Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Felicidade Jian-Yin Lee 2646 23/05/2020 às 22:05:02
Recomeço Jian-Yin Lee 5002 13/03/2020 às 16:50:15
22/02/2020 Duncan Cullen 5334 22/02/2020 às 15:27:50
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 9270 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 8759 22/11/2018 às 18:19:24

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

- Loft Osamu - [Londres/Inglaterra]

Re: - Loft Osamu - [Londres/Inglaterra]

MensagemJapao [#156551] por Hideki Osamu » 03 Fev 2016, 09:51

  • 4 Pts.
  • 8 Pts.
  • 68 Pts.
    Uma das melhores coisas de se morar em um bairro trouxa qualquer era encontrar certas coisas que não se via no mundo bruxo. Uma dessas coisas era a comida diferente do tal restaurante que havia inaugurado a pouco no quarteirão. Depois de alguns minutos selecionando o que eu já havia experimentado e aprovado anteriormente, voltava para o apartamento com duas sacolas enormes. No fundo ainda achava que talvez aquilo não fosse comida suficiente, pensava que se enfiasse comida no loiro até ficar farto o perigo a noite seria bem menor.

    Antes de entrar no prédio pude conferir o céu de fim de tarde que começava a ficar levemente avermelhado para logo mais escurecer. No fundo o receio do que aconteceria ali naquela noite pairava em minha mente, mas não daria para trás e mesmo que Nikolai já estivesse acostumado com suas transformações ao menos daquela vez não deixaria que estivesse sozinho e talvez nunca mais dali pra frente.


    - Pensei que ainda estaria dormindo.- Sorri ao abrir a porta e ver o outro acordado e pelo seu rosto parecia inegavelmente mais calmo. – Pular fora?-Não contive o riso um pouco tenso, talvez para qualquer pessoa normal aquela fosse a melhor escolha. Depositei as sacolas sobre a mesa enquanto tirava as caixas onde haviam sido embaladas. – Trouxe comida mexicana, já experimentou? É bem diferente.- Segui até a geladeira pegando uma jarra de suco e dois copos no armário. Sentando a mesa e retribuindo o selinho do loiro para só depois notar a camisa que ele vestia. – Ah, por um minuto pensei que eu estivesse ficando daltônico porque sua camisa era de outra cor.- Não fazia a menor ideia de que tinha aquela camisa no meu guarda-roupas. – Não tem problemas se ela rasgar, sério.- Peguei uma boa porção de tacos e servi em um prato, entregando em seguida ao loiro, esperando sua reação quanto ao sabor da culinária diferente.

    Estava ainda um pouco apreensivo e me esforçando em não demonstrar aquilo para o loiro, não havia nem mesmo aproveitado direito a comida empurrando quase a força meio burrito só para não dizer que não havia comido. E antes mesmo que Nik terminasse de esvaziar o seu prontamente lhe servi mais uma boa porção desta vez de burritos. Como havia dito antes, empurraria o máximo de comida possível para o outro. Servi o suco na mesa nos dois copos e voltei minha atenção paras as desculpas de Nikolai.
    – Na verdade eu deveria ter perguntado antes como você queria esse coelho.- Dei um sorrisinho de canto balançando a cabeça enquanto o loiro prosseguia para só então me aproximar mais deste, arrastando minha cadeira até ficar colado na sua. Levei a mão até a nuca do loiro acariciando seus cabelos e encarando aquele par de olhos castanhos com uma feição séria em meu rosto. – Você não entendeu Nik. Eu quero que você fique. Eu pedi para que você ficasse. Não imagino o quanto seja difícil você passar por isso, não conheço muita coisa a respeito, mas se estamos juntos não seria também nos momentos difíceis? Acho que eu mereço fazer parte desse lado da sua vida, e você não merece que eu te abandone todo mês trancado sozinho em seu apartamento por medo.- Respirei fundo, debruçando para beijar a bochecha do outro e afagar seus cabelos. – Vai dar tudo certo, fique tranquilo já falei.- Sorri calmo, empurrando o prato de comida para perto do outro. – Agora termine de jantar.- Não sabia realmente se daria tudo certo, mas por via das dúvidas manteria minha varinha bem próxima.

    Os minutos que se arrastaram após o jantar era quase como uma despedida minha, aproveitava cada carícia do outro enquanto aninhava-o em meu peito vez ou outra dando um beijo em seus cabelos desgrenhados. Queria inalar o máximo daquele perfume e abraçar o máximo que pudesse o loiro caso algo realmente desse errado aquela noite e por ventura eu já não estivesse mais ali na manhã seguinte.

    Senti o loiro se mexer aparentemente desconfortável, então era hora. Senti um aperto no peito ao ver o mais novo tremendo sentado no sofá, não queria deixá-lo sozinho, se dependesse de mim continuaria sentado ali o abraçando enquanto tudo acontecia mais havia lhe feito uma promessa.
    – Até amanhã.- Dei um sorriso de canto ainda sentindo que me despedia definitivamente do outro. Levantei pegando rapidamente o coelho que estava dormindo embolado embaixo da mesinha de centro e subi correndo as escadas.

    Procurei um lugar melhor para colocar o coelho, apanhei um lençol mais fofo e providenciei rapidamente uma caminha para o animal dentro do Box do banheiro, trancando a porta em seguida. O silêncio que agora tomava conta do apartamento fora quebrado por um rosnado baixo. Respirei fundo levando a mão até o bolso da calça onde estava varinha caso fosse preciso usá-la, nunca faria mal a Nikolai mais se o lobo tentasse me atacar no mínimo tentaria prendê-lo se pudesse. Aproximei-me em passos lentos até a sacada do quarto onde podia ter uma visão da sala e procurei um tanto curioso pelo animal que estaria no andar de baixo.

    Ao dar um passo para trás a fim de me esconder novamente, acidentalmente esbarrei a perna na mesinha de cabeceira fazendo o abajur cair. Congelei estático no lugar esperando não ter sido ouvido pela fera, porém havia sido descoberto.
    "-Mer*a!-" Aquele latido grosso fez um frio percorrer minha espinha eriçando todos os pelos do meu corpo. Corri para um canto do quarto, respirando fundo e tomando coragem para encarar o animal enquanto ouvia suas unhas arranharem o piso da escada correndo.

    Enchi o peito observando o lobo de pelagem branca surgir no topo na escada. Encarei aquele par de olhos hipnotizantes enquanto lentamente o lobo se aproximava. Seria mentira se dissesse que não sentia medo naquele momento, por dentro tremia com a esperança de que de alguma fora o loiro estivesse realmente ciente do que se passava ali, ou que pelo menos me reconhecesse. Movi o corpo vendo o lobo a minha frente também reagir parando de andar, deixei a mão direita próximo ao bolso da calça onde estava a varinha e estendi a mão esquerda para que o animal cheirasse. Desviando meus olhos dos olhos do lobo para seus dentes salientes, esperando a reação do animal.
Spoiler: Mostrar
Imagem
Hideki Osamu
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Kim Jaejoong
 
Reg.: 06 de Feb de 2015
Últ.: 07 de Aug de 2020
  • Mensagens: 145
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 4 Pts.
  • 8 Pts.
  • 68 Pts.

Postado Por: Jack.


Re: - Loft Osamu - [Londres/Inglaterra]

MensagemRomenia [#156604] por Nikolai Weylin » 03 Fev 2016, 18:07

  • 12 Pts.
  • 12 Pts.
  • 65 Pts.
Imagem

The wrong
kind of gift
Parte V


Encarei aquele humano com alguma curiosidade, mais uma vez inclinando a cabeça para o lado de modo curioso, fechando por fim a boca a fim de farejar o ambiente, levando o focinho rente ao chão antes de levanta-lo a fim de cheirar o ar. Sim, alguma coisa naquele cheiro fazia meu pulso acelerar, o coração bater rápido, animado e ansioso... Eu o conhecia, aquilo era fato. Me aproximei de maneira lenta, um tanto hesitante a fim de cheirar-lhe a mão esticada com cuidado, semicerrando os olhos por alguns instantes antes de me aproximar mais, de modo mais bruto e lhe lamber os dedos com afeição, sentindo neles ainda algum resquício do jantar e um gosto engraçado de coelho.

Empurrei a cabeça contra sua mão, prosseguindo até esfregar o focinho no joelho do humano, choramingando baixo em um momento de curiosa carência. Não há nada que eu pudesse fazer para controlar o sentimento, era solitário, sempre estava sozinho em noites como esta, logo ter alguém junto comigo, ainda mais alguém com cheiro tão familiar era fantástico. Inalei profundamente uma vez mais, me forçando a vasculhar a mente para lembrar. “Eu sei quem é...” O som de meus próprios pensamentos me fizeram arregalar um pouco os olhos, abaixando as orelhas contra a cabeça, um tanto alarmado.

Aquilo nunca tinha acontecido antes... Entrar nesse tipo de sintonia, estarmos os dois juntos ali dentro. Era engraçado, era bom. Era... gostoso, por assim dizer. Fazia com que eu me sentisse vivo. Abanei mais o rabo, tomando consciência de tudo aquilo que compunha meu novo corpo, me esfregando na lateral da perna de... “Hideki. É esse o nome dele. É isso... É isso!” Estava em êxtase. Pulei em cima da cama, aquela típica vocalização aguda, um tanto animada, me escapava enquanto o encarava, feito um filhote crescido procurando alguma coisa para brincar. Bastou que ele se aproximasse para que eu pulasse no chão novamente, fugindo de maneira brincalhona e latindo mais uma vez, procurando alguma coisa que pudesse usar como um brinquedo em potencial.

A primeira coisa que vi pela frente foi um par de meias enroladas colocadas dentro de um sapato, que tinha o formato exato de uma bolinha e que eu prontamente capturei. Abaixei o peito contra o chão, segurando a bolinha de meia entre os dentes, tinha a cauda erguida e balançando de um lado para o outro em uma pose que certamente o convidava a brincar. É, eu era um... cachorro de madame. Quase isso, mais para um Marley da vida... mas enfim.


Narrador, -Falas- e doces "Pensamentos" .
Tagged:
Interagindo com: Hideki Osamu
Notas: Woof.
Imagem
Nikolai Weylin
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Evan Peters
Eu sou o caçador.
 
Reg.: 12 de Feb de 2015
Últ.: 30 de Jul de 2020
  • Mensagens: 181
  • Nível:
  • Raça: Lobisomen
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 12 Pts.
  • 12 Pts.
  • 65 Pts.

Postado Por: Todd, Sweeney.


Re: - Loft Osamu - [Londres/Inglaterra]

MensagemJapao [#156778] por Hideki Osamu » 05 Fev 2016, 12:44

  • 3 Pts.
  • 19 Pts.
  • 18 Pts.
    Podia ouvir meu o pulsar do meu coração em meus ouvidos devido ao silêncio que pairava no ar. Senti o focinho gelado e úmido do lobo tocar meus dedos, e por um momento num movimento mais brusco, dei um passo para trás achando que fosse ser mordido até perceber que não. E um certo alívio tomava conta de mim agora finalmente me dando a liberdade de respirar tranquilo. De alguma forma Nik estava ali.

    Meus dedos percorriam sutilmente pelos brancos e grossos da cabeça do lobo até suas costas enquanto ainda era farejado pelo mesmo. E quando este começou roçar pelas minhas pernas pude entender que de fato o loiro estava consciente.
    “Ele lembra de mim?” Franzi o cenho curioso vendo o animal assustadoramente grande pular na cama aparentemente querendo brincar como um cachorrinho de estimação. – Você quer...- Tentei me aproximar e assustei novamente voltando a ficar tenso com o lobo pulando no chão, mas logo voltando a relaxar respirando fundo. Iria demorar um pouco até realmente me acostumar com aquilo.

    Observei o lobo roubar um par de meias de dentro de um sapato.
    “Okay ele quer brincar.” . Nunca havia tido um cachorro, se bem que aquilo não era a mesma coisa, mas enfim, ele queria brincar. E pensar em animal de estimação me fez lembrar do coelho trancado no banheiro. Nik poderia estar calmo daquele jeito, mais sabe la Deus o que poderia acontecer caso aquele coelho acordasse e começasse a fazer barulho, o que aquele lobo poderia fazer, e o pior... O que Nikolai poderia fazer no outro dia, o loiro me mataria se deixasse o lobo comer o filhote de coelho.

    - Me da?- Aproximei-me novamente pegando a bolinha de meias da boca do lobo com receio daqueles dentes. Balancei a mão de um lado para o outro atiçando o canino. Mirei as escadas e arremessei a bolinha escada afora. Seria melhor leva-lo para o andar de baixo longe do Lanche ou realmente o lanche acabaria sendo o lanche da noite.

    E assim que o lobo seguiu a bolinha escada a baixo acompanhei correndo para que ele não subisse novamente. Aquela situação era um pouco engraçada pra não dizer tensa. Procurei verificar se as cortinas estavam bem fechadas, em seguida me sentando no sofá, para só então mais calmo poder observar o ‘animal’ a minha frente brincando com sua bolinha, dando algumas cambalhotas pelo chão e voltando em minha direção subindo no sofá. Peguei a bolinha de sua boca novamente enquanto levava a mão até seu pelo o acariciando.

    Afundei meu corpo no sofá, recostando a cabeça no encosto. Percorri os olhos pelo ambiente em seguida novamente para o lobo deitado com a cabeça em meu colo. Afagava as orelhas grandes e peludas do lobo enquanto pesava comigo mesmo como faria para mante-lo quieto anoite toda. Meu apartamento era definitivamente menor que o do loiro e talvez ali não fosse um bom lugar para se ter um animal tão grande preso.

    Aquela seria uma longa... longa noite.
Spoiler: Mostrar
Imagem
Hideki Osamu
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Kim Jaejoong
 
Reg.: 06 de Feb de 2015
Últ.: 07 de Aug de 2020
  • Mensagens: 145
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 3 Pts.
  • 19 Pts.
  • 18 Pts.

Postado Por: Jack.


Re: - Loft Osamu - [Londres/Inglaterra]

MensagemRomenia [#157214] por Nikolai Weylin » 10 Fev 2016, 19:50

  • 9 Pts.
  • 16 Pts.
  • 89 Pts.
Imagem

The wrong
kind of gift
Parte VI


Um rosnado baixo me escapou com a aproximação do outro, no entanto soltei a bola de meia, sapateando um pouco no lugar antes de me lançar em direção as escadas quando a bola de meia fora arremessada em sua direção. Me bastaram alguns instantes apenas para encontrar o objeto esférico, capturando-o entre os dentes e tropeçando algumas vezes, brincando sozinho no mesmo lugar até que o japonês se sentou no sofá, voltando em sua direção alegremente e me largando no sofá junto do rapaz.

Um leve choramingar me escapou os pulmões e eu fechei os olhos por alguns instantes, apreciando aquele toque delicado e gentil com um leve abanar de rabo, que fazia um som engraçado contra o sofá, como uma leve percussão. Me aninhei junto dele, lhe lambendo os dedos com alguma afeição, antes de levantar a cabeça e então atacar a face do outro com esses beijos quentes, esfregando o focinho contra a bochecha do moreno, tentando me encaixar em seu colo, mesmo que aquilo parecesse uma missão perto do impossível e hilário, para se dizer o mínimo.

A noite passara assim então, comigo importunando o rapaz de cinco em cinco minutos para brincar, para beber alguma coisa, para comer qualquer lanchinho (não era a toa que eu estava ficando gordinho). Segui assim até as quatro da manhã, onde o tédio finalmente me ceifou a energia e o cansaço fez com que o outro adormecesse no sofá e eu, como um bom cãozinho, me juntei a ele, dando um jeito de deitar junto (e um tanto em cima) de Hideki.

E foi assim que permaneci, até que as dores e movimentos convulsivos da transformação voltaram a atacar meu corpo e eu choraminguei alto mais uma vez, tropeçando no garoto que acordava no susto com os sons que me escapavam de maneira inconsciente. Uma ameaça sonora me escapou quando ele, no calor do momento, tentara me confortar. Fugi, me arrastando, de volta para a cozinha onde havia passado a transformação anterior.

De novo eu era assombrando por aquele som doentio de estalar de ossos, sofrendo quando os mesmos se moldavam mais uma vez de volta ao formato humano que me era a forma original. Sinceramente os sons que me escapavam faziam que toda a cena parecesse ainda mais como uma cena de terror, uma tortura incessante... Me debatia um pouco, rosnando para o nada, como se culpasse até mesmo o ar por aquela maldição. Inalei profundamente, grudando as orelhas contra o crânio e respirando fundo até que tudo que restava no chão era a minha forma humana, nua, e ainda dolorida contra o chão frio.

“Eu quero morfina...” Era o que me atravessava a mente enquanto eu, ainda um tanto atordoado, recuperava meus sentido. “Que?” A voz do meu namorado me soava estranha por um instante e eu, mais uma vez, fechei os olhos com força, massageando as têmporas. – Eu estou bem... – Esbocei um sorriso cansado. – Me ajuda aqui... – Coloquei a camiseta largada por ali na noite anterior. – Preciso de um... banho... E de um bom dia de sono. – Olhei pra ele, pelo jeito que ele estava imaginava que ele também. – E você também, não é? – Lhe beijei a bochecha. – Desculpa... mas... adorei estar perto de você. Não fiz muita bagunça, fiz? – Perguntei, me apoiando um pouco no rapaz enquanto o mesmo me ajudava no caminho de volta para cima.


Narrador, -Falas- e doces "Pensamentos" .
Tagged:
Interagindo com: Hideki Osamu
Notas: Woof. Terminando aqui <3
Imagem
Nikolai Weylin
Funcionário do Hospital TvH
Avatar do usuário
Evan Peters
Eu sou o caçador.
 
Reg.: 12 de Feb de 2015
Últ.: 30 de Jul de 2020
  • Mensagens: 181
  • Nível:
  • Raça: Lobisomen
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 9 Pts.
  • 16 Pts.
  • 89 Pts.

Postado Por: Todd, Sweeney.


Anterior

Voltar para Europa

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 7 visitantes