Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 2833 17/01/2019 às 14:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 2308 22/11/2018 às 21:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 3396 08/09/2018 às 21:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 2486 08/09/2018 às 21:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 2429 08/09/2018 às 12:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Noruega Anna Sundstrøm [ 17474 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Anna Sundstrøm
  • 1° Ano Ravenclaw
  • 1° Ano Ravenclaw

  • NOME COMPLETO

    Anna Rekdal Sundstrøm

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,51m

  • PESO

    42kg

  • OLHOS

    Castanho Intenso

  • CABELOS

    Loiro Claro

  • SEXO

    Feminino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    11 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    09/10/2006

  • SIGNO

    Libra

  • NOME DO PAI

    Eigil Rekdal Sundstrøm

  • NOME DA MÃE

    Britta Dörre Sundstrøm

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Trouxa

  • LOCALIDADE

    Hogwarts

  • CIDADE/PAÍS

    Bergen/Noruega

  • NÍVEL

Filha de um casal de lojistas trouxas de Bergen, Anna tinha tudo para ser uma criança normal, daquelas que frequentaria a escola com os amigos, teria paixonites, criaria algumas inimizades, mas passando por tudo sem chamar muita atenção. Provavelmente iria para uma faculdade norueguesa mesma e o auge de emoção de sua vida seria esbravejar o mundo, quiçá com um par romântico ou alguma melhor amiga. Mas se tinha uma coisa que a aquela garota não era, era normal e isso foi descoberto desde o momento em que nasceu. Logo em seu parto, a energia do hospital caiu abruptamente, coincidentemente no instante em que a jovem veio ao mundo. Um evento aleatório e que seus pais pensaram ser apenas uma boa história para contar em rodas de conversa.

Em seu primeiro mês de vida, coisas estranhas não pararam de acontecer, nunca grandes ou relevantes o suficiente para gerar pânico, mas Britta, principalmente, começou a achar pelicular a maneira como o relógio girava enlouquecidamente em alguns momentos, como as plantas pararam de florescer na casa e até mesmo todos os armários da casa ficarem presos ao mesmo tempo. Claro que a ideia de uma assombração passou pela cabeça do casal, mas ao conversarem sobre isso, deram apenas uma risada e abandonaram a ideia. Talvez estivessem apenas cansados demais pelas noites mal dormidas, brinde da recém-nascida.

Enquanto crescia, os eventos aleatórios continuaram acontecendo com a jovem loira, mas essa logo se descobriu ser uma azarada e seus pais, convenientemente passaram a usar isso para justificar todas as bizarrices que aconteciam. Pena que o mundo não era tão ingênuo ou compreensivo quanto Eigil. Sendo a prova da lei de Murphy que era, Anna rapidamente foi excluída ao entrar na escola, ninguém queria ficar perto dela porque tudo dava errado quando se aproximavam demais da loira. E a cada ano que passava, a garota percebia que seus colegas eram verdadeiramente cruéis, zoavam o fato dela viver derrubando o lanche, de todas as plantas murcharem assim que ela entrava no cômodo (mesmo que alguns mais racionais tentassem argumentar que aquilo nem tinha lógica).

Diante daquele tratamento horrível por parte dos colegas de turma, Anna decidiu que se era para ser zoada, faria o possível para que não fosse o único alvo de piadas. Passou então a aprontar com aqueles que mais implicavam, as vezes conseguindo, as vezes não, e parando na detenção diversas vezes, mas isso não incomodava, pelo menos estava conseguindo o que queria. Então, um mês com essa rotina foi o suficiente para que a doce e quieta Sundstrøm se tornasse praticamente outra pessoa, difícil de lidar, mas por motivos diferentes dos anteriores.

Mas antes que pensem que a infância da garota foi um completo desastre, também tiveram momentos bons, ou pelo menos neutros. Sendo uma excluída do mundo real, ela se jogou no literário, fazendo dos livros seus companheiros e aproveitando a ótima imaginação para criar universos paralelos onde sua vida era totalmente diferente. Eram apenas invenções de sua cabeça, mas geralmente eram acolhedoras o suficiente. Tinha também os pais, sempre dedicados em lhe alegrar, ignorando totalmente o caos que a menina tendia a gerar sem querer.

Contudo, tudo isso não foi nada comparado ao momento em que descobriu ser uma bruxa. Como foi? Estava descendo as escadas de casa, quando tropeçou nos próprios pés (algo clássico), mas antes que se esborrachasse ao sair rolando pelos degraus faltantes, se viu flutuando. Aquilo foi tão absurdo que foi correndo contar para os pais, que, obviamente, não acreditavam. “Humanos não flutuam, Anna”, eles disseram, mas essa crença não demorou muito para ser abandonada. Agora com a magia manifestada, Anna tinha se tornado um perigo ambulante, o que logo atraiu a atenção do departamento de acidentes e catástrofes mágicas, surgindo então um oficial na casa dos Sundstrøm, que veio contar toda a verdade para a família, dando inclusive algumas recomendações para a única filha do casal, como sair da escola até que chegasse a data de ir para a instituição de ensino que realmente importava: Hogwarts. E agora que essa data enfim tinha chegado, Anna mal conseguia segurar sua animação, ainda mais porque esperava que a partir daquele momento, tudo fosse diferente.



Este perfil já foi visualizado 136 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 30/07/2019 às 20:58:04