Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 782 17/01/2019 às 14:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 731 22/11/2018 às 21:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 1192 08/09/2018 às 21:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 936 08/09/2018 às 21:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 916 08/09/2018 às 12:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Canada Isaac Gauterrier [ 17361 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Isaac Gauterrier
  • Mundo Mágico

  • Mundo Mágico

  • NOME COMPLETO

    Isaac Pembrooke Gauterrier

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,85m

  • PESO

    74kg

  • OLHOS

    Verde Claro

  • CABELOS

    Loiro Intenso

  • SEXO

    Masculino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Homossexual

  • IDADE

    21 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    31/07/1997

  • SIGNO

    Leão

  • NOME DO PAI

    Edwin Gauterrier

  • NOME DA MÃE

    Celeste Pembrooke

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Mestiço

  • LOCALIDADE

    Mundo Mágico

  • CIDADE/PAÍS

    Toronto/Canadá

  • RELACIONAMENTO

    Solteiro

  • NÍVEL


Dizem que os Gauterrier já foram uma ilustre família no mundo da magia há algum tempo. Originários dos alpes franceses, a linhagem caiu em desgraça quando Edwin Gauterrier, um antropomagista conceituado, manteve relações afetivas que envolviam uma veela em uma de suas viagens a trabalho ao Canadá. Os pais que não aprovavam de maneira alguma o casamento, a priori, preferiram cometer suicídio a ver a árvore genealógica ser manchada. A exuberante mansão cedeu em frangalhos assim como o legado da família deixado para trás por Edwin que pegou toda a sua herança e fugiu com a amada pra viver no país onde se conheceram.


As más línguas ainda contam que não há sequer comprovações de que o amor realmente chegou a existir entre o casal ou se tudo o que o homem sentia era apenas efeito do charme sobrenatural da criatura, mas era inegável o quão bem os dois ficavam juntos. Ela, Celeste, carinhosa, prestativa e de trejeitos encantadores, enquanto ele, Edwin, corajoso, inteligente e romântico incurável. Não demorou muito para que tivessem um lindo filhinho, a quem deram o nome de Isaac - cujo significado, “filho da alegria”, em hebraico, fazia jus ao relacionamento perfeito entre Celeste e Edwin.


Herdeiro do carisma sem precedentes de Celeste, Isaac conquistava a todos a seu redor com gestos singelos que iam desde sorrisos estonteantes a olhares de pura curiosidade. Um garotinho muito bonito, de corpo roliço, pele alva, olhos claros e cabelos tão loiros quanto os da mãe, estando perceptível em sua aparência angelical o quão diferente era das outras crianças. Cresceu cercado por todo o carinho que os pais poderiam fornecer; viviam em um pequeno chalé margeado por um bosque mágico nos arredores de Toronto. Apesar de todo o potencial mágico advindo de seu pai – demonstrando capacidades mágicas já aos dez anos de idade onde fazia as flores crescerem abundantemente quando muitíssimo alegre – jamais exibiu muita inteligência ou criatividade.


Na idade ideal para ingressar em uma escola bruxa, recebeu o convite para iniciar os estudos na maior academia de magia da França, Beauxbatons, onde o seu pai havia se formado.  Fez da instituição a sua morada, vivenciando incríveis aventuras e fazendo amizades. Sob a proteção de Brigit, deusa por quem fora acolhido, descobriu um imenso amor pelas artes, aprendeu a ministrar feitiços e poções, cuidar de animais e plantas mágicas, noções de etiqueta e até mesmo esportes. Tornou-se um membro assíduo no clube de esgrima, seguindo invicto em seus duelos não por habilidade, mas por usar de sua beleza para distrair seus rivais. Considerado um dos estudantes mais belos da escola, era fácil, também, se livrar de detenções e encantar seus professores que acabavam o perdoando por um trabalho atrasado.


Enquanto isso, no Canadá, grupos anti-miscigenação ganhavam cada vez mais espaço na comunidade bruxa canadense, e semanalmente o jornais locais traziam notícias sobre assassinatos e desaparecimentos. Isaac se preocupava com seus pais – sua família, de longe, seria considerada adequada perante os olhos de um bruxo tradicionalista. Um dia, ao término do sétimo ano, finalizando os estudos com um histórico escolar impecável e um passe livre para um bom emprego no mercado de trabalho, voltando para casa, Isaac se deparou com seu pior pesadelo; a mãe jazia caída às portas do chalé, imersa em sangue, enquanto o pai, sufocado, pendia de uma corda atada ao teto. Pela casa, diversos panfletos se espalhavam com os dizeres “NÃO À MISCIGENAÇÃO” e “MORTE AOS TROUXAS E MESTIÇOS”. Isaac, então, fugiu, temendo que o mesmo que acontecera com os seus pais acontecesse consigo.


Entretanto, não é natural às veelas esquecerem suas mágoas. E o mesmo é com suas proles; com um forte desejo de vingança, Isaac decidiu investigar o caso por si só, visando a incapacidade das autoridades mágicas de solucionarem o crime e encontrar os culpados. Assumindo um cargo em uma revista conceituada de fofocas, o último dos Gauterrier procura por pistas que possam levá-lo aos suspeitos, afinal, fofocas dentro da comunidade mágica são como faíscas – nunca surgem do nada, mas sempre encontram uma maneira de provocar um incêndio. E de fogo, Isaac entende melhor que ninguém.


 



Este perfil já foi visualizado 172 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 13/04/2019 às 00:02:38