Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 1642 17/01/2019 às 14:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 1243 22/11/2018 às 21:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 1679 08/09/2018 às 21:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 1422 08/09/2018 às 21:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 1393 08/09/2018 às 12:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Japao Maya Matsuda [ 17303 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Maya Matsuda
  • Monitor Hufflepuff
  • Monitor Hufflepuff

  • NOME COMPLETO

    Maya Matsuda

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,43m

  • PESO

    40kg

  • OLHOS

    Preto Claro

  • CABELOS

    Castanho Claro

  • SEXO

    Feminino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    12 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    25/12/2004

  • SIGNO

    Capricórnio

  • NOME DO PAI

    Seiji Matsuda

  • NOME DA MÃE

    Sayuri Matsuda

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Trouxa

  • LOCALIDADE

    Hogwarts

  • CIDADE/PAÍS

    Kumamoto/Kyushu/Japao

  • NÍVEL

Seiji Matsuda era um homem ambicioso e rancoroso desde a infância, já que teve uma vida muito humilde quando criança. Todos a sua volta na ilha de Kyushu tinham uma vida simples, porém, ele não aceitava o fato de seus pais não saírem dali para procurar uma vida melhor. Tokyo era sua meta de vida, viver cercado por tecnologia e por pessoas importantes. Estudou num colégio público na mesma cidade e com muita dedicação em seus estudos, aprendeu 6 idiomas, fez faculdade de Ciência da Computação e aos 21 conseguiu seu primeiro emprego numa filial da Toyota em Aichi. E, 5 anos depois, ele consegue um novo emprego numa filial da Nissan em Tokyo.

Sayuri Shimizu era uma mulher graciosa e doce. Todos que eram cercados por ela se encantavam com tanta ternura. Criada com simplicidade por seus pais que eram professores num colégio público no interior de Kyushu. Aos 4 anos, Sayuri foi matriculada numa escola de ballet e se apaixona pela dança, decidindo ser uma dançarina profissional e trabalhar com isso enquanto vivesse. Quando ganha idade de ir para a escola, estuda no mesmo colégio em que seus pais trabalhavam. Sempre foi uma ótima aluna e nunca passou por cima de ninguém para alcançar seus objetivos, até porque ela não via necessidade nisso e por ser tão bondosa, todos a amavam. Se formou aos 17 anos e depois disso, focou em aprender idiomas para futuramente poder viajar com a sua carreira no ballet, já que esse era o seu maior sonho.

Os pais de Maya estudaram na mesma escola, mas, só se aproximaram depois de adultos quando se esbarraram numa estação de metrô quando cada um seguia para o seu trabalho. Porém, Sayuri já conhecia Seiji de vista, já que pelo simples gesto de pegar um livro seu que havia caído no chão, na época da escola, a fez se apaixonar por ele. Ela não contou a ninguém, já que o jovem havia sido extremamente apático com esse gesto e guardou esse segredo, já que ela sabia que não conseguiria nada. Ele, nessa época, não se atraiu por ninguém, já que seu foco era se livrar do interior de Kyushu e tudo o que havia nela. Depois do encontro no metrô no qual tiveram uma longa troca de olhares e uma breve conversa, houve tempo de trocarem números de celular para poderem dar continuidade a essa história de amor antiga para ela, mas, não tão sentimental para ele. Duas semanas depois se encontraram para ir ao cinema e depois foram tomar um café na tão conhecida Cafeteria Yanaka. Depois de muita conversa ao descobrirem que possuíam coisas em comum e deixaram agendado o próximo encontro. Say não se deitaria com um homem no primeiro encontro, por mais que estivesse determinada a considerar que o homem da sua vida estava ali na sua frente. Porém, Seiji não pensava da mesma forma, mas, deu corda e fez com que tudo caminhasse de acordo com os planos dela. Com o passar das semanas, eles conseguiram marcar um encontro mais reservado, no qual finalmente se uniram em amor. Mas, o amor não era recíproco. Tudo seguiu de acordo com os ideais de Seiji, só que o que ele não previu foi a gravidez da Sayuri e nem a própria Sayuri previu esse acontecimento. E com isso, Seiji não conseguiu largá-la de mão e pediu a jovem em casamento. Antes dos 4 meses de gravidez, eles se casaram e passaram a morar juntos para poder juntar o enxoval. Contudo, a jovem bailarina não queria ter seu bebê longe de sua família. Seus pais compreenderam a situação e em nenhum momento julgaram sua filha, cedendo-lhe sempre o melhor de seu amor fraternal. E para ter seu bebê, Sayuri pede ao seu marido para que durante o último mês da gravidez fosse na sua cidade de nascimento.

Maya nasceu saudável e foi muito bem recebida pelos seus avós, principalmente pela sua mãe. Seu pai não lhe deu tanta atenção porque para ele, ela era mais um gasto, coisa que não estava prevista para o seu futuro ganancioso na empresa. Seis meses depois a família Matsuda retorna para Tokyo. E quando Maya completa 2 anos, Seiji se tornou um dos sócios minoritários da Nissan, o que influencia amplamente sua carreira e faz com que ele vá as alturas economicamente, e como consequência ele vai se afastando cada vez mais de sua família, passando a enxergar sua mulher apenas como um objeto que precisava de mimos e Maya praticamente não existia. Devido o estresse do trabalho, um certo dia, Seiji começou a maltratar Sayuri e com isso não parou mais. Era o modo como ele se libertava de todo o estresse do trabalho e em certos momentos ele não fazia a menor cerimônia em esconder tais agressões de sua filha. Durante muito tempo, Seiji não mudou seus atos e fez com que sua filha ao começar a ganhar consciência de tudo que a cercava, não tinha outro sentimento por seu pai a não ser o ódio.

Aos 7 anos, Maya teve a primeira manifestação de magia quando apagou o cigarro de seu pai no olho esquerdo dele, fazendo com que crescesse uma chama do tamanho de uma bola de tênis e queimasse quase metade do rosto esquerdo, já que a sua mãe estava correndo perigo. Seus pais ficaram atemorizados com tal evento, mas, sua mãe, sempre compreensiva, procurou saber o que estava acontecendo com sua filha. Já seu pai não queria deixar ninguém se aproximar dessa aberração, nem mesmo a mãe, fazendo com que Sayuri só visse a filha enquanto seu marido estava fora, deixando a criança trancada no menor quarto da grande mansão Matsuda.

Maya recebe sua carta de Hogwarts de um modo completamente inusitado, pois a carta apareceu em seu quarto pela pequena entrada de ar que cabia no máximo uma mão. Ela leu o conteúdo da carta umas 3 vezes, sem acreditar que era possível que existisse uma escola de magia. Ela acreditava com todas as suas forças que aquele incidente que havia acontecido com seu pai fossem as forças positivas do grande universo dizendo que existe retaliação para toda maldade proferida contra as pessoas boas de coração. No dia seguinte, ela conta o que aconteceu na noite anterior e entrega a carta à sua mãe. Sayuri achou que era apenas um pergaminho velho e esquecido, mesmo com as datas atuais e estava determinada a não deixar sua filha ir, porque não sabia o que poderia acontecer com ela. Mais tarde, antes do jantar, Sayuri mostra a carta a seu marido e ele, incrédulo, começa a gritar dizendo que era um absurdo que existisse uma escola para monstros como sua filha. Mas, cinco minutos depois a campainha toca. Uma mulher séria, porém com um rosto singelo e um sorriso doce está parada na entrada da grande mansão. Vestida num terninho feminino marsala é convidada para entrar na casa por uma das empregadas, já que foi confundida com alguém da empresa do Sr. Matsuda. E a mulher conversa com os pais da pequena garota. Mesmo contra o seu gosto, Seiji permiti que sua filha vá para tal escola.

Maya estava um pouco ansiosa para ir para Hogwarts, porém, o maior problema de ir era ter que deixar sua mãe vivendo na mesma casa daquele homem que a havia gerado. Não queria de jeito nenhum que sua mãe ficasse sozinha com ele. Mas, antes de ir para Hogwarts, sua mãe lhe conta que irá se separar de seu pai e que passará um tempo na casa de sua mãe, que infelizmente está morando sozinha desde o falecimento de seu pai. Seus olhos enchem d'água, sem acreditar que coisas boas estavam acontecendo. Receber essa carta fez Maya acreditar que tudo poderia mudar, que Hogwarts estava salvando sua vida e seu bem mais precioso, sua mãe.


[Bicho Papão] - Maior Medo: Seu pai.
[Testrálios] - Viu a Morte?: Não.

Este perfil já foi visualizado 317 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 03/07/2019 às 14:48:40