Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 3294 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 2766 22/11/2018 às 18:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 3853 08/09/2018 às 18:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 2958 08/09/2018 às 18:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 2890 08/09/2018 às 09:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Russia June Krovopuskov [ 17481 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • June Krovopuskov
  • 1° Ano Rurikovich
  • 1° Ano Rurikovich

  • NOME COMPLETO

    June Krovopuskov

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,40m

  • PESO

    30kg

  • OLHOS

    Azul Claro

  • CABELOS

    Loiro Claro

  • SEXO

    Feminino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    11 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    04/02/2007

  • SIGNO

    Aquário

  • NOME DO PAI

    Viktor Krovopuskov

  • NOME DA MÃE

    Argélie Krovopuskov

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Durmstrang

  • CIDADE/PAÍS

    Moscou/Russia

  • NÍVEL

Papai dizia que quando nasci não passava de uma semente com braços e pernas, tinha cara de joelho e era tão pequena e frágil quanto transparente! Também dizia que enquanto participava de lutas de esgrima ou algumas competições mais tradicionais entre nossos familiares, odiava parar à cada cinco minutos porque tinha uma fedelha mexendo nos móveis e nas coisas. Pois é, essa fedelha, era eu! Outra coisa que papai dizia, era de ter manifestado a primeira magia aos sete anos, quando acidentalmente estraguei a coleção de discos de vinil do Pink Floyd do meu tio.
PUTZS! Ele ficou puto véi! Não lembro o que houve comigo, mas sei que fui a primeira filha dessa geração e que por isso, meus avós cuidavam de mim como se fosse mais importante que aquele negócio lá que eles escondiam no cofre da família. Todos diziam que era o bem mais precioso da família e mesmo que tivesse tido uns três irmãos em seguida, para meus pais, tios e avós, era a menina mais querida.

O que tinha? Tudo! De mimos à dengos, direito até mesmo à receber chocolates antes de dormir de mãos beijadas! Minha mãe era mais severa, mas meu pai se derretia pelos encantos dessa princesinha aqui! E infelizmente, em uma tarde de parabéns com os melequentos reunidos e meus familiares, meus pai anunciaram que iria ter de ser uma boa menina. Se comportar... Ser uma boa moça e... Ir para a escola fundamental Bruxa de Durms. Até então, não seria ruim exceto pelo fato de que não teria meus irmãos para irritar ou meu tio para me proteger...

Após assoprar as benditas velinhas que precisaram do meu oxigênio por mais duas vezes para apagar suas chamas, elas se foram e o primeiro pedaço do bolo fora para meus avós ao som de Bon Jovi. Era estranho viver em um mudo bruxo que muito sabia dos bens trouxas. Meus pais trabalhavam em pesquisas referentes ao mundo trouxa e com eles, traziam muitas bugigangas estranhas.

O dia amanheceu e finalmente vira o quanto essa tal de escola Durmstrang era famosa, o convite para ingressar na mesma chegara e causara um rebuliço em casa! Meus pais estavam felizes enquanto pensava em uma coisa: ficaria longe deles! Que lógica eles tinham? Ficaria em uma escola que segundo meu avô, era militar. Você tinha que cantar o hino, acordar às cinco horas da manhã, marchar, bater continência e... MEU DEUS! E ninguém perguntou ou quis saber o que achava daquilo tudo!

Meu tio, preocupado, viera e dissera: Todos nós nos formamos lá minha pequena, somos maravilhosos, não somos? Então não é tão assustador quanto seu avô diz. Confie em mim e em seus pais.

Sim, ele disse isso... E já que não tinha escolha, rezava pela primeira vez na vida em meu tio ter razão.



Este perfil já foi visualizado 94 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 22/04/2019 às 00:01:14