Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Felicidade Jian-Yin Lee 162 23/05/2020 às 22:05:02
Recomeço Jian-Yin Lee 1978 13/03/2020 às 16:50:15
22/02/2020 Duncan Cullen 2342 22/02/2020 às 15:27:50
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 6417 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 5813 22/11/2018 às 18:19:24

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#184692] por Afrodite Hatzimichalis » 02 Jul 2018, 09:41

  • 16 Pts.
  • 13 Pts.
  • 40 Pts.
- Aonde aquela coisinha resolveu se enfiar? Novamente estava se escondendo de mim? - Falava sozinha, já que meu irmão gêmeo parecia me ignorar novamente (hábito que eu começava a querer dar fim, mas aguentaria um pouco mais, só para ver aonde chegaria), enquanto saia da janela do quarto, em busca da Hatzimichalis de cabelos brancos. Claramente Athena fugia de mim e mesmo que negasse, isso não me faria acreditar. Tudo bem, eu havia ficado mais colada na menina, porém, tinha mais do que motivos para isso! A MINHA IRMÃ QUASE MORREU NAQUELA PORCARIA DE ESCOLA! Eles tinham alguma noção que somente sangue do meu sangue (entenda-se aqui como EU) poderiam tocar naquele corpinho? Além do mais, eu precisava cuidar da beleza que faria Athena não perder a auto-estima, principalmente por conta de todos os machucados que estavam na pele branca dela. Era minha obrigação, como filha da deusa da beleza e irmã mais velha! E nem usando todos aqueles dons malucos dela lá, conseguiria fugir de mim para sempre! - Ela não perde por esperar! Preciso arrumar as roupas dela! - Peguei Vênus no colo e sai do dormitório, começando a andar pelo corredor de quartos e portas sem fim, tudo na caçada da mais nova.

Mantive a direção, com os ouvidos atentos para a possível voz da menor, enquanto acariciava os pelos brancos como neve de meu mascote. - NÃO ADIANTA SE ESCONDER, ATHENA! EU VOU ACHAR VOCÊ! - Gritei no meio do trajeto, só para o caso dela ouvir e tentar escapar pelas minhas mãos. Não ia fazer uma sessão de tortura com ela, até porque, sabia que poderia machucá-la e essa jamais foi minha intenção. Depois do acontecido ano passado, eu apenas queria ter certeza de que ela estava bem, mesmo longe de mim! E claro, nada melhor do que estar radiante e incrível com roupas perfeitas! Sem contar, que tinha aquele tal baile de máscaras e eu precisava terminar as vestes de todos os membros participantes. Outro motivo que me fazia querer encontrar e branquela, já que precisava das medidas dela. Como essa bichinha crescia rápido! Porém, naquele dia, eu precisava cuidar primeiro da pele e cabelos de Athena, porque não adianta nada roupas maravilhosas, se a menina não estava impecável.

O bom de ser conhecida como teimosa, era que quando minha vítima me encontrava sabia que não havia como escapar e foi justamente isso que aconteceu assim que cruzei o caminho de Athena. - Muito bem! Ainda bem que aprendeu! - Me aproximei de minha irmã, entregando-lhe Vênus enquanto ia para trás dela e começava a guiar a garota para o meu dormitório. - Como se isso fosse uma coisa terrível! Você é linda e, tem algum erro nessa ligação aí com os deuses! Porque não te mostram a realidade! - Falei para ela, dando um abraço por trás e a soltando em seguida. - Vamos cuidar desse ninho de ratos que você chama de cabelo, só para o início! - Expliquei, puxando uma cadeira e ignorando a presença de Ares. Se ele não ia me ajudar, que não atrapalhasse, oras! - Olha… você pode escolher se quer deixar ele nesse tom ou mudar… Qual é a escolha? - Mesmo sabendo que continuaria com a falta de cor, já que duvidava que Athena fosse querer clarear seus fios. Mas não importava, já estava feliz por finalmente conseguir cuidar dela! Era uma das minhas formas de dizer que a amava e que a protegeria.
Imagem
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Imagem
Afrodite Hatzimichalis
7° Ano Slytherin
Avatar do usuário
Romee Strijd
 
Reg.: 24 de Nov de 2013
Últ.: 27 de May de 2020
  • Mensagens: 475
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 16 Pts.
  • 13 Pts.
  • 40 Pts.

Postado Por: Niica.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#184836] por Athena Hatzimichalis » 11 Jul 2018, 02:03

  • 15 Pts.
  • 11 Pts.
  • 5 Pts.
A chave para manter Afrodite feliz era permitir que pudesse vestir-se, andar e fazer o que a mais velha desejasse. Athena preferia roupas simples, tons claros e que fossem condizentes com o clima agradável da Grécia e nem sempre eram similares ao que Afrodite preferia. Entretanto, os deuses estavam ao lado de sua irmã e a mais nova dos cabelos brancos sabia bem o que isso significava não incomodando-se com a conversa. Reservou-se o direito de permanecer calada, recitando mentalmente algumas runas para manter a paciência e a calma no meio de um mundo completamente desconhecido. Segurou com carinho o animal de estimação enquanto acariciava seu pelo e tocando na parte de trás de sua orelha. Sentiu sair do meio do casaco o tronquilho que havia ganhado dos deuses na Floresta Proibida se aproximar e também cuidar de Vênus.

- Eu não estou questionando ain... - Abriu um sorriso, algo incomum de se acontecer dentro de Hogwarts, ao ver que Afrodite estava mais determinada do que nunca. - Não devo ficar observando a mim mesma. O deus Narciso faz isso para nós duas, Afrodite. - Deixou-se ser guiada para o quarto dos gêmeos mais velhos, enquanto esperava que Ares estivesse por ali também. Isso aliviaria o peso, mas ao mesmo tempo poderia ser um fardo para o jovem que lhe havia salvado a vida. Alguns diriam que ela fora salva por um enorme grupo de pessoas, mas no fim das contas, só ele e vênus realmente demonstraram preocupação. E a professora Folwks, com a qual muito devia devido a joia da Sonserina. Sentiu o abraço por trás e logo riu de leve - Minhas madeixas foram lavadas em óleo ontem, Afrodite, por causa da visão dos deuses. Lembra? Eu ia os lavar hoje, mas descobri que você estava a minha procura.

Logo fora colocada em uma cadeira e em um pedido de desculpas a Ares, Athena virou-se para o espelho que nos últimos meses tentara ignorar. Pelo menos o irmão poderia preocupar-se em fazer mais coisas sozinho sem que a jovem Afrodite o interrompesse. - Lembra-se da ultima vez que tentou pintar meu cabelo e imediatamente voltou a ficar branco? Vamos manter como ele está. Ainda mais agora, está bem? - Virou-se para ela, com cuidado e tocou em suas mãos. Em um sinal calmo de agradecimento e que parecia tão significativo, voltou-se para frente, segurando o veneno que ainda carregava consigo que Ares havia criado. - Eu gostaria de ter ele mais longo, mas se achar que curto fica melhor, eu não me importo, na verdade. E também podemos ver os meus uniformes, eu cresci alguns centímetros comparada a Arthemis e Apolo, então é uma boa de ver. - Eram coisas que deixava sua mãe cuidar e sabia que a Deusa Hera sempre fazia o melhor para proteger a família Hatzimichalis e sua mãe. - Como posso te ajudar?
Imagem
Imagem
Athena Hatzimichalis
5° Ano Slytherin
Avatar do usuário
Kira Conley
 
Reg.: 01 de Mar de 2017
Últ.: 25 de May de 2020
  • Mensagens: 399
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 15 Pts.
  • 11 Pts.
  • 5 Pts.

Postado Por: Dih.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#185127] por Afrodite Hatzimichalis » 23 Jul 2018, 09:43

  • 13 Pts.
  • 15 Pts.
  • 10 Pts.
O costume de Athena em sempre colocar os deuses no meio de nossas conversas não me irritava tanto quanto antigamente. De alguma maneira, compreendia melhor toda a ligação que ela possuía com os ‘grandões’, e se isso a ajudava, eu que não ia atrapalhar. Sem contar que, se isso a fizesse controlar a língua e me deixar trabalhar numa boa, eu realmente não ia negar, porque só minha deusa mãe sabia o quanto eu sofria para cuidar da mais nova. - O óleo só serve para evitar que ele fique quebradiço, porém, sei que dá para tentar alguma coisa nova. - A frase era mais pra mim do que para minha irmã, porque sabia bem que mesmo se eu pintasse de laranja, a tinta não pegaria. Alguma coisa que os deuses prepararam só para Athena e que realmente atrapalhava a minha vida e todo o trabalho que eu gostaria de ter com ela. O branco dos fios dela não eram ruins, porém, ela precisava de um pouco mais de brilho e vida, tudo para tentar apagar um pouco as cicatrizes que aquela escola infernal causara nela. - Eu vou lavar e ver o que dá para fazer. Talvez dê para aumentar, mas uma coisa de cada vez. - Repliquei para a menor, que finalmente desejou ter cabelos mais compridos. Aquilo era música para meus ouvidos e fiquei ainda mais animada.

- O uniforme é o menor dos meus problemas, no caso, seu. Já tenho em mente o que farei para elevar o seu cosmo. Até mesmo na hora de seus rituais, vai ficar maravilhosa!- E claramente não contaria para ela o que tinha na cabeça. Deixaria que se transformasse numa grande surpresa, mesmo sabendo que isso não era bem a cara dela. Peguei alguns dos meus ‘equipamentos’ e comecei a passar um creme no cabelo de Athena. - Deixa eu terminar aqui e aí você pode pegar aquele livro de capa dourada. Tem as cores e tamanho das mechas que posso usar para deixar seu cabelo maior. Você pode escolher qual deseja e eu faço a mágica acontecer. - Dei uma piscadela, colocando uma quantidade um pouco maior de creme nas pontas brancas do cabelo de minha irmã. Todo cuidado era pouco e, mesmo que demorasse mais do que o normal, faria tudo devagar, pois sabia que Athena estava mais frágil do que já era. -Deixa eu perguntar.. os deuses te mostraram alguma coisa interessante? De preferência envolvendo nós não voltarmos para aquela escola patética? - Não, eu não esconderia meu desejo de nunca retornar para lá, principalmente para alguém que poderia descobrir por outros meios. Aquilo era jogo baixo, mas fazer o que? Prendi o cabelo de Athena, para que o creme pudesse trabalhar um pouco e, enquanto a mais nova seguia em direção ao caderno que falei mais cedo, limpei minhas mãos.

- Essa coisinha verde aí… colocou nome ou o que? Vênus só entende que não pode comer quando reconhece por nome… - Falava do pedacinho de madeira com braços que a grega possuía em suas vestes e que fazia minha cadelinha querer brincar e latir de forma anormal. Puxei o peludo para meu colo e acariciei sua cabeça, lugar aonde eu sabia que faria com que ele se acalmasse. - Posso fazer umas vestes para ele, se você quiser. Acho que ficaria legal, mas antes… Qual você quer? - Apontei para um tom cinza escuro, com pontos brancas como a neve, que deixaria o cabelo de Athena um pouco abaixo dos ombros. - Esse aqui deixará seu rosto mais fino e vai esconder levemente as cicatrizes de sua pele. Mas tem outros se preferir. O que acha?
Imagem
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Imagem
Afrodite Hatzimichalis
7° Ano Slytherin
Avatar do usuário
Romee Strijd
 
Reg.: 24 de Nov de 2013
Últ.: 27 de May de 2020
  • Mensagens: 475
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 13 Pts.
  • 15 Pts.
  • 10 Pts.

Postado Por: Niica.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#185912] por Hades Hatzimichalis » 17 Ago 2018, 14:11

  • 14 Pts.
  • 19 Pts.
  • 46 Pts.
    O dia mal amanhecera e Ares adentrara ao meu quarto com sua face seca. Levantara da cadeira soltando o livro sobre a mesa e o encarando por alguns segundos. A porta fechava rapidamente para que Afrodite não pudesse entrar ou qualquer outro irmão. Meus irmãos obedeciam muito bem quando exigia respeito e privacidade, inclusive quando algum deles adentram as profundezas do tártaro. – O que foi dessa vez? – Podia ouvir Thanos sussurrar no meu ouvido esquerdo avisando sobre Athena e o quanto a reação de Ares poderia estar relacionada com o ocorrido do ano anterior. – Está melhor? – Ele apenas se jogou na cama forçando-me a sentar na beirada da mesma e a encará-lo por alguns minutos.

    O pirralho era uma cópia perfeita da minha beleza! De todos era o que mais parecia comigo e, claro, a pequena Nyx. –Como matar um centauro sem que ele perceba? – A pergunta fora clara e calma. – Bom... – Escorregara ao chão ficando mais esticado e fogoso. – Você pode conjurar um feitiço à distância pelas suas costas, ou por cima... Vai depender da astúcia do Centauro e de suas habilidades furtivas. – Explicava.– Acho que se for no método trouxa poderá surpreender a criatura. – Pensava em voz alta. – Vai ter um centauro na escola. – Respirara profundo sentindo a indignação do meu irmão. Não seria fácil conviver com seu inimigo ali.

    - Talvez Athena tenha alguma poção especial para dar um jeito nele?(?) – Questionara em um tom irônico.– Não sei... – Aquele não sei era um típico: não vou envolver os outros, quero fazer com minhas próprias mãos.– Pode aprender alguns feitiços novos e até mesmo alguns golpes. Zeus sabe um pouco de luta e Poseidon, bom, o dia que ele voltar da Marinha, poderá te ensinar algo! – Resolvia facilmente e deixava o quarto silencioso o suficiente para trazer a sensação de paz e calmaria.– Aquela sua colega de casa... A Anne... – Virava para encará-lo. –Ela também deve estar querendo matar algum quadrúpede... –Relembrava o ultimo relato da sessão da garota. O mundo era tão pequeno que cuidava de uma garota que era da Sonserina. – Não sei.– Aquele não sei era porque realmente ele não sabia.– Afrodite e Anne ficam se matando na escola. Sabe como minha gêmea é. – Esboçara um largo sorriso imaginando a cena de uma possessiva contra uma garota mimada. – Boa sorte! – Brincara.

    - Ares... Não deixa repetir aquilo de novo. – Explicava sobre o ocorrido de seu passado.– Aprenda, amigos próximos e inimigos mais próximos ainda. Observe esse Centauro e o seu redor. Conquiste e desarme... Só então após isso, execute com perfeição. – Que irmão seria se não lhe desse conselhos de como agir contra inimigos? Apoiava Ares em sua proteção para com minhas irmãs, afinal, não estava lá.

algum dia nas férias ai!
testando o hades -q
e ares -q
irmãos citados, quem quiser invadir o tártaro só avisar kkkkkk
Hades Hatzimichalis
Mundo Mágico
Avatar do usuário
 
Reg.: 06 de Mar de 2017
Últ.: 27 de Apr de 2020
  • Mensagens: 27
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 14 Pts.
  • 19 Pts.
  • 46 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#191702] por Ares Hatzimichalis » 26 Mai 2019, 22:26

  • 14 Pts.
  • 18 Pts.
  • 58 Pts.
    Ares podia ser tão antiga quanto sua própria existência, na verdade, algo dizia ao grego de cabelos muito loiros que provavelmente era muito mais do que isso, mas nunca havia perdido a lâmina uma única vez. O filho do Deus da guerra nunca tivera de amola-lá ou algo assim, muito menos repara-la ou notado algum sinal de enferrujamento, como a maioria das armas do armeiro ou o estribo dos cavalos. Em meio a tudo e a tempestade, Ares ali permanecia. Lustrosa, brilhosa e em um metal tão claro que o garoto podia ver sua Alma quando olhava, ou restos de rubi, pintada de sangue, caso a tivesse sujado recentemente em um dos rituais que de vez em quando fazia com Athena.

    Bela, única. Com curvas belamentente encurvadas no metal como uma canção, e crescendo junto a ele. Ares podia senti-la dançar confortavelmente em seus dedos, enquanto aplicava golpes certeiros no tronco de madeira. A lâmina sussurrava e cantava uma canção que só o menino podia ouvir e ele lhe respondia. Um lobo, um garoto, uma sala escura e gritos de desespero que ele só podia ouvir, e sentir, mas não observar. O gosto da vitória, o sangue imaginário, e então um corte maior e mais tortuoso, que fez a lâmina ressoar, quebrando com o perfeccionismo alcançado anteriormente e então uma pausa para respirar, antes de voltar aos cortes finos e belos de antes.

    Ele já havia visto aquilo em algum lugar, mas onde…? Se perguntou, olhando as nuances de azul brilharem de gelo pra mar e então para gelo novamente, enquanto garoto e lâmina davam mais um golpe, como um só ser. E então mais outro e outro, mais forte, e menos preciso, fazendo alguns fiapos de madeira se soltarem, tornando a resma redonda definitivamente cheia de imperfeições. Até que ele parasse novamente, com olhos fixos no objeto e certa inquietude no olhar, ou talvez fosse, inquietação.

    Desde o ritual de maioridade idiota que os irmãos haviam promovido no ano anterior, algumas de suas funções e concentração invejavel pareciam grotescas e fora de controle. E aquilo lhe incomodava terrivelmente, ainda mais que suas dores ou desmaios anteriores. E, como se não bastasse…

    Ares ouviu passos atras de si, guardando o pedaço de tronco na pilha e se virou, ainda mantendo o cabo de Ares bem seguro em sua mão, embora a embaísses com destreza. -Quer falar comigo? - O garoto de dezesseis anos perguntou ao pai, esvaziando sua expressão para a calmaria habitual. E deixando seus braços relaxarem para longe da espada, embora ainda a mantivesse em seu alcance, enquanto seus olhos verde gelo e profundos, tão semelhantes aos da mãe, se fixavam em Milo.

    With: Milo Hatzimichalis.
Imagem
Imagem
Ares Hatzimichalis
7° Ano Slytherin
Avatar do usuário
Sam Harwood
 
Reg.: 01 de Feb de 2016
Últ.: 26 de May de 2020
  • Mensagens: 195
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 14 Pts.
  • 18 Pts.
  • 58 Pts.

Postado Por: Luh.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#191791] por Milo Hatzimichalis » 29 Mai 2019, 00:17

  • 1 Pts.
  • 13 Pts.
  • 117 Pts.
O amor de Milo por seus filhos sempre foi incontestável. Era louco por cada um deles e sabia que sem eles, não seria tão feliz. No entanto, tinha consciência de que a vida com os filhos não era assim um mar de rosas. Quanto mais eles cresciam, mais problemas surgiam. Isso era o normal em qualquer família. Mas há de se notar que, com tantos filhos, os problemas sempre eram maiores. Assim, para poder ser mais eficiente e ajudar a todos os filhos em suas necessidades, ele havia criado um esquema: pequenos problemas ou coisas corriqueiras, em sua grande maioria, deixava a cargo de sua esposa. Como Hera estava sempre em casa cuidando das crianças e ele no tribunal trabalhando, era o caminho mais lógico a tomar, pois ele não poderia parar seus afazeres a cada vez que Apolo aprontasse com seus irmãos. No entanto, quando havia algo realmente grande a se resolver, o pai entrava em ação. Era o esteio da família, ou assim pensava que era.

Foi assim quando ocorrera o incidente de Ares com o lobisomem. Ele abandonou tudo o que fazia para correr com Hera para a escola para socorrer o filho. Porém, quando chegou lá, algo muito ruim havia acontecido. Uma vida havia sido perdida. Graças aos deuses, não havia sido o seu filho. Um pensamento egoísta, mas qual pai não pensaria algo assim?

Na época, foi contra a ideia de apagar a memória de Ares sobre o incidente, acreditava que o menino tinha direito de saber o que havia acontecido e aprender a lidar com a condição que lhe acometeria dai algum tempo. Mas Hera fora incisiva ao exigir que seu filho fosse exposto àquele trauma ainda mais. Aquilo causou uma briga entre os dois em uma proporção que eles nunca haviam tido e, por fim, prevaleceu a vontade da mãe.

Com o tempo, Milo acabou engolindo a decisão da mulher. No fundo, entendia que ela só queria proteger o filho. Ele rezava para que aquela decisão não tivesse consequências maiores. Já era preocupação suficiente saber que logo ele teria de lidar com a realidade que o acompanharia pelo resto de sua vida.

Já havia algum tempo que Milo estava observando o filho treinando com sua espada. Admirava os movimentos do menino pois percebia que eles fluíam quase como uma dança. Era notável o talento dele que casava lindamente com o nome que lhe fora escolhido e o deus ao que fora consagrado. Estava orgulhoso do homem que Ares estava se tornando e sempre que o olhava percebia a onda de amor que sentia pelo menino, bem como pelos seus outros filhos.

Durante todo o tempo, desde o incidente, Ares era o filho que mais tinha a atenção de Milo voltada para si e, portanto uma leve mudança no comportamento do garoto era notado pelo pai. Isso era o suficiente para que ele se preocupasse mais ainda. Por isso, passou a observar o filho mais de perto ainda. Não queria que nada de ruim acontecesse e sabia que deveria estar ao lado de Ares quando o momento de lidar com os problemas chegassem.

Quando Ares se virou, Milo se perdeu por um momento nos olhos tão parecidos com os de sua amada Hera. Sabia que os filhos pouco haviam herdado de seus genes, porém, amava tanto a mulher que não se incomodava nem um pouco em reconhecer os traços dela estampados nos filhos. Na verdade, gostava até pois sabia que eles eram belos e isso o deixava satisfeito
.


- Estava vendo você treinar…- Tentou esboçar um sorriso para esconder a preocupação– Você está realmente bom com a espada!


Milo se aproximou observando o pedaço de madeira que o menino usava como alvo e deslizou a mão sobre as marcas da lâmina que haviam destruído toda a superfície nodosa:

- Como você tem se sentido? Está tudo bem com você?


Não era um bom começo, mas era direto ao ponto. Milo não era tão bom quanto Hera para abordar as sutilezas de seus filhos. Era muito mais fácil quando estava no tribunal, lidando com os mais variados casos. Quando se tratava dos filhos, sentia-se perdido e quase sempre pedia o auxilio da mulher. Mas ele precisava tentar. Sentia-se angustiado e queria estar preparado para o que quer que fosse que viria adiante.
Imagem

Ανακατέψτε με ένα από το ορυχείο και θα είναι ένας νεκρός άνθρωπος
(Pronúncia: Anakatépste me éna apó to orycheío kai tha eínai énas nekrós ánthropos)
(Tradução: Mexa com um dos meus e será um homem morto.)

Imagem
Milo Hatzimichalis
Colaborador da CIB
Avatar do usuário
Hugh Jackman
Homão da Porra
 
Reg.: 23 de Mar de 2017
Últ.: 27 de May de 2020
  • Mensagens: 19
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 1 Pts.
  • 13 Pts.
  • 117 Pts.

Postado Por: Cléo.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#192024] por Ares Hatzimichalis » 04 Jun 2019, 19:47

  • 6 Pts.
  • 18 Pts.
  • 102 Pts.
    Em uma família com parentes e irmãos é normal que alguns pareçam mais conhecidos que exatamente pessoas próximas. E, para Ares, talvez aquela fosse a relação que enxergava em relação ao seu patriarca, ao que acostumou, durante toda a vida, a ver distante e envolvido com toda a carreira no tribunal bruxo. Distante. Essa seria a palavra que o loiro de olhos gelo usaria para descrever. Não que importasse muito, Ares por si só também nunca havia sido dos mais extrovertidos, amorosos ou demandado muita atenção dos pais. Ares sempre fora o metal frio de sua espada a refletir e se reforjar em um aço melhor e mais letal em seu canto, nunca tendo exigido atenção ou proximidade. Embora não fosse segredo que constantemente pudesse nota-los, ele, Hades ou sua mãe, o observarem de maneira estranha à distância, ou ao menos era isso que sua Alma penada de estimação costumava alerta-lo.

    Normalmente, como de praxe, o filho do Deus da guerra não ligaria para isso. Além disso, mesmo que suas memórias ainda estivessem confusas, ele se lembrava da morte do garoto grego, e provavelmente esses só o observavam para, infelizmente, coibirem a prática de um ato parecido. Afinal, quem confiaria naquele que leva o nome do Deus da guerra? Nem mesmo o próprio Ares. Mas, daquela vez, a surpresa simplesmente lhe atingiu já que, além de só observar, o homem havia decidido sair de seu esconderijo e aborta-lo. Ato que fez o adolescente apenas levantar seu olhar vazio em direção ao patriarca, o encarando em silêncio, e com estranheza.

    -Obrigado. - Pronunciou quase com automatismo. Sabendo que o pai lhe vira treinar várias vezes, aquele elogio momentâneo principalmente quando ele considerar que dera alguns golpes errados, como o círculo de madeira muito esfarelado, não apresentava um significado real, e sim uma forma do homem chegar até o ponto em que queria. E o grego não deixava de demonstrar isso fortemente no olhar. Talvez até tendo quase levantado uma sobrancelha, antes da segunda pergunta surgir.

    Está tudo bem com você? Aquilo era relativo, e talvez algo que Ares realmente não quisesse muito conversar. Por ser introspectivo, o filho do Deus da guerra não costumava liberar seus pacientes para muitas pessoas que não para Afrodite, que os arrancava forçadamente de seu cérebro através da ligação mental dos dois, e algumas vezes Hades quando era menor. O pai, no entanto, não estava nessa lista.

    -Estou apenas um pouco distraído, acho que cresci demais esse ano também e meu braço está maior que deveria, para acertar o golpe com perfeição. Tenho que treinar mais. - Contornou ele, sem falar qualquer mentira sobre sua mudança física. Os seus dezesseis anos, o haviam pegado de surpresa, encorpando a criança outrora magra e esquia, e o tornando mais forte. Sua altura também parecia ter subido cerca de dez centímetros, e agora Ares já passava do um metro de oitenta, alcançando seus irmãos mais velhos, com exceção de Zeus, que parecia ser um meio gigante.

    Claro que ele não mencionara o aumento da altura da voz em sua mente desde que fora aquele acampamento estranho nos bosques com os três grandes, ou o fato de sua tranquilidade habitual parecer estar sofrendo uma interferência, não o permitindo se concentrar tão bem quanto antes, ou o fato de sua Irma gemea de também dezesseis anos estar lhe causando sensações estranhas no corpo, que não causava antes, toda vez que tentava lhe agarrar durante a noite ou insistia em trocar de roupas na frente dele. Mas que adolescente comentaria com o pai isso não é? Pensou, encarando o pai sem nada expressar. Mas notando que o homem não acreditava muito naquilo.

    -Quer treinar um pouco? - Perguntou após cerca de um minuto de silêncio, para despistar, indicando uma espada mais velha, que não sua Ares, apoiada no tronco de uma árvore. Ninguém além de Ares usava a sua Ares, incluindo seu pai e seus irmãos.

    With: Milo.
Imagem
Imagem
Ares Hatzimichalis
7° Ano Slytherin
Avatar do usuário
Sam Harwood
 
Reg.: 01 de Feb de 2016
Últ.: 26 de May de 2020
  • Mensagens: 195
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 6 Pts.
  • 18 Pts.
  • 102 Pts.

Postado Por: Luh.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#196289] por Afrodite Hatzimichalis » 29 Jan 2020, 08:49

  • 9 Pts.
  • 7 Pts.
  • 40 Pts.
Tinha vezes que eu me arrependia de pedir conselhos ou ajuda para meu irmão Dionísio, porque ele simplesmente conseguia transformar uma coisa tão simples na maior orgia grega do mundo, com bebidas e corpos pelados. Francamente, eu precisava aprender a me perder as vontades de questionar as coisas para ele, porque toda vez ganhava um tom vermelho diferente nas bochechas. Isso porque eu sequer tinha feito uma pergunta tão complicada ou que pudesse resultar naquela catastrófica situação, foi simplesmente qual tipo de preservativo era melhor para utilizar numa primeira vez. Simples. Mas o garoto não podia apenas responder da forma mais simples possível, ele tinha que complicar. E lá estava eu, sentada na minha cama, acariciando Vênus, com as bochechas vermelhas num tom tomate, olhando para o menino que andava de um lado para o outro parecendo alguém importante.

- Não é apenas se proteger e ir. Tem que ter uma situação diferente, que faça todo o sentido e que a escolha da essência complete todo o ato. Vocês precisam ter bebidas e uma música. Ah sim, a música é importante para deixar os corpos mais relaxados… - Eu não conseguia mais dar tanta atenção e apenas queria esconder meu rosto em algum lugar. Como ele podia ser tão… tão Dionísio? - Mas maninha, tem certeza que você nunca fez isso antes? Porque sabemos que você é bem devassa e sempre despertou certas coisas em Ares… Não consigo acreditar que você é virgem! - Isso, grite aos sete ventos, infeliz! - Olha, cara a boca! Minha vida sexual não é o ponto aqui, certo? Você não ajudou no que eu te pedi, então será que dá pra você dar o fora? Vou procurar alguém que realmente me ajude… - Tentei pedir com um pouco de educação, mas quem disse que daria certo? Aquele traste quando queria ser irritante, superava qualquer pessoa.

- Não imaginei que Ares fosse tão lerdo assim, porque, francamente Dite, você é gostosa demais e… - Pronto, chega! Cheguei no meu limite! - MANHÊÊÊ! O DIONÍSIO NÃO QUER SAIR DO MEU QUARTO E EU QUERO TROCAR DE ROUPA! - Dei um grito cortando a frase do mais velho. Eu não precisava ficar ouvindo aquele tipo de coisa, deusa me livre! E ainda vindo do meu irmão? Eca! - ELE TÁ ME ENSINANDO A FICAR BÊBADA!- Sim, era uma grande mentira, mas talvez fosse o suficiente para fazê-lo dar o fora dali e encerrar aquele assunto de uma vez por todas. - Irritadinha. É por isso que não transa… - Ae! Finalmente eu ia ficar sozinha. Esperei até que Dionísio saísse do quarto para me jogar na cama e puxar um travesseiro para cobrir meu rosto. Por que aquele tipo de coisa sempre acontecia comigo? E o pior, ainda não sabia qual camisinha usar.

Eu não podia acreditar que precisaria falar com outra pessoa sobre aquele assunto e bom, dentre todos os meus irmãos, o que talvez pudesse não causar um pandemônio fosse aquele estranho do Hades. Quem diria, até que ele pudesse servir para tirar algumas dúvidas… - Aí Vênus, como é difícil ser eu...
Imagem
Imagem

Spoiler: Mostrar
Imagem
Imagem
Afrodite Hatzimichalis
7° Ano Slytherin
Avatar do usuário
Romee Strijd
 
Reg.: 24 de Nov de 2013
Últ.: 27 de May de 2020
  • Mensagens: 475
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 9 Pts.
  • 7 Pts.
  • 40 Pts.

Postado Por: Niica.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemGrecia [#198698] por Hades Hatzimichalis » 02 Abr 2020, 23:41

  • 15 Pts.
  • 20 Pts.
  • 132 Pts.
    - “E quando vou conhecer sua família?” – Aquela frase rodeava minha mente o tempo todo e Thânatos fazia questão de lembrar quando conseguia me distrair. Que ponto chegamos? Estamos no começo das férias escolares, mais uma por sinal, e a verdade é que ainda é doloroso ver meus irmãos sem uma mãe. A culpa é de quem? Exatamente! Do meu pai! Dele! Que não fizera a coisa direito e então deu no que deu! Várias vezes estive em casa ajudando-a nos meninos, várias vezes repreendi os mais novos e os mais velhos apenas riam de mim... E o que ele fazia? E mais uma vez, por culpa dele, Gwen vira Thânatos socar um bandido até quase morrer em uma briga de bar. Algo que NUNCA acontecera. Lembrar a sensação de ser dominado pelo meu irmão e ver o olhar de Gwen, fora vergonhoso. Demorara semanas, senão alguns meses para ela voltar a falar comigo e à sentir-se confortável em meu afago. E... Para, então, depois que me acalmo, que tudo fica bem... Meu pai traz o mal para casa e fim! O centro da nossa família acaba. Obviamente precisamos de um tempo para lidar com tudo isso e...

    Os meses de ouro, de paz e amor que tivera com minha namorada, tivera de ser equilibrado entre os três irmãos e ainda um viúvo desolado. Agora ele iria ver como é passar pelo que eu e minha mãe passamos, agora ele vai ver como é tentar ser essa base, mas falha. Raiva? Muita. Thânatos e eu estávamos harmoniosos nessa ideia de que ele era o culpado e por isso, mal nos víamos, exceto no enterro ou em situações em que tinham nossos irmãos, já que para manter a sanidade dos demais meninos, suportava-o. Digamos que com alguns dias e tempos afastados do mesmo, somado aos afagos de Gwen, pudera diminuir a raiva pelo meu pai, mas ainda sentia que precisávamos de muito para podermos ficar bem. Algo que, admito que me sentia mal por não conseguir lidar ainda. O não perdão me incomodava e como efeito colateral, me afastava mais ainda.

    O início daquelas férias fora marcada com muita turbulência em nossa família e, talvez com esse motivo e nossa última conversa sobre nossas famílias, decidira que era hora. Basicamente morávamos juntos na maior parte do tempo, ela já havia visto Thânatos e mesmo assim ficara ao meu lado. A ideia de oficializar tudo e casar conforme poderia ser o costume da sociedade e de nossas famílias, não me assustava, incomodava mais a família dela achar que não seria bom o suficiente para ela... Isso sim, me incomodava. Então... O que poderia ser pior? Zeus certamente me acharia um tolo cego por amar e já querer firmar seriamente com a primeira namorada séria que tivera. Poseidon, não se importaria muito, mas ficaria surpreso, pois sempre acharam que de nada daria conta. Não era tão musculosão como o chefe dela de departamento ou como meus irmãos, mas tinha o corpo definido e certo treinamento. Não era o mais forte da família, mas tinha tamanho conhecimento intelectual... Então, o que mais tenho à esperar além desses longos meses? Meus irmãos mais novos, bom... Alguns poderiam ficar enciumados, outros nem se importariam... Então, por que demorar tanto? Por fim, a levaria primeiro para minha família e em seguida para a dela. Conquistados, juntaríamos todos em um único lugar e o restante da ópera, já sabem!

    O irmão gêmeo Ares parecia ser o mais afetado e instável pela perda da mãe. Nyx tinha mais os cuidados do pai, mas os mais velhos, conseguia acalmá-los, mesmo que à distância ainda podia dar algum apoio. Athenas que havia abraçado mais a responsa de ajudar o irmão na escola, mas sabia que a mesma também não poderia estar muito bem, logo, minha mente era desviada para mais um ponto de preocupação. Os mais velhos ao menos acabaram ajudando um pouco nosso pai para com os meninos e pelo visto, estavam todos passando por momentos difíceis, esses que, sabia ser por minha causa e pelo meu pai. A minha é que todos ao redor poderiam morrer por culpa das trevas que me rondam. Por mais que em alguns momentos sentisse que a morte da minha mãe não teve nada a ver comigo, sentia que ao mesmo tempo, era o culpado.

    No dia em que ocorreu, meus cuidados médicos não foram o suficiente para mantê-la respirando. Meus irmãos mais novos não estavam no dia quando tudo aconteceu... E admito, que não estou a fim agora, de relembrar tudo isso. O fato importante era que estava só os dois no restaurante próximo à região de nossa casa e sempre íamos lá quando tínhamos preguiça de comer em casa porque não tínhamos os demais meninos na casa porque estavam todos na escola. E justamente nesse lugar, tudo aconteceu. A imagem da minha mãe falecendo sobre meus braços era muito nítida e por mais que tenha levado meu pai para o hospital juntamente com ela, não pude perdoá-lo ao saber que fora um ato de vingança. Era a única informação que tinha conhecimento e por isso, não fora acompanhar de perto o enterro de Hera. Ficara mais ao longe, distante, com Gwen ao meu lado, sem forçar, apenas respeitando minhas limitações naquele momento e... A dor e o vazio que por mais que tenham se passado alguns meses após tudo isso, o luto ainda permanecia... Velado.

    .....................

    As férias escolares chegaram e certamente, essa situação de rever meus irmãos, conseguira causar mais pressão ainda para voltar em casa e conversar com meu pai para que eles não sentissem tanto esse momento. E falando em vê-lo lá estava eu, em um sofá e meu pai no outro. Era estranho, bizarro... Era... – Logo eles chegarão... – Soltara distante olhando os detalhes da casa que há muito não frequentava. – Bom, não vou demorar muito. Semana que vem, pelo que estou observando nas estrelas, será um bom momento para apresentar-lhes uma pessoa. Como há muito tempo atrás você deve ter desconfiado, estou sim saindo com alguém e estamos juntos até hoje. Ela foi jogadora dos Tornados, deve ter conhecido ela. – Explicava de forma mais objetiva sentindo como se faltasse algo ali. – Então, vou ajudar arrumar as coisas aqui, não vou lhe atrapalhar ou exigir muito, coisa simples e pode deixar que eu faço... – Era estranho. Se tivesse minha mãe ali, faríamos todos juntos e agora com tudo isso, até para pedir permissão para meu pai, era algo estranho... Ou seria informar? Confuso... – Bom... – Respirara profundo segurando a ansiedade e o peito apertado. – Está tudo bem? – “Sério? Sério Hades?”– Inquiria Thânatos agitado em minha mente. O objetivo daquele ‘tudo bem’, era de saber se ele aprovaria tal situação de levar minha namorada lá.

    – “A casa é dele agora, não tem mais ela para pedir aprovação, é o mínimo como respeito!” – Lutara internamente contra meu irmão. – “Tem certeza que é apenas isso?” – O aperto no peito dizia que não necessariamente fosse apenas isso, mas não iria fraquejar na frente do velho, afinal, não era o único culpado. Ele pode ter iniciado, mas eu terminei. Então, uma eternidade de tortura e punição. – Obr... Obrigado. – Gaguejara relaxando um pouco mais após ouvir Milo aprovar tal evento e finalmente após aquele “bem vindo em casa” desconcertado entre nós dois, porque isso foi notório, finalmente pudera ir até meu quarto para descansar um pouco e organizá-lo. Não que tivesse algo a ser arrumado, mas ainda existiam fotos ou lembranças de Hera em meu quarto que não queria manter ali. - Okay, qualquer coisa estarei no quarto. – Vira Milo se afastar deixando-me mais à vontade. Pegara tudo que remetera à minha mãe e a jogara na mochila modificada magicamente. Levaria tudo para o meu apartamento e deixaria o essencial ali, já que não estava nem morando lá direito. Assim fora nosso reencontro depois de toda a confusão. Por Gwen, quebrava um gelo com meu pai e voltava ao meu lar.

    .....................

    - Gwen, você está linda! – Elogiava-a com enorme sorriso nos lábios sentindo orgulho por vê-la disposta e animada para conhecer minha família. Por esses tempos que passamos, tivemos nossos afastamentos e reaproximações e em todos eles, conseguimos nos acertar. Aquilo era um bom sinal e sabia que finalmente seu cabelo poderia mudar de tom para algo mais animado por finalmente termos nos oficializado. As vezes ela era roxa, azul, loira e acizentada. Em seus melhores momentos, suas madeixas assumiam colorações lindas e serviam de um guia para saber como ela estava reagindo emocionalmente em certas situações. Em suas melhores cores, seus melhores momentos. Isso me deixava calmo e seguro, despreocupado! – Acredito que... – Aproximara mais tomando-a entre meu abraço e colando nosso corpo, impedindo-a de terminar de se ajeitar. – Você sabe que é uma grande mulher, não sabe? – Soltava carinhoso enquanto Thânatos provavelmente, se pudesse, faria cara de nojo. – Acredito que irão gostar de você e pode apostar, ainda vão querer tirar sarro de mim. – Explicara deixando-a mais segura.

    Sabia que ela também tinha passado pelos seus momentos, todos nós tivemos picos de dificuldades e o que era mais mágico entre nós, era o fato de ver que tudo isso não afetou nossos sentimentos, ou ao menos acreditava nisso. Enfrentara suas dificuldades no trabalho, teve o problema com o Time de Quadribol e todos, dera a volta por cima. Não é fácil ser uma mulher maravilha quando você reconhece que é humano e que tem suas fraquezas. Essas fraquezas que atacam e nos deixam vulneráveis, nos adoece e fazem crer de que é o fim do mundo. Mas não é fácil ser uma mulher maravilha que tem que enxugar as lágrimas e falar: “eu que lute”. É de admirar o empenho, dedicação, esforço e superação. Assim era meu olhar sobre GWEN. Uma amiga, uma guerreira que mesmo com as ausências, o carinho não morrera, o amor não acabara e que para mim, HADES, era além: uma mulher, amante e confidente. Por isso jamais deixara de pedir em minhas orações por ela e por nós. O Deus Hades nunca decepcionou este fiel servo, pois atendera as minhas preces e sacrifícios.

    - Podemos ficar mais um pouco? – Perguntara sem muito resistir à tamanha beleza enquanto minhas mãos já percorriam suas costas em toque sutis e carinhosos no mesmo instante em que meu intimo já estava jocoso. – Tá... –Estávamos quase que atrasados e não poderíamos fazer desfeita, infelizmente, convencido, não podia ir além. Respirara profundo afastando-a um pouco de perto do meu corpo e lhe beijando a testa. – Então vamos. – Acredite, existiam momentos tentadores que eram difíceis de ter autocontrole. Retirara a chave de portal do bolso, um chaveiro em formato de caveira dourado que cabia na palma da minha mão com chaves trouxas e assim que compartilhamos o objeto fomos transportados para diretamente a entrada de casa. – Chegamos. – Tocara a campainha e fora abrindo a porta. – Pode vir Gwen. – Pai? – Chamara observando a casa ao redor nos primeiros cômodos. – Vem. – A guiara segurando em sua mão direita com os dedos entrelaçados.– Zeus... - Chamara pelo irmão mais velho mesmo sabendo que seria praticamente impossível vê-lo ali. – Será que estão lá fora? – A voz e Gwen viera atrás do meu ombro. – Não estranhe, mas já sei como chamar eles... – Puxara minha namorada para mais fundo da casa, guardara a chave de portal no bolso da calça e... – OH PESSOAL, TEM OFERENDA NOVA PROS DEUSES, VÃO QUERER?

    Sim. Sabia que alguns seriam atraídos pela minha chegada, outros pela palavra oferenda e os mais novos pela curiosidade por saber se poderia ser algum animal fofo para ser morto, porém, aquele chamado fora o suficiente para fazer meu pai aparecer ao fundo e os demais Hatzimichalis irem brotando aos poucos.

.....................



ESPERO QUE POSSAM CURTIR!
casa deles: https://i47.photobucket.com/albums/f192 ... tne9ev.jpg
ele veste isso: https://i.pinimg.com/564x/68/17/67/6817 ... 381c5b.jpg

COMO FICOU ORGANIZADO O BANG DA MÃE DOS MENINOS:
Spoiler: Mostrar
1, hera morreu de meados do ano letivo para final de ano letivo.
2, os meninos sairam pro enterro etx e cada um reagiu como foi etc...
3, longe dos irmaos hades e o pai, tiveram tretas e hades se afastou da familia.
4, milo ta perdido tentando ajeitar os irmaos.
5, foi na SEGUNDA semana de férias.


ps: ana estragou minha surpresa que faria à ela, mas ao menos ajudou a nos unir aqui! kkkk então darei um desconto
Hades Hatzimichalis
Mundo Mágico
Avatar do usuário
 
Reg.: 06 de Mar de 2017
Últ.: 27 de Apr de 2020
  • Mensagens: 27
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Masculino

Rolagem dos Dados:
  • 15 Pts.
  • 20 Pts.
  • 132 Pts.

Postado Por: Nannnnnnn.


Re: Família Hatzimichalis || Grécia || Athenas

MensagemCroacia [#198743] por Gwendoline Stankovački » 04 Abr 2020, 15:50

  • 16 Pts.
  • 18 Pts.
  • 145 Pts.
Desde o surto repentino de Hades eu não sabia como agir. Medo não foi medo o que eu senti apenas fiquei surpresa ele sempre foi tão calmo e tranquilo apesar do ar misterioso, tranquilo e provavelmente um pouco sombrio.Mas talvez fosse isso que chamou minha atenção, afinal que tipo de Stankovački eu seria se me apaixonasse por uma pessoa normal.Mas uma coisa ficava na minha cabeça como apresentá-lo para todos. Apresentá-lo incluía falar sobre os negocios da familia que como todos sabemos não são lá muito lícitos, tanto no mundo magico como no trouxa.Até que me veio a ideia por que não conhecer a dele primeiro assim eu saberia com quem estava lidando.E então chegou o dia.Aparentemente eu tinha acordado de bom humor as pontas dos meus cabelos que ultimamrnte andavam sem cor acordaram levemente rosadas uma cor nova para mim. Geralmente sempre ficavam azuis ou levemente violetas. O que isso significava não tinha a mínima idéia e naquele momento eu tinha algo mais importante para fazer como escolher a roupa para conhecer a famlia do meu namorado .Algo que eu devia ter feito antes porém não fiz obviamente. Revirei algumas roupas e encontrei uma blusinha estilo ciganinha e uma calça branca. Na porta do apartamento lembrava de ter deixado as plataformas brancas de cortiça. Elas serviriam perfeitamente junto com o chapeu na entrada do quarto. Não podia negar que sim um certo nervosismo apareceu no meio de tantos sentimentos Olhei no relogio em meu pulso e obviamente já estava em cima da hora. Tinha combinando de rencontrqr Hades em seu apartamento para então partirmos juntos.porem como queriamos um tempo somente para nós dois ele me pediu para ir um pouco mais cedo para ele me dar algumas "instruções". Eu no entanto ltinha outros planos para esse tempo extra.

Chegando ao local não demorou muito para eu ser recebida com um belo e enorme sorriso do meu lindo amante.Arrancando um de mim também. Ele me convidou para entrar como sempre.E assim que entrei me acomodei na sua cama. Meu lugar favorito. Olhei o meu relógio de pulso e verifiquei que ainda faltava um tempo para irmos
- Porque a gente não deixa o papo para quando estivermos com a sua família? -Indiquei o lado vazio da cama e com um sorriso malicioso ele se aproximou de mim e eu me joguei em cima de seu corpo quente assim como o meu prendendo-o entre minhas coxas. Aproximei meus lábios dos seus e senti sua respiração quente e levemente ofegante enquanto suas mãos passeavam pelo meu corpo. Algum tempo depois eu estava em seus braços aconchegada em seu peito recuperando o folego enquanto esperávamos o horário marcado. -Não podemos ficar mais um pouco?-perguntei fazendo biquinho enquanto rle colocava sua camisa,mas a unica coisa que obtive foi uma negativa por conta do horário. Hades retirou uma chave trouxa de seu bolso e me abraçou. Mesmo ja tendo usado chaves de portal várias a sensação continuava sendo ruim e me deixava enjoada. Num piscar de olhos estavamos diante de uma bela porta grande.Hades tocou a campainha e abriu a porta. Olhei para ele desconfiada ja que ninguém veio nos receber. Hades me tomou pelo braço e me guiou para entrarmos na casa,chamou por alguem que provavelmente era um de seus irmãos, mas ainda assim sem resposta. Por fim me alertou para não estranhar a maneira como iria chamar a todos.-OH PESSOAL, TEM OFERENDA NOVA PROS DEUSES, VÃO QUERER?- -Segurei a risada com a mão na boca e fiquei feliz em saber que minha familia nao era a unica esquisita.
Imagem
Gwendoline Stankovački
Special Mundo Mágico
Avatar do usuário
Kirsten Zellers
 
Reg.: 08 de Dec de 2016
Últ.: 27 de May de 2020
  • Mensagens: 37
  • Nível:
  • Raça: Humana
  • Sexo: Feminino

Rolagem dos Dados:
  • 16 Pts.
  • 18 Pts.
  • 145 Pts.

Postado Por: Ana C..


AnteriorPróximo

Voltar para Europa

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante