentou por vários dias. A sensação de gelado invadindo seu corpo enquanto sentia sua felicidade se esvaindo aos poucos.

A morena estremeceu como se sentisse novamente o gelado dos dementadores invadir o seu corpo. Chacoalhou a cabeça esperando que essa lembrança fosse embora porque ela ainda tinha mais uma tentativa para fazer e precisava que sua mente se concentrasse nas poucas memórias felizes que possuía no meio de um passado conturbado e cheio de medo, tristezas e desespero.

- Sim, parece que estamos indo bem, mas não podemos cantar vitória ainda... - Respondeu ao comentário de Samantha e sorriu timidamente quando a mulher fez menção ao formato corpóreo de seu patrono, ela estava ansiosa para saber qual seria e Julie se pegou pensando que também estava curiosa para saber qual seria o formato de seu patrono. - Vamos mais uma. - Comentou mais para si do que para responder o que Jones havia dito e então respirando fundo e tentou pensar em mais uma lembrança que poderia ajudá-la na execução do feitiço.

Dessa vez ela estava mais velha, uns dezesseis anos e novamente passava o natal sozinha em Hogwarts, porém na manhã de natal ela teve um único presente que a fizera feliz naquela ocasião. Seu padrinho Hadagast fora visitá-la no castelo obviamente escondido para evitar qualquer alarde e principalmente que os pais da garota soubessem dessa visita. As visitas dele não eram muito constantes, já que Robert o proibira de ver a menina.

Ela correu e o abraçou, ambos estavam no meio de um corredor vazio e para maior comodidade procuraram uma sala vazia e entraram para poder conversarem um pouco já que Hadagast não tinha muito tempo para ficar ali. Julie adorava o padrinho e aproveitava o máximo as visitas curtas que ele conseguia fazer a ela.


E com esse pensamento a morena resolveu arriscar mais uma tentativa e fazendo o floreio correto de varinha pronunciou com sua voz clara as palavras necessárias para executar aquele feitiço. Expecto Patrono - E esperou paciente para saber se o feitiço havia sido efetivo ou não.


Aprendizado Expecto Patrono
Post 04 - Terceira Tentativa


Citados:Hadagast Whittworth
Editado pela última vez por Julie Reinheart em 27 Jan 2013, 21:18, em um total de 1 vez.
Julie Reinheart
Mundo Mágico
Avatar do usuário
In fact you can keep everything, except for me!
 
Reg.: 21 de Mar de 2012
Últ.: 10 de Nov de 2016
  • Mensagens: 101
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 7 Pts.
  • 14 Pts.
  • 118 Pts.

Postado Por: Pri.


Re: Praça Esperança || São Paulo || Brasil

MensagemInglaterra [#115968] por Hadagast Whittworth » 25 Jan 2013, 10:56

  • 5 Pts.
  • 19 Pts.
  • 133 Pts.
Julie Reinheart e Samantha Jones aprenderam o feitiço com efetividade.

Expecto Patronum
Feitiço: Expecto Patronum[dano: 35]; [dificuldade: 18];
Descrição: Ser de luz que protege o bruxo de Dementadores e Mortalhas-Vivas. É branco-prateado e sua forma varia de acordo com cada bruxo. O encantamento para sua criação é Expecto Patronum e o bruxo tem de estar pensando numa lembrança muito feliz para conseguir executá-lo. Sendo assim, o Patrono é uma reprodução da felicidade da pessoa, mas como não é um ser humano, os Dementadores não podem vencê-lo.
Imagem
Hadagast Whittworth
Chefe de Departamento
Avatar do usuário
O que seria do vilão se não existisse o mocinho?
 
Localização: Godric's Hollow
Reg.: 27 de Mar de 2008
Últ.: 30 de Apr de 2020
  • Mensagens: 1084
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 5 Pts.
  • 19 Pts.
  • 133 Pts.

Próximo

Voltar para Américas

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes